“A Neve ou Fora de Controle” encerra Mostra de Dramaturgia do CCSP

SÃO PAULO – A quinta edição da Mostra de Dramaturgia em Pequenos Formatos Cênicos do Centro Cultural São Paulo chega ao fim com a estreia de A  Neve ou Fora de Controle, espetáculo escrito e dirigido por René Piazentin. A montagem, da Cia dos Imaginários, sobe ao palco da sala Jardel Filho, do Centro Cultural São Paulo, a partir de 16 de agosto, sexta-feira, às 20h30.

Com Aline Baba, Fernanda Gama, Gustavo Xella, Izabel Hart, Leandro Galor, Mateus Pigari, Renata Grazzini e Rodrigo Sanches, a peça procura mostrar o momento atual, em que a perplexidade muitas vezes congela a possibilidade de ação. Desde que começou a nevar no Rio de Janeiro Pedro nunca mais foi visto. Enquanto o país se prepara para a Copa do Mundo sinais de celular são rastreados e um atentado no Maracanã tira a vida de trezentas pessoas. Em meio a tudo isso figuras grotescas tramam um golpe de Estado.

A Neve ou Fora de Controle começou a ser escrita por René Piazentin em 1996, inspirada no golpe de 1964, mas com um universo próprio, sem a intenção de constituir-se como registro histórico. O autor, que também dirige a montagem, conta queO Rinoceronte, de Ionesco foi uma influência enorme para a ideia inicial, pela forma com que representa a adesão a um regime de exceção e como ela vai se dando aos poucos, quer pela ignorância, quer pela covardia. Esquecido em um caixa, o texto foi reencontrado em 2015 após uma mudança.

Idealizada por Eliseu Weide, a cenografia ajudou a criar a linguagem do espetáculo. São seis módulos móveis (2,5m x 2,5m), que criam recortes e janelas colaborando para o jogo entre os atores, além de facilitar as transformações em cena. Já os figurinos, de Érika Grizendi, mesclam épocas distintas com adereços e texturas de 1964 aos dias atuais.

 

Encerramento da Mostra

A  Neve ou Fora de Controle é a terceira e última peça da edição 2019 da Mostra de Dramaturgia em Pequenos Formatos Cênicos do Centro Cultural São Paulo. Além do texto de René Piazentin, essa quinta edição também teve a montagem de Stabat Mater (autoria de Janaina Leite) e De Esperança, Suor e Farinha (assinado por Paula Giannini).

 

Para Kil Abreu, curador de teatro do Centro Cultural São Paulo, a Mostra de Dramaturgia em Pequenos Formatos Cênicos chega à sua quinta edição totalizando um quadro alentador. “Foram cerca de duzentos autores inscritos a cada edital, dos quais foram selecionados três textos por ano, totalizando, com a edição atual, quinze espetáculos montados através do projeto. Uma parte deles figurou nas listas de melhores trabalhos do ano na temporada de São Paulo, como Mantenha Fora do Alcance do Bebê, de Silvia Gomez; Os Arqueólogos, de Vinícius Calderoni e Buraquinhos ou o Vento é Inimigo do Picumã, de Jhonny Salaberg”, conta ele.

 

O edital não se confunde com outros prêmios de montagem, pois é o único que parte do autor/autora e cumpre todo o percurso de produção do teatro, do texto inédito ao encontro com o público. O Centro Cultural São Paulo oferece, além do prêmio em dinheiro, a sala e a infra-estrutura técnica para a primeira temporada, além da publicação das peças, distribuídas à plateia. “As três dramaturgias da quinta edição jogam luz sobre as diversas formas e impasses da sociabilidade brasileira atual, seja através da questão do feminino, tratada de maneira iconoclasta e em abordagem colada ao performativo, por Janaina; seja nos retratos afetivos pintados por Paula Giannini a partir das faces diversas do ‘ser brasileiro’; seja na fantasia política criada por René Piazentini, que projeta um futuro próximo para falar sobre o Brasil do presente. São escritas livres mas em franco diálogo com a época e suas circunstâncias”, adianta o curador.

 

Para roteiro:

MOSTRA DE DRAMATURGIA EM PEQUENOS FORMATOS CÊNICOS DO CENTRO CULTURAL SÃO PAULO apresenta A NEVE OU FORA DE CONTROLE – Estreia dia 16 de agosto, sexta-feira, às 20h30, na Sala Jardel Filho. Dramaturgia e Direção – René Piazentin.Elenco – Aline Baba, Fernanda Gama, Gustavo Xella, Izabel Hart, Leandro Galor, Mateus Pigari, Renata Grazzini e Rodrigo Sanches.Cenografia – Eliseu Weide. Figurinos – Érika Grizendi. Iluminação – Melissa Guimarães. Assistência de Direção – Louise de Lemos.Assessoria de Imprensa – Nossa Senhora da Pauta. Realização – Centro Cultural São Paulo. Recomendação etária – 12 anos. Duração –120 minutos. Ingressos – R$ 20,00 e R$ 10,00 (meia-entrada). Temporada – Até 15 de setembro. Sexta-feira e sábado às 20h30 e domingo às 19h30.

 

CENTRO CULTURAL SÃO PAULO – Sala Jardel Filho – Rua Vergueiro, 1000 –Estação de metrô Vergueiro. Telefone (11) 3397-4002. Bilheteria – de terça a sábado, das 13h às 21h30; e domingos, das 13h às 20h30. Ingressos vendidos online pela ingressorapido.com.br ou pelo telefone 4003-1212. Capacidade – 321 lugares. Acesso para deficientes físicos. centrocultural.sp.gov.br

Kyra Piscitelli

Kyra Piscitelli é jornalista formada pela Universidade Metodista de São Paulo e fez pós-graduação em Globalização e Cultura pela Faculdade de Sociologia e Política de São Paulo (FESPSP). Escreve sobre teatro e arte desde de 2009. Integra os Juris da Associação Paulista de Críticos de Arte (APCA) e do Prêmio Aplauso Brasil. Ávida por conhecimento, se não está em viagem ou estudo, só há um lugar para achá-la: o teatro!

No Comments Yet

Leave a Reply

Seu email não será publicado

*