A originalidade de Karman é impressionante

  

Maria Lúcia Candeias, colunista e crítica teatral do Aplauso Brasil

Maria Lúcia Candeias, especial para o Aplauso Brasil (aplausobrasil@aplausobrasil.com) 

Na terceira tentativa de assistir Noite na Taverna no Teatro do Centro da Terra, que está em cartaz há um ano, todas as últimas quartas-feiras de cada mês,  

Sarau do Teatro do Centro da Terra

cheguei cedo o bastante para conseguir estacionar o carro. Tudo se passa numa espécie de bar com algumas mesas, onde o diretor Ricardo Karman fala por um tempo curto, na edição em que estive, lembrou a obra de Manoel Bandeira. Em seguida, cada um dos presentes fala frases ou pequenos poemas de sua escolha. É assim o sarau do Teatro do Centro da Terra. A plateia participa e se envolve totalmente. Até pensei que fossem sempre os mesmos participantes, mas me informaram que não são. Isso me fez lembrar da carreira do “homem do centro da terra”. 

Na primeira peça que assisti sob direção de Karman, o espectador tinha que pegar um ônibus para ir a um cemitério no começo da Via Anhangüera e depois se encaminhava para Jundiaí onde se passava a continuação do enredo. Tratava-se da história da Lua Negra, figura mitológica. O próximo espetáculo passava-se no então futuro túnel sob o Rio Pinheiros. Essas experiências foram bastante anteriores às montagens de outros grupos como o Teatro da Vertigem, cuja 

Gustavo Vaz apresenta o "Teatrokê"

montagem de O Livro de Jó ficou famosa e recebeu muitos prêmios. 

Além dessa reunião das quartas-feiras, que vale conferir, Karman está em cartaz no Teatro Folha com a peça Teatrokê, na qual alguns espectadores são convidados a integrar o elenco, ensaiando rapidamente para assumir um personagem. 

São grandes aventuras de muito bom gosto e que por isso vale ver ainda quando é difícil classifica-las como teatro. 

Noites na Taverna 

Sempre as últimas quartas-feiras de cada mês, 20h30 

Rua Piracuama, 19, Sumaré
05017-040, São Paulo, SP, Brasil
Tel/Fax: +55 (11) 36751595
teatro@centrodaterra.com.br
 

Teatrokê

 

Av. Higienópolis, 618 Shopping Pátio Higienópolis – Piso 2.
Higienópolis – Centro.

 Fone:(11) 3823-2423

Terças,21h. Até 29 de março. Teatro Folha. R$ 20 a R$ 30

Michel Fernandes

Michel Fernandes, graduado em Jornalismo e pós graduado em Direção Teatral., escreveu de 2000 a 2012 críticas de teatro e reportagens para o iG. Em 2002 criou o Aplauso Brasil - www.aplausobrasil.com.br -, site voltado à noticias, resenhas e críticas teatrais, até hoje no ar. Integrante da APCA desde 2004, Michel Fernandes já esteve nas comissões do Prêmio Miriam Muniz, ProAC, Programa de Fomento ao Teatro de São Paulo, emtre outros Em 2012 criou o Prêmio Aplauso Brasil de Teatro. Em 2014 realiza Residência do Aplauso Brasil na SP Escola de Teatro. Em 2015 é crítico convidado da MITsp (Mostra Internacional de Teatro de São Paulo). Em 2016 é membro de comissão julgadora do Proac. Em 2017 faz parte do Conselho Consultivo do CCSP.