A Serpente no Jardim: Imperdível é pouco

Maria Lúcia Candeias, especial para o Aplauso Brasil (aplausobrasil@aplausobrasil.com)

Humor negro e suspense são ingredientes em peça de autor britânico

 Se você gosta de Agatha Christie e Alfred Hitchcock certamente vai adorar A Serpente no Jardim, comédia de humor negro sobre o reencontro, cheio de segredos, de duas irmãs após a morte do pai. O texto de Alan Ayckbourn é encenado pela Visceral Cia. e está  em cartaz no auditório do terceiro andar do Sesc-Pinheiros.

Esse autor britânico também é protagonista de uma trilogia que está em cartaz no Teatro Folha, Enquanto Isso…, e demonstra mais uma vez que suspense é com os britânicos. E, se fazer suspense no cinema é coisa para poucos, no teatro então é para gênios.

Além desse autor surpreendente, as três atrizes que compõem o elenco (Lavínia Pannunzio, Alejandra Sampaio e Cristina Cavalcanti) estão maravilhosas em cena.

O tarimbado diretor Alexandre Tenório, acerta na condução das intérpretes assim como no visual (‘L&C Cenografia’ e Paulo Falzoni), nos figurinos a cargo da atriz Cristina Cavalcanti, e na iluminação adequada, assinada por Aline Santini. Tudo extremamente singelo e eficiente.

Alan Ayckbourn moderniza o suspense transformando-o num quebra-cabeça fantástico de modo que o público não sai com total certeza de quem é a serpente. Será que está mesmo no jardim? Será que está na cabeça das pessoas?

Impossível não se envolver com todos esses acertos. Não perca!

A Serpente no Jardim Texto: Alan Ayckbourn Direção: Alexandre Tenório Com: Lavívia Pannunzio, Cristina Cavalcanti e Alejandra Sampaio Onde: Auditório – Sesc-Pinheiros – Rua Paes Leme, 195 – 3º andar Tel.: (11) 3095-9400. Quando: 5ªs, às 18h; 6ªs e sábados, às 21h Até: 14/05 Quanto: de R$ 5 a R$ 20

Michel Fernandes

Michel Fernandes, graduado em Jornalismo e pós graduado em Direção Teatral., escreveu de 2000 a 2012 críticas de teatro e reportagens para o iG. Em 2002 criou o Aplauso Brasil - www.aplausobrasil.com.br -, site voltado à noticias, resenhas e críticas teatrais, até hoje no ar. Integrante da APCA desde 2004, Michel Fernandes já esteve nas comissões do Prêmio Miriam Muniz, ProAC, Programa de Fomento ao Teatro de São Paulo, emtre outros Em 2012 criou o Prêmio Aplauso Brasil de Teatro. Em 2014 realiza Residência do Aplauso Brasil na SP Escola de Teatro. Em 2015 é crítico convidado da MITsp (Mostra Internacional de Teatro de São Paulo). Em 2016 é membro de comissão julgadora do Proac. Em 2017 faz parte do Conselho Consultivo do CCSP.

No Comments Yet

Leave a Reply

Seu email não será publicado

*