Adaptação teatral do filme ‘Dogville’ estreia no Teatro Porto Seguro depois de sucesso no Rio de Janeiro 

Adaptação teatral do filme Dogville estreia no Teatro Porto Seguro depois de sucesso no Rio de Janeiro


SÃO PAULO – O diretor paulistano Zé Henrique de Paula (vencedor dos prêmios Shell, APCA, Reverência, Aplauso Brasil e Arte Qualidade Brasil) dirige a primeira adaptação teatral brasileira para Dogville, obra-prima do cineasta dinamarquês Lars von Trier. Após temporada no Rio de Janeiro, o espetáculo chega a São Paulo para uma temporada no Teatro Porto Seguro, de 25 de janeiro a 31 de março de 2019.

O elenco é formado porMel Lisboa, Eric Lenate, Fábio Assunção, Bianca Byington, Marcelo Villas Boas, Anna Toledo, Rodrigo Caetano, Gustavo Trestini, Fernanda Thurann, Thalles Cabral, Chris Couto, Blota Filho, Munir Pedrosa, Selma Egrei, Dudu Ejchel e  Fernanda Couto.

https://goo.gl/GNW8ze

A montagem está indicada ao Prêmio Shell na categoria Melhor Figurino; três categorias no Prêmio Cesgranrio de TeatroMelhor Espetáculo, Melhor Atriz com Mel Lisboa e Melhor Figurino com João Pimenta; cinco categorias no Prêmio Botequim Cultural de Teatro: Melhor Espetáculo, Melhor Direção com  Zé Henrique de Paula, Atriz em Papel Coadjuvante com Selma Egrei, Figurino com João Pimenta e Iluminação com Fran Barros.

A trama se passa na fictícia cidade de Dogville, uma pequena e obscura cidade situada no topo de uma cadeia montanhosa, ao fim de uma estrada sem saída, onde residem poucas famílias formadas por pessoas aparentemente bondosas e acolhedoras, embora vivam em precárias condições de vida. A pacata rotina dos moradores daquele vilarejo é abalada pela chegada inesperada de Grace (Mel Lisboa), uma forasteira misteriosa que procura abrigo para se esconder de um bando de gangsteres.

Ficha técnica:

Título Original: Dogville. Autor: Lars von Trier. Direção: Zé Henrique de Paula. Elenco: Mel Lisboa (Grace), Eric Lenate (Narrador), Fábio Assunção (Chuck), Bianca Byington (vera), Rodrigo Caetano (Tom Edison), Anna Toledo (Martha), Marcelo Villas Boas (Ben), Gustavo Trestini (Sr Henson), Fernanda Thuran (Liz), Thalles Cabral (Bill Henson), Chris Couto (Sra Henson), Blota Filho (Thomas Pai), Munir Pedrosa (Jack McKay), Selma Egrei Ma Ginger), Fernanda Couto (Glória) e Dudu Ejchel (Jason).  Idealização: Felipe Lima. Preparação de Elenco: Inês Aranha. Tradução: Davi Tápias. Assistência de Direção: Felipe Ramos. Cenário: Bruno Anselmo. Assistência de Cenografia: Guilherme Reis. Cenotécnico: André Salles. Equipe Cenografia: Paulo Sá, Wellington Carmo, Gilvan Carmo, Walmir Jr, Ferrinha. Pintura de Arte/Cenário: Russo. Montagem Cenário: André Boneco e Marcio Domingues. Diretor de Palco: Helder Bezerra. Contrarregra: Anderson Santos de Oliveira. Operador de Maquinaria: Cezinha. Iluminação: Fran Barros. Assistência Iluminação SP: Tulio Pezzoni. Assistência Iluminação RJ: Vitor Emanuel. Montagem Iluminação: João Gaspary e Rodrigo Lopes. Técnico Operador de Iluminação: Zeca Costa. Figurino: João Pimenta. Assistência Figurino: Marcelo Andreotti e Eugênio Santos. Camareiros: Allan Domingos e Rosa Rabelo. Visagismo: Wanderley Nunes.Assistência Visagismo: Alison Alvarez, Monique Couto e Equipe Studio W. Trilha Sonora Original: Fernanda Maia. Produção Musical: Leo Versolato. Operador de Som: Bernardo Nadal. Realização:Brisa Filmes e Sevenx Produções Artísticas. Produção: Ana Paula Abreu e Renata Blasi. Produção Executiva: Glaucia Fonseca e Dani D’Agostino. Produção Executiva RJ: Juliana Trimer. Coordenação Leis de Incentivo: Natália Simonete e Estufa de Ideias. Produção: Diálogo da Arte Produções Culturais. Direção Audiovisual: Laerte Késsimos. Criação de Vídeo Mapping: Vj Alexandre Gozales.Direção de corte e Operação de Vídeo Mapping: Wellington Abreu. Cinegrafistas: Phillip Correia e Alexandre Vollú. Design Gráfico e Criação: Carlos Nunes. Programação Visual/Finalização: Sandra Tami.  Fotografia e Criação: Ale Catan. Assistência de Fotografia: Rafael Sá, Weslei Barba, Caio Toledo e Renan Martins. Assessoria de Imprensa: Adriana Balsanelli e Renato Fernandes.

SIGA NAS REDES SOCIAIS:

FACEBOOK: / dogvilleapeca

INSTAGRAM: @dogville_a_peca

Serviço:

DOGVILLE

De 25 de janeiro e 31 de março de 2019 – Sextas e sábados às 21h e domingo às 19h.

Ingressos: Sextas-feiras R$ 80,00 plateia / R$ 50,00 balcão/frisas. Sábados e domingos R$ 90,00 plateia / R$ 60,00 balcão/frisas.

Classificação: 16 anos.

Duração: 100 minutos.

TEATRO PORTO SEGURO

Al. Barão de Piracicaba, 740 – Campos Elíseos – São Paulo.

Telefone (11) 3226.7300.

Bilheteria: De terça a sábado, das 13h às 21h e domingos, das 12h às 19h.

Capacidade: 496 lugares.

Formas de pagamento: Cartão de crédito e débito (Visa, Mastercard, Elo e Diners).

Acessibilidade: 10 lugares para cadeirantes e 5 cadeiras para obesos.

Estacionamento no local: Estapar R$ 20,00 (self parking) – Clientes Porto Seguro têm 50% de desconto.

Serviço de Vans: TRANSPORTE GRATUITO ESTAÇÃO LUZ – TEATRO PORTO SEGURO – ESTAÇÃO LUZ. O Teatro Porto Seguro oferece vans gratuitas da Estação Luz até as dependências do Teatro. COMO PEGAR: Na Estação Luz, na saída Rua José Paulino/Praça da Luz/Pinacoteca, vans personalizadas passam em frente ao local indicado para pegar os espectadores. Para mais informações, contate a equipe do Teatro Porto Seguro.

No Comments Yet

Leave a Reply

Seu email não será publicado