Adriane Galisteu é uma das ”Mulheres Alteradas”

Luís Francisco Wasilewski, especial para o Aplauso Brasil (lfw@aplausobrasil.com)

Novo elenco em sucesso de 2010

Ele foi um dos maiores sucessos da cena paulistana no ano de 2010. Era constante ver o trânsito na Rua Augusta engarrafado para assistir o ótimo Mulheres Alteradas. Pois, este super-sucesso volta amanhã no Teatro Procópio Ferreira. Com duas modificações no elenco. Saíram Daniele Valente e André Bankoff e entraram respectivamente, Adriane Galisteu e Daniel Del Sarto.

O espetáculo tem como base os quadrinhos da argentina Maitena. Andréa Maltarolli soube com precisão transformar aquele universo do cartoon para à cena. O que nos faz lamentar que Andréa tenha morrido tão jovem, logo depois de escrever a peça. Perdemos uma promissora dramaturga.

Aliado à boa dramaturgia há a direção elegante de Eduardo Figueiredo, que faz com que em momento algum a peça soe vulgar.

Outro achado seu foi a criação da “Banda Alteradas”, que pontua as cenas com uma ótima trilha sonora.

Adriane Galisteu substitui atriz em "Mulheres Alteradas"

Certeza de uma boa diversão, Mulheres Alteradas fica até 27 de fevereiro. E a Rua Augusta continuará engarrafando….

Mulheres Alteradas

Teatro Procópio Ferreira – r. Augusta, 2.823, Cerqueira César, São Paulo, SP. Tel.: 0/xx/11/3083-4475. Estreia: 8/1/2011. Sex. e sáb.: 21h30. Dom.: 19h. Ingr.: R$ 50 e R$ 70.

Michel Fernandes

Michel Fernandes, graduado em Jornalismo e pós graduado em Direção Teatral., escreveu de 2000 a 2012 críticas de teatro e reportagens para o iG. Em 2002 criou o Aplauso Brasil - www.aplausobrasil.com.br -, site voltado à noticias, resenhas e críticas teatrais, até hoje no ar. Integrante da APCA desde 2004, Michel Fernandes já esteve nas comissões do Prêmio Miriam Muniz, ProAC, Programa de Fomento ao Teatro de São Paulo, emtre outros Em 2012 criou o Prêmio Aplauso Brasil de Teatro. Em 2014 realiza Residência do Aplauso Brasil na SP Escola de Teatro. Em 2015 é crítico convidado da MITsp (Mostra Internacional de Teatro de São Paulo). Em 2016 é membro de comissão julgadora do Proac. Em 2017 faz parte do Conselho Consultivo do CCSP.

2 Comentários
  1. Acho a Adriane Galisteu uma mulher guerreira, que nunca desiste de seus objetivos.
    Ela deve se sair muito bem nos palcos.
    Boa sorte Adriane.

    Maria Angela Antar

Leave a Reply

Seu email não será publicado

*