Afeganistão em pauta no texto de Tony Kushner

Michel Fernandes, do Aplauso Brasil (Michel@aplausobrasil.com)

"Casa-Cabul" - atriz Chris Couto - foto Ronaldo Gutierrez

Ao que tudo indicam os fatos, a peça do norte-americano Tony Kushner (de Angels In America), Casa/ Cabul, traz consigo uma esfera mística, provedora de sincronicidades. Sua conclusão se deu poucos dias antes dos ataques terroristas de 11 de setembro de 2001. Agora, dez anos depois, às vésperas da montagem brasileira do texto – Casa/ Cabul estreia sábado (7), no SESC Santana –, Bin Laden é morto.

Dirigida por Zé Henrique de Paula, criador do Núcleo Experimental, Casa/ Cabul narra a saga de uma dona de casa inglesa, interpretada por Chris Couto, que, ao ler um antigo guia de viagem, torna-se fascinada pela beleza exótica do Afeganistao e decide viajar a esse universo.  expõe detalhes de sua vida e seu fascínio pela beleza do exótico Afeganistão, ao ler um guia de viagem antigo. Nessa jornada por montanhas, desertos e cidades esquecidas, ela arrasta atrás de si seu marido e sua filha, provocando o nosso encontro com a delicadeza e coragem da alma afegã.

“A história passada e a presente, o drama familiar e o palco dos dramas globais. É isso o que o autor propõe: uma multiplicidade de pontos de vista, que expõe a riqueza e a complexidade do mundo em que vivemos, onde não há mais santos ou vilões”, explica o diretor.

"Casa-Cabul" - atriz Chris Couto - foto Ronaldo Gutierrez

Com direção musical de Fernanda Maia, cenário e figurino do próprio diretor e preparação de atores de Inês Aranha, a peça traz no elenco

Chris Couto (Dona de Casa), Sergio Mastropasqua (Milton Ceiling), Kelly Klein (Priscilla Ceiling), Herbert Bianchi (Quango Twistleton), Amazyles de Almeida (Mahala), Eric Lenate (Khwaja), Alexandre Meirelles (Mulá Durrani),Thiago Ledier (Zai Garshi), Beto Amorim (Dr. Qari Shah) e Thiago Vieira (Munkrat).

CLIQUE AQUI para saber mais.

CASA / CABUL – Estreia dia 7 de maio no Teatro do SESC Santana. Texto: Tony Kushner. Tradução e Direção: Zé Henrique de Paula. Direção musical: Fernanda Maia.Preparação de atores: Inês Aranha. Elenco: Chris Couto (Dona de casa), Sergio Mastropasqua (Milton Ceiling), Kelly Klein (Priscilla Ceiling), Herbert Bianchi (Quango Twistleton), Amazyles de Almeida (Mahala), Eric Lenate (Khwaja), Alexandre Meirelles (Mulá Durrani), Thiago Ledier (Zai Garshi), Beto Amorim (Dr. Qari Shah), Thiago Vieira  (Munkrat). Stand-in de Milton Ceiling – Tony Giusti.

Assistência de direção: Thiago Ledier. Cenografia e figurinos: Zé Henrique de Paula.Assistência de Cenografia e figurinos: Cy Teixeira. Perucas e postiços: Fabio Petri.Iluminação: Fran Barros. Operação de luz: Karina Camillo. Operação de som: Gabriela Germano. Assessoria em História e Costumes Afegãos: Adriana Carranca. Assessoria em Dari e Pashtun: Sayed Mustafá. Produção executiva: Claudia Miranda. Produção: Íris Cavalcanti / Zafrica Produções. Fotos: Lenise Pinheiro / Ronaldo Gutierrez.

Teatro do SESC Santana. Av. Luís Dumont Villares, 579 – Santana cep 02085-100 – São Paulo – SP. Telefone: (11) 2971-8700. Classificação: 14 anos. R$ 5 a R$ 20. De 07/05 a 12/06. Sexta e sábado, às 21h. Domingo, às 18h. Duração – 150 minutos com intervalo. Horário de Funcionamento: Terça à Sexta, 10h às 22h. Sábados, domingos e feriados, 10 às 19h. Horário de Funcionamento Bilheteria: Terça à sábado, 10h às 21h. Sábados, domingos e feriados, 10 às 19h. E-mail para atendimento ao público: email@santana.sescsp.org.br .

Michel Fernandes

Michel Fernandes, graduado em Jornalismo e pós graduado em Direção Teatral., escreveu de 2000 a 2012 críticas de teatro e reportagens para o iG. Em 2002 criou o Aplauso Brasil - www.aplausobrasil.com.br -, site voltado à noticias, resenhas e críticas teatrais, até hoje no ar. Integrante da APCA desde 2004, Michel Fernandes já esteve nas comissões do Prêmio Miriam Muniz, ProAC, Programa de Fomento ao Teatro de São Paulo, emtre outros Em 2012 criou o Prêmio Aplauso Brasil de Teatro. Em 2014 realiza Residência do Aplauso Brasil na SP Escola de Teatro. Em 2015 é crítico convidado da MITsp (Mostra Internacional de Teatro de São Paulo). Em 2016 é membro de comissão julgadora do Proac. Em 2017 faz parte do Conselho Consultivo do CCSP.

1 comentário

Leave a Reply

Seu email não será publicado

*