AGENDA: ESPETÁCULO “A DOR ” QUE RETRATA SAGA DA ESCRITORA FRANCESA MARGUERITE DURAS ESTREIA EM SP

Cassiano Leonardo especial para o Aplauso Brasil ( Cassiano@aplausobrasil.com.br)

SÃO PAULO – No final da Segunda Guerra Mundial uma mulher espera o retorno do seu marido Robert, enviado para os campos de concentração. Sem saber se ele vai voltar, nem mesmo se está vivo, ela passa seus dias imaginando o que pode ter acontecido com ele. A história real de Maguerite Duras e Robert Antelme é narrada a partir dos diários da escritora.

É com esse cenário que o solo A Dor, montagem do Vulcão, com direção de Vanessa Bruno e atuação de Rita Grillo inspirada na saga da escritora francesa Marguerite Duras (1914-1996), que o espetáculo faz curta temporada de 11 a 22 de janeiro no Teatro Pequeno Ato.
.
A peça se concentra no último momento, aquele no qual a escritora espera a volta de Robert, após a chegada dos aliados. É o momento em que a verdade sobre os campos de concentração começa a aparecer, e não é possível saber se ele conseguiu sobreviver ao horror. Ela espera incessantemente nas estações pelos comboios de deportados, em sua casa, ao lado do telefone.

Todo esse período foi relatado em diários, que mais tarde foram compilados em um livro, La Douleur, composto por textos de momentos diferentes desta espera e que é transportado para o espetáculo. “Marguerite Duras é realmente uma mulher do século XX. Passou por guerras, resistência, machismo, é símbolo do feminismo e resistência. Mudou as tendências literárias e cinematográficas.

“Um dia eu descobri A Dor. Essa espera de todos os tempos. Um relato terrível e profundamente humano. E esse projeto ficou em mim, esperando para acontecer. O reencontro com Vanessa Bruno, em 2012, foi uma fagulha, uma vontade comum, um sonho. E em 2015 o incêndio, a explosão vulcânica: Marguerite em cena, finalmente, agora”, conta Rita.

FICHA TÉCNICA:

Proposição, Tradução e Interpretação: Rita Grillo.
Direção: Vanessa Bruno.
Preparação Corporal e Assistência de direção: Livia Vilela.
Figurino e Cenário: Anne Cerutti.
Trilha Sonora: Edson Secco.
Iluminação: Aline Santini.
Fotos: Maurício Pisani, Cézar Siqueira, Victor Iemini, Bob Souza.
Produção Executiva: Anna Zêpa.
Produção Geral: Paulo Salvetti.
Realização: Vulcão [criação e pesquisa cênica].
Apoio: Casa das Caldeiras e Pequeno Ato.
Patrocínio: Meimundo.
Duração: 50 minutos.
Classificação: 14 anos.

SERVIÇO:

A DOR
Teatro Pequeno Ato
Rua Doutor Teodoro Baima, 78 – Vila Buarque.
Reestreia dia 11 de janeiro, quarta-feira, às 20h30,
Quarta a sábado às 20:30, domingo 19 horas até 22 de janeiro.
Preço: R$ 30 (inteira e R$ 15 (meia)
Telefone: 11 99642-8350. Bilheteria aberta com uma hora de antecedência. Aceita cartões. Ar condicionado. C
capacidade: 30 lugares.