AGENDA : GRUPO GOLPEIA DE TEATRO APRESENTA O SEU PRIMEIRO ESPETÁCULO “PROJETO RASTEJAR”

Cassiano Leonardo Especial para o Aplauso Brasil (Cassiano@aplausobrasil.com.br) 

O PAULO – Enquanto aguardam pelo diretor, três atores e um músico ensaiam um espetáculo que pretende tematizar as conflituosas relações humanas no mundo contemporâneo por meio de uma trama intitulada “Sinhazinha”, que remonta ao período escravagista brasileiro e aborda um triângulo amoroso entre a jovem sinhá e dois de seus escravos. Um dos atores, em crise existencial e impactado pelo processo criativo, coloca em xeque os seus valores, os da profissão e os do próprio teatro.  

No espetáculo teatral Projeto Rastejar, atores e personagens se une em um ritual de reiniciação em que o momento da descoberta vale mais que o objetivo aparentemente maior, no caso, a peça em si. A peça promete buscar se o resgate de uma humanidade que o ser contemporâneo parece perder a cada dia. Propõe-se um metateatro no qual o público poderá, pouco a pouco, ser envolvido pelos atores e por suas relações com os personagens que, por sua vez, serão como fragmentos soltos dos próprios atores.

Com música ao vivo, o espetáculo quer abraçar as linguagens do teatro dramático, do teatro gestual, da performance e da dança para construir um mosaico de sensações que pretende instigar sentidos.

A ideia é proporcionar ao espectador um quebra-cabeça sensorial, com uma inequívoca densidade corporal e emocional, para que ele mesmo o possa montar, conforme sentir-se instigado para tal. Mais do que querer dizer e fazer sentido, queremos fazer sentir: que o público sinta-se conectado, de alguma maneira, a alguns dos elementos propostos pela encenação afirma o diretor, Wagner Menddes Vasconcelos.

A concepção do projeto partiu da ação de “rastejar” como uma atitude de transformação, um genuíno recomeço: a resposta do ser humano ao seu próprio esgotamento e à falência dos caminhos possíveis de seguir na vida. Assim como o ator tem que se esvaziar e se perceber para criar seu personagem, o ser humano contemporâneo, mergulhado no excesso de signos e no vazio de significados, talvez tenha que reinventar a sua jornada, mais conectado com a sua identidade e mais atento à sua própria “terra”, que pode tanto ser o seu corpo, as suas emoções quanto o seu país, afirma Wagner.

Ficha Técnica

Concepção, texto e direção: Wagner Menddes Vasconcelos.                                                                 Intérpretes criadores: Dani Corrêa, José Alessandre e Roberto Santos.                                            Preparação corporal: Roberto Santos e Andrea Prior                                                                                  Revisão de textos e apoio dramatúrgico: José Alessandre                                                                              Trilha sonora original e execução ao vivo: Yussuf Farhan                                                                           Criação e operação de luz: Igor Sane                                                                                                                       Arte visual: Alexandre S. de Paula                                                                                                                            Fotos: Vivian Barborsick                                                                                                                                 Produção executiva: Wagner Menddes Vasconcelos e José Alessandre                                              Assistência de produção: Nilton Araújo

Assessoria de imprensa: Pombo Correio http://pombocorreio.art.br/                                                    Blog Grupo Golpeia: https://grupogolpeia.wordpress.com/                                                                   Facebook Grupo Golpeia: https://www.facebook.com/grupogolpeia/

Serviço:

Peça projeto Rastejar                                                                                                                                                Viga Espaço Cênico – Sala Piscina – http://viga.art.br/                                                                                    Rua Capote Valente, 1323 – Metrô Sumaré – Tel.: (11) 3801-1843                                                                    Lotação: 35 lugares                                                                                                                                         Temporada: 17 de janeiro a 28 de março                                                                                                           Segundas e Terças às 21h                                                                                                                                  Duração: 60 minutos                                                                                                                               Recomendação etária: 14 anos                                                                                                                          Lotação: 35 lugares                                                                                                                                          Ingressos: R$ 40,00 (inteira) – R$ 20,00 (meia)                                                                                      Bilheteria do teatro aberta a partir de 1h antes da sessão                                                                                  Vendas online: http://www.aloingressos.com.br/