Antunes Filho: Reinventor de Si-mesmo

<I>A Falecida Vapt-Vupt</I>
A Falecida Vapt-Vupt

A FALECIDA VAPT-VUPT

 

Aos oitenta anos e com mais de meio século dedicados ao teatro, Antunes Filho não se fixou à forma teatral que o eleva ao Olimpo da direção teatral, ocupado por poucos diretores de talento e criatividade indescritível, e em sua terceira incursão à tragédia carioca de Nelson Rodrigues, A Falecida que, agora, ganha o sobrenome Vapt-Vupt, ele se reinventa e nos traz a uma instigante viagem a novos campos de percepção. Isso não quer dizer que ele deixou de lado o extremo rigor n campo da interpretação, não no que respeita ao “formalismo” – que já virou jargão entre alguns que não conseguem comungar do prazer estético proposto por Antunes -, mas na exigência que nos propicia interpretações cada vez melhores de Lee Thalor que com a novata Bruna Anauate, uma revelação primorosa, forma o casal protagonista da peça.

 

A FALECIDA VAPT-VUPT de Nelson Rodrigues, direção Antunes Filho. (60 min). Espaço CPT (sétimo andar) 70 lugares. Sextas às 21h e sábados às 19h e às 21h. 12 anos. Rua Dr. Vila Nova, 245. Tel: 11 3234-3000.

Michel Fernandes

Michel Fernandes, graduado em Jornalismo e pós graduado em Direção Teatral., escreveu de 2000 a 2012 críticas de teatro e reportagens para o iG. Em 2002 criou o Aplauso Brasil - www.aplausobrasil.com.br -, site voltado à noticias, resenhas e críticas teatrais, até hoje no ar. Integrante da APCA desde 2004, Michel Fernandes já esteve nas comissões do Prêmio Miriam Muniz, ProAC, Programa de Fomento ao Teatro de São Paulo, emtre outros Em 2012 criou o Prêmio Aplauso Brasil de Teatro. Em 2014 realiza Residência do Aplauso Brasil na SP Escola de Teatro. Em 2015 é crítico convidado da MITsp (Mostra Internacional de Teatro de São Paulo). Em 2016 é membro de comissão julgadora do Proac. Em 2017 faz parte do Conselho Consultivo do CCSP.

No Comments Yet

Leave a Reply

Seu email não será publicado

*