Antunes Filho segundo Sebastião Milaré

Michel Fernandes, do Aplauso Brasil (michel@aplausobrasil.com)

Depois de um lançamento para aqueles que estiveram na primeira edição do Mirada, Festival Ibero-Americano promovido pelo SESC SP, o livro “Hierofania – O Teatro Segundo Antunes Filho”, de Sebastião Milaré, ganha hoje, a partir das 19h, lançamento na sede do CPT, o Centro de Pesquisa Teatral, espaço sagrado em que Antunes Filhos e seus discípulos criam pérolas das artes cênicas.

O dramaturgo Samir Yazbek, os atores Juliana Galdino e Lee Taylor estarão presentes nesta noite de festa. Protagonistas de espetáculos de grande repercussão dos últimos anos como “Medéia 2”, “Foi Carmen”“A Pedra do Reino” e “Senhora dos Afogados”, os atores são fontes imprescindíveis, segundo aponta Sebastião Milaré nos agradecimentos do livro.

Os espetáculos citados acima estão esmiuçados na primeira parte do livro, dedicada a ensaios e reflexões do teatro antuniano, a partir da antológica encenação do romance “Macunaíma”, de Mário de Andrade, por Antunes Filho e os atores do, batizado a partir do trabalho, Grupo Pau-Brasil.

Na segunda parte do livro, Milaré busca sistematizar o trabalho de pesquisa desenvolvido pelo CPT, o Centro de Pesquisa Teatral de Antunes Filho.

Sem dúvida, Hierofania – O Teatro Segundo Antunes Filho é um livro obrigatório para os pesquisadores de teatro, atores e diretores, além de ser bastante estimulante para os curiosos do processo de feitura de peças que ocupam lugar de destaque na história do teatro brasileiro.

DICA: Para comemorar esse lançamento, “Hierofania – O Teatro Segundo Antunes Filho“, da Edições SESC SP, terá 30% de desconto em seu preço.

CLIQUE AQUI PARA COMPRAR O LIVRO.


Michel Fernandes

Michel Fernandes, graduado em Jornalismo e pós graduado em Direção Teatral., escreveu de 2000 a 2012 críticas de teatro e reportagens para o iG. Em 2002 criou o Aplauso Brasil - www.aplausobrasil.com.br -, site voltado à noticias, resenhas e críticas teatrais, até hoje no ar. Integrante da APCA desde 2004, Michel Fernandes já esteve nas comissões do Prêmio Miriam Muniz, ProAC, Programa de Fomento ao Teatro de São Paulo, emtre outros Em 2012 criou o Prêmio Aplauso Brasil de Teatro. Em 2014 realiza Residência do Aplauso Brasil na SP Escola de Teatro. Em 2015 é crítico convidado da MITsp (Mostra Internacional de Teatro de São Paulo). Em 2016 é membro de comissão julgadora do Proac. Em 2017 faz parte do Conselho Consultivo do CCSP.

1 comentário
  1. QUANDO VEM A BAHIA. POIS SOMOS CARENTES DE BOAS PEÇAS TEATRAIS.MORO NA ILHA DE ITAPARICA, NA LOCALIDADE DE MAR GRANDE. SOU DIRETOR/ATOR. POIS A BAHIA PRECISA DE TEATRO, POIS MUSICA TEMOS MUITA. A CULTURA MUSICAL AINDA É CARENTE. IMAGINE O TEATRO.

Leave a Reply

Seu email não será publicado

*