Artesão das palavras faladas

Michel Fernandes, do Aplauso Brasil (michel@aplausobrasil.com)

Elias Andreato em seu premiado solo, "Doido"

Em seu último espetáculo solo, Doido, Elias Andreato também deu o foco às palavras, interpretando de manifestos de Antonin Artaud (artista francês, pensador e realizador de teatro) a poemas de Fernando Pessoa (poeta lusitano) e materializou o sonho de todo ator: comunicar-se com sua plateia, não de maneira qualquer, mas estabelecendo uma intimidade somente possível  nesse modelo artístico.

Artesão das palavras faladas, o ator Elias Andreato segue firme o curso da lapidação do verbo que deságua da boca com naturalidade peculiar. Recupera, uma parcela, da tradição oral que anda meio esmagada pela ditadura das imagens.

LEIA TAMBÉM

Um Édipo enxuto chega hoje ao Teatro Eva Herz

ÉDIPO

Teatro Eva Herz (166 lugares)

Avenida Paulista, 2.073 – Livraria Cultura / Conjunto Nacional

Informações:             (11) 3170-4059       – www.teatroevaherz.com.br

Bilheteria: Terça a sábado, das 14h às 21h. Domingo, das 12h às 19h. Em feriado, sujeito à alteração. Aceita todos os cartões de crédito. Não aceita cheque.

Vendas pela internet: www.ingresso.com

Vendas por telefone: 4003-2330

Terças, às 21h

Ingressos: R$ 40

Duração: 70 minutos

Classificação Etária: 14 anos

Estreia dia 03 de maio

Temporada: até 21 de junho

Michel Fernandes

Michel Fernandes, graduado em Jornalismo e pós graduado em Direção Teatral., escreveu de 2000 a 2012 críticas de teatro e reportagens para o iG. Em 2002 criou o Aplauso Brasil - www.aplausobrasil.com.br -, site voltado à noticias, resenhas e críticas teatrais, até hoje no ar. Integrante da APCA desde 2004, Michel Fernandes já esteve nas comissões do Prêmio Miriam Muniz, ProAC, Programa de Fomento ao Teatro de São Paulo, emtre outros Em 2012 criou o Prêmio Aplauso Brasil de Teatro. Em 2014 realiza Residência do Aplauso Brasil na SP Escola de Teatro. Em 2015 é crítico convidado da MITsp (Mostra Internacional de Teatro de São Paulo). Em 2016 é membro de comissão julgadora do Proac. Em 2017 faz parte do Conselho Consultivo do CCSP.

No Comments Yet

Leave a Reply

Seu email não será publicado

*