Artigo: Édipo percorre a Praça Roosevelt

Michel Fernandes, do Aplauso Brasil (michel@aplausobrasil.com.br)

"Édipppo na Praça"
“Édipppo na Praça”

SÃO PAULO – Estreou na última sexta-feira (16), no Espaço dos Satyros e arredores da, recém-reformada, Praça Roosevelt, a nova produção d’ Os Satyros, Édipo na Praça, uma releitura da tragédia do grego Sófocles com elementos da pesquisa cênica à qual o grupo se dedica há alguns espetáculos: o teatro expandido.

O espetáculo começa no espaço-sede do grupo, onde os atores Henrique Mello e Robson Catalunha – com linguagem despojada e divertida, conquistando a cumplicidade da plateia – narram fatos sobre as origens míticas que pertencem ao destino dado pelos deuses e revelados por meio de oráculos que são o ponto de partida para as consequências trágicas que assolam a trajetória das personagens.

"Édipppo na Praça"
“Édipppo na Praça”

Feito os atores que faziam números de plateia no Teatro de Revista Brasileiro, Catalunha e Mello são, também narradores situando os espectadores sobre a gênese mítico-oracular das personagens centrais da trama como Édipo (Óscar Silva), Tirésias (Phedra de Córdoba), Creonte (Gustavo Ferreira) e Jocasta (Cléo de Paris).

O primeiro ato define a linha de diálogo entre a tradição grega – expressa nas figuras do  coreuta (o maestro Luciano Camargo) e coro –  e a plena utilização das mídias contemporâneas – telefone móvel, videoconferência, microfones etc. Mas é na justaposição da linguagem operística adotada pelo  coro – formado pelo Coral da Cidade de São Paulo – que, segundo o diretor Rodolfo García Vázquez, “trata-se da busca pela coralidade grega”, fica evidente o flerte entre as raízes teatrais e o que é de mais contemporâneo utilizado para potencializar sua expressividade.

Pelo peculiar direcionamento dado por Vázquez para narrar a tragédia de Sófocles que, entre outros, inspirou Sigmund Freud, pai da Psicanálise, na criação  do  Complexo de Édipo, a ida ao Espaço dos Satyros já valeria à pena, entretanto o segundo ato da peça reserva uma agradável peregrinação pela, recém-reformada, Praça Roosevelt.

Ficha Técnica

Édipo na Praça

Direção: Rodolfo García Vázquez

Assistente de direção: Reinol Sotolongo

Direção musical, música original e regência coral: Luciano Camargo

Roteiro: Rodolfo García Vázquez, Óscar Silva e Reinol Sotolongo

Elenco: Óscar Silva, Cléo De Páris, Gustavo Ferreira, Robson Catalunha, Henrique Mello, Dyl Pires e Phedra de Córdoba

Coro: Carolina Corrêa, Mariza Magalhães, Paula Rovai, Rosana Paulon,
Sabrina Denobile, Terezinha Vaz, Adriana dos Reis, Alina Duran, Dione Leal, Sâmella Melo, Victória Vaz, Daniel Ortolani, Edmilson Araújo, Edson Feitosa, Filipe Lacerda, Guilherme Araújo, Johnny Klein, Marcelo Thomaz e Vitor Vilches.

Cenografia: Marcelo Maffei

Iluminação: Flávio Duarte

Direção de cena: Thiago Capella Zanotta

Figurinos: Daíse Neves

Coordenação de produção: Daniela Machado

Produção executiva: Carina Moutinho

Administração do projeto: Vinicius Alves

Assessoria de imprensa: Robson Catalunha

Serviço

Édipo na Praça

Direção: Rodolfo García Vázquez

Direção musical, música original e regência coral: Luciano Camargo

Roteiro: Rodolfo García Vázquez, Óscar Silva e Reinol Sotolongo 

Elenco: Óscar Silva, Cléo De Páris, Gustavo Ferreira, Robson Catalunha, Henrique Mello, Dyl Pires e Phedra de Córdoba

Coro: Adriana dos Reis, Alina Duran, Bárbara Sena, Carolina Corrêa, Celina Sena, Daniel Ortolani, Dione Leal, Edmilson Araújo, Edson Feitosa, Eduardo Guimarães, Filipe Lacerda, Guilherme Araújo,Johnny Klein, Marcelo Thomaz, Mariza Magalhães, Paula Rovai, Pedro Araújo, Rosana Paulon, Sabrina Denobile, Sâmella Melo, Terezinha Vaz, Victória Vaz e Vitor Vilches.

Quando: Sextas, sábados e domingos às 20h

Duração: 90 minutos.

Classificação: Livre

Lotação: 70 pessoas

Ingressos: R$ 30,00 (R$ 15,00 para estudantes e terceira idade)

Local: Espaço dos Satyros Um (Praça Roosevelt, 214, Consolação)

Contato: 11.3258 6345

Importante: As apresentações serão realizadas em dois atos (um apresentado nas dependências do teatro e outro apresentado na Praça Roosevelt a céu aberto). Em dias de chuva, será apresentada uma versão integralmente realizada dentro do teatro.

Michel Fernandes

Michel Fernandes, graduado em Jornalismo e pós graduado em Direção Teatral., escreveu de 2000 a 2012 críticas de teatro e reportagens para o iG. Em 2002 criou o Aplauso Brasil - www.aplausobrasil.com.br -, site voltado à noticias, resenhas e críticas teatrais, até hoje no ar. Integrante da APCA desde 2004, Michel Fernandes já esteve nas comissões do Prêmio Miriam Muniz, ProAC, Programa de Fomento ao Teatro de São Paulo, emtre outros Em 2012 criou o Prêmio Aplauso Brasil de Teatro. Em 2014 realiza Residência do Aplauso Brasil na SP Escola de Teatro. Em 2015 é crítico convidado da MITsp (Mostra Internacional de Teatro de São Paulo). Em 2016 é membro de comissão julgadora do Proac. Em 2017 faz parte do Conselho Consultivo do CCSP.

1 comentário

Leave a Reply

Seu email não será publicado

*