ARTIGO: TEATRO PORTO SEGURO PRESENTEIA COM ACESSIBILIDADE PAULISTANOS

Michel Fernandes, do Aplauso Brasil (michel@aplausobrasil.com)

FABIO LUCHETTI NO TEATRO PORTO SEGURO
FABIO LUCHETTI NO TEATRO PORTO SEGURO

SÃO PAULO – É enorme a satisfação em noticiar a inauguração de um teatro na cidade, ainda mais nesse momento de crise financeira global. Aplausos para a empresa Porto Seguro por investir no teatro que leva seu nome. Philip Kotler, um dos principais nomes do marketing mundial, aponta em Marketing 3.0 que os consumidores buscam produtos que, além de qualidade comprovada, tenham comprometimento com a melhora da qualidade de vida. Fabio Luchetti, presidente da seguradora, parece afinado a tal pensamento ao presentear a cidade com o Teatro Porto Seguro, a ponta de lança do vindouro Complexo Cultural, cuja proposta pode ser resumida em uma palavra: acessibilidade.

A palavra acessibilidade, no projeto do Teatro Porto Seguro, toma vulto bastante amplo em comparação à acepção a que estamos acostumados. Acessibilidade aqui, vai além da respeitosa preocupação do espaço em receber bem as pessoas, como eu, que precisam de uma cadeira de rodas para se locomover; mas no cuidado em transportar pessoas que, sem condução própria, deixavam de frequentar teatros; além dos valores dos ingressos, apesar da dimensão da plateia ser modesta em comparação com outros espaços, ser acessível à classe média.

TEATRO PORTO SEGURO
TEATRO PORTO SEGURO

 

ACESSIBILIDADE FÍSICA

Há mais de uma década, a Lei 10.098 (16/12/2000) assegura ao deficiente físico o direito ao acesso aos espaços urbanos e mobiliários como ruas, calçadas, praças, teatros, cinemas, bares etc. Alguns lugares, pelo menos os que frequento, acatam a Lei para não serem multados – muito embora a fiscalização seja severa sobretudo aos espaços que não tem verba para a re-adequação –, mas estão bem aquém do direito-de-ir-e-vir constitucional, legando espaços entre pilastras, na lateral, no fundo, enfim, em locais que seriam evitados caso fosse possível.

Apoiados em uma Lei deficitária – triste paradoxo! –, os empreendedores se livram das multas mas os deficientes, muitas vezes, estão presos ao desconforto. Já protagonizei um sem número de polêmicas devido à inadequação de alguns teatros que frequento – mesmo que, alguns deles, ainda esperam entrar dinheiro em caixa para efetivar as adaptações, a presteza em tornar-nos acessível ao espaço é edificante.

TEATRO PORTO SEGURO
TEATRO PORTO SEGURO

Na visita que, nós jornalistas, fizemos aos bastidores do Teatro Porto Seguro, pude constatar o cuidado anunciado por André Acioli, administrador do local, em tornar prazerosa a relação deficiente X edifício. Há locais estratégicos na plateia e no balcão para acomodar aos cadeirantes que, além das opções entre os locais podem decidir pelos diferentes valores dos ingressos. Além dos banheiros adequados, dos elevadores que facilitam a locomoção, uma rampa que dá acesso ao palco, fiquei imensamente feliz ao ver que um dos camarins é adaptado aos deficientes físicos. Pensei: “Um espaço digno pra receber a Maria Alice Vergueiro e seu Why The Horse? (Por Que o Cavalo?)!”.

 

ACESSIBILIDADE DE TRANSPORTE

Há cerca de 14 anos, durante uma coletiva de imprensa, o diretor Gabriel Villela, salientou as dificuldades que alguns espectadores enfrentam para chegar ao espetáculo. Altos índices de violência, preço alto do serviço de táxi, dificuldade e/ ou acréscimo no orçamento para estacionar o carro, são fatores negativos que pesam na decisão de ir ao teatro, sobretudo se ele for de rua, caso do Teatro Porto Seguro.

Entretanto, tal empecilho tem soluções que visam determinar a acessibilidade ao público com dificuldades de se transportar até o teatro. Um sistema de Vans, na estação Luz do metrô, leva e traz, de graça, o público até o teatro. Há, também, veículos adaptados para aqueles com necessidades especiais.

Para aqueles que preferem pagar pelo conforto e ir de carro, o Teatro Porto Seguro oferece a seu público ampla área de estacionamento e um aplicativo especial para solicitar táxi, caso você seja cliente Porto Seguro você tem descontos especiais no serviço.

TEATRO PORTO SEGURO
TEATRO PORTO SEGURO

 

PREÇOS ACESSÍVEIS

Os teatros e casas de show de grande porte (acima de mil lugares) geralmente na faixa dos 200/ 300 reais, por ser um teatro menor, com cerca de 500 lugares, era de se esperar que os ingressos para os shows que marcam a semana de abertura (com Ney Matogrosso, Tiago Abravanel e Maria Rita) tivessem preços altíssimos – já que em produções de tal porte os ingressos, mesmo em casa de show bem maiores, os ingressos custem caro (exceto quando o artista se apresente em alguma unidade do SESC) –, mas não,  os preços vão de R$ 120 a R$ 180.

Esses shows, cujos cachês pagos aos artistas os descompromete com percentagens das vendas de ingressos, dá a falsa impressão de que, quando iniciar a temporada teatral propriamente dita, os valores subirão. Não será assim com Uma Noite na Lua, solo com Gregório Duvivier, Romance Vol. III, show com Marisa Orth, Mas Por quê!? – A História de Elvis, abrindo o horário infantil, Contrações, com as premiadas Débora Falabella e Yara de Novaes, e a estreia de Nine, novo musical da dupla Möeller & Botelho desse sucesso da Broadway em versão brasileira, os espetáculos que estão na grade do primeiro semestre continuam com valores razoáveis.

TEATRO PORTO SEGURO
TEATRO PORTO SEGURO

Mesmo o preço mais alta cobrado pela superprodução Nine, R$ 200, tem algumas condições vantajosas. Clientes Porto Seguro e estudantes tem 50% de desconto em todos os setores e o vale cultura dá direito a que por R$ 50 reais possa se comprar bilhetes para assistir do balcão. Além das promoções, outra facilidade são as vendas parceladas.

Enfim, ao que tudo indica, a “intenção de aproximar as pessoas da cultura artística por meio da experiência teatral” de Fabio Luchetti, presidente da empresa, está bastante próxima de se concretizar.

Programação

 

NEY MATOGROSSO – “Atento aos Sinais”

Data: Dia 6 de maio, às 21 horas.

Ingressos: R$ 180,00 (Plateia).

R$ 120,00 (Balcão/Frisa).

Clientes Porto Seguro têm 50% de desconto na compra de 1 ingresso + acompanhante.

Duração: 90 minutos.

Classificação: 14 anos.

 

****

TIAGO ABRAVANEL – “Eclético”

Data: 7 de maio, quinta-feira, às 21 horas.

Ingressos: R$ 180,00 (Plateia).

R$ 120,00 (Balcão/Frisa)

Clientes Porto Seguro têm 50% de desconto na compra de 1 ingresso + acompanhante.

Duração: 120 minutos.

Classificação: 16 anos.

 

****

MARIA RITA – “Coração a Batucar”

Data: 9 de maio, sábado, às 21 horas.

Ingressos: R$ 180,00 (Plateia).

R$ 120,00 (Balcão/Frisa).

Clientes Porto Seguro têm 50% de desconto na compra de 1 ingresso + acompanhante.

Duração: 90 minutos.

Classificação: Livre.

 

****

NINE – Um Musical Felliniano – Direção de Charles Möeller e Claudio Botelho

Estreia dia 23 de maio, sexta-feira, às 21h.

Ingressos: de R$ 50,00 a R$ 200,00.

Temporada: De 23 de maio a 9 de agosto, quintas, sextas e sábados às 21h e domingos às 19h.

Clientes Porto Seguro têm 50% de desconto na compra de 1 ingresso + acompanhante.

Duração: 135 minutos (15 minutos de intervalo).

Classificação: 12 anos.

 

****

GREGÓRIO DUVIVIER – “Uma Noite na Lua”

Ingressos: R$ 60,00 (Plateia).

R$ 50,00 (Balcão/Frisa).

Clientes Porto Seguro têm 50% de desconto na compra de 1 ingresso + acompanhante.

Data: De 27 de maio a 10 de junho, quartas, às 21 horas.

Duração: 60 minutos.

Classificação: 12 anos.

 

****

MARISA ORTH – “Romance Volume III – Agora Vai”

Ingressos: R$ 80,00 (Plateia)

R$ 60,00 (Balcão/Frisas)

Clientes Porto Seguro têm 50% de desconto na compra de 1 ingresso + acompanhante.

Data: De 2 de junho a 4 de agosto, terças, às 21h.

Duração: 75 minutos.

Classificação: 14 anos.

 

****

Mas Por quê??! A História de Elvis – De Rafael Gomes com direção de Renato Linhares – Com Letícia Colin, Júlia Gorman, Marcel Octavio, Pedro Lima e Simone Mazzer

Ingressos: R$ 70,00 (Plateia).

R$ 50,00 (Balcão/Frisas).

Clientes Porto Seguro tem 50% de desconto na compra de 1 ingresso + acompanhante.

Data: De 6 de junho a 16 de agosto, sábados e domingos às 15h.

Duração: 60 minutos.

Classificação: livre.

 

****

CONTRAÇÕES – Com Débora Falabella e Yara de Novaes

Ingressos: R$ 80,00 (Plateia).

R$ 60,00 (Balcão/Frisas).

Clientes Porto Seguro têm 50% de desconto na compra de 1 ingresso + acompanhante.

Data: De 17 de junho a 29 de julho, quartas, às 21h.

Duração: 80 minutos.

Classificação: 16 anos.

 

 

Teatro Porto Seguro – Al. Barão de Piracicaba, 740 – Campos Elíseos – São Paulo/SP

Lotação: 508 lugares

Vendas: www.ingressorapido.com.br

Funcionamento da Bilheteria: terça a sábado, das 13h às 21h e domingos, das 12h às 19h

Formas de pagamento: Débito: Visa Eléctron/ Redeshop /

Crédito: Amex/Visa/Mastercard/Dinners/Hipercard | Não aceita pagamento em cheque / Vale Cultura

Acessibilidade

Estacionamento: Estapar – Al. Barão de Piracicaba, 618

Serviço de Vans:

De terça a sexta: das 19h à 00h

Aos sábados, das 13h à 00h

Aos domingos: das 13h às 23h

Itinerário: Estação Luz – Porto Seguro – Estação Luz (saída Praça da Luz / Rua José Paulino)

Site: www.teatroporseguro.com.br

Facebook: https://www.facebook.com/teatroporto

Instagram: @teatroporto

 

Michel Fernandes

Michel Fernandes, graduado em Jornalismo e pós graduado em Direção Teatral., escreveu de 2000 a 2012 críticas de teatro e reportagens para o iG. Em 2002 criou o Aplauso Brasil - www.aplausobrasil.com.br -, site voltado à noticias, resenhas e críticas teatrais, até hoje no ar. Integrante da APCA desde 2004, Michel Fernandes já esteve nas comissões do Prêmio Miriam Muniz, ProAC, Programa de Fomento ao Teatro de São Paulo, emtre outros Em 2012 criou o Prêmio Aplauso Brasil de Teatro. Em 2014 realiza Residência do Aplauso Brasil na SP Escola de Teatro. Em 2015 é crítico convidado da MITsp (Mostra Internacional de Teatro de São Paulo). Em 2016 é membro de comissão julgadora do Proac. Em 2017 faz parte do Conselho Consultivo do CCSP.

No Comments Yet

Leave a Reply

Seu email não será publicado

*