Artistas se manifestam contra o fechamento do Teatro de Dança

Michel Fernandes, do Aplauso Brasil (Michel@aplausobrasil.com)

Sandro Borelli por Silvia Machado

O coreógrafo Sandro Borelli lidera um movimento de repúdio ao fechamento do Teatro de Dança (Edifício Itália) que culminou em manifesto (abaixo-assinado)que circula pela internet e que divulgo abaixo.

Segundo nota recebida pela assessoria de imprensa da Secretaria de Estado da Cultura de São Paulo, na última sexta-feira (27), “o programa Teatro de Dança, realizado pela Secretaria de Estado da Cultura, não vai acabar. Pelo contrário, será transferido para um lugar melhor.”

Tal “lugar melhor” será a Sala Paschoal Carlos Magno do Teatro Sérgio Cardoso – que está em reforma, com re-inauguração prevista para julho próximo -, que passará a abrigar o (sic) “programa Teatro de Dança”.

“A Secretaria da Cultura informa ainda que recebeu os representantes da área na última quinta-feira, 26 de maio, para esclarecer a questão e apresentar os planos para a continuidade do programa  Teatro de Dança. O espetáculo que estava agendado para o início de junho será re-agendado em outro local.”

Mas, segundo o Manifesto abaixo, a decisão não agradou aos “representantes” recebidos.

“A DANÇA, aqui representada pelos profissionais, intérpretes, coreógrafos, professores, produtores, pesquisadores, diretores de companhias, cooperativas, universidades, movimentos e coletivos organizados, trabalhadores da cultura do estado de São Paulo, REPUDIAM A DECISÃO AUTORITÁRIA do Governo do Estado de São Paulo, Sr. Geraldo Alckmin que, junto ao Secretário do Estado da Cultura, Sr. Andrea Matarazzo, ENCERRAM de forma arbitrária as atividades desenvolvidas no TEATRO DE DANÇA.
Ambos, Alckmin e Matarazzo, desconhecem e desrespeitam o legado histórico e artístico deste espaço cênico. Ambos não sabem que a produção, circulação e fruição dos bens culturais é um direito constitucional, e têm que ser preservados. Desconhecem as necessidades e especificidades da DANÇA, tanto quanto dos demais segmentos – circo, teatro, música, literatura, poesia, cinema, dentre outros.
Não sabem que todas as manifestações necessitam ser contempladas numa visão, além do mundo artístico-cultural, e principalmente, distante da política de eventos, política que se instaurou no estado de São Paulo nos últimos 20 anos, à revelia dos artistas e da sociedade.
A classe artística indignada com o fechamento do TEATRO DE DANÇA reivindica a sua manutenção !
Reivindica a participação plena da sociedade nos processos decisórios das políticas públicas voltadas à cultura.
Assinem o abaixo assinado através do link
http://www.peticaopublica.com.br/?pi=P2011N10308

Sandro Borelli
PRESIDENTE DA COOPERATIVA PAULISTA DE DANÇA
www.coopdanca.com.br <http://www.coopdanca.com.br/”.

E você, deixe sua opinião no Aplauso Brasil.

Michel Fernandes

Michel Fernandes, graduado em Jornalismo e pós graduado em Direção Teatral., escreveu de 2000 a 2012 críticas de teatro e reportagens para o iG. Em 2002 criou o Aplauso Brasil - www.aplausobrasil.com.br -, site voltado à noticias, resenhas e críticas teatrais, até hoje no ar. Integrante da APCA desde 2004, Michel Fernandes já esteve nas comissões do Prêmio Miriam Muniz, ProAC, Programa de Fomento ao Teatro de São Paulo, emtre outros Em 2012 criou o Prêmio Aplauso Brasil de Teatro. Em 2014 realiza Residência do Aplauso Brasil na SP Escola de Teatro. Em 2015 é crítico convidado da MITsp (Mostra Internacional de Teatro de São Paulo). Em 2016 é membro de comissão julgadora do Proac. Em 2017 faz parte do Conselho Consultivo do CCSP.