As pernas do século sobem ao palco em Curitiba

Theo Alves*, especial para o Aplauso Brasil

Marlene Dietrich – As Pernas do Século

Primeira montagem brasileira sobre uma das maiores divas do mundo, Marlene Dietrich – As Pernas do Século chega ao Festival de Curitiba. No palco, Sylvia Bandeira interpreta a icônica atriz, que nessa história se relaciona com um jovem e desinformado rapaz, completamente alheio à sua importante trajetória.

“Assisti a muitos filmes que ela fez, desde o Lola Lola, onde ela ainda era mais rechonchuda, até os em que ela aparece mais requintada. Além disso, li muita coisa sobre a sua vida também”, explica Sylvia Bandeira.

Com direção e cenografia de William Pereira, essa biografia musicada mostra uma Marlene Dietrich já com a idade avançada. Como Sylvia Bandeira nunca havia aparecido em cena cantando, ela acredita que a sua indicação ao Prêmio Shell 2010 se deve em parte a isso.

“Antes, eu só cantava em rodas de amigos, em momentos bem descontraídos. Acredito que muitas pessoas ficaram surpresas ao me ver cantar em cena. Para mim,a indicação ao Prêmio Shell foi a coroação de uma vida dedicada ao teatro”, diz a atriz.

Marlene Dietrich – As Pernas do Século fica em cartaz no Festival de Curitiba hoje e amanhã. Além de Sylvia Bandeira, a peça ainda traz os atores Marciah Luna Cabral, José Mauro Brant e Silvio Ferrari.

*Theo Alves viajou a convite do Festival de Curitiba

Michel Fernandes

Michel Fernandes, graduado em Jornalismo e pós graduado em Direção Teatral., escreveu de 2000 a 2012 críticas de teatro e reportagens para o iG. Em 2002 criou o Aplauso Brasil - www.aplausobrasil.com.br -, site voltado à noticias, resenhas e críticas teatrais, até hoje no ar. Integrante da APCA desde 2004, Michel Fernandes já esteve nas comissões do Prêmio Miriam Muniz, ProAC, Programa de Fomento ao Teatro de São Paulo, emtre outros Em 2012 criou o Prêmio Aplauso Brasil de Teatro. Em 2014 realiza Residência do Aplauso Brasil na SP Escola de Teatro. Em 2015 é crítico convidado da MITsp (Mostra Internacional de Teatro de São Paulo). Em 2016 é membro de comissão julgadora do Proac. Em 2017 faz parte do Conselho Consultivo do CCSP.

No Comments Yet

Leave a Reply

Seu email não será publicado

*