“As Quatro Direções do Céu” faz apresentações gratuitas no teatro de contêiner mungunzá

SÃO PAULO – As Quatro Direções do Céu arrebatou público e crítica especializada em sua estreia em Porto Alegre, em 2015. No 10º Prêmio Braskem em Cena 2015, levou os troféus de melhor espetáculo (júri oficial) e melhor direção e no Prêmio Açorianos de Teatro 2015 venceu nas categorias melhor ator coadjuvante (Tiago Contte) e melhor espetáculo pelo júri popular. A montagem chega em São Paulo, após passar pelo Rio de Janeiro com apresentações gratuitas de 11 a 14 de abril, quinta e sexta-feira às 21h e sábado e domingo às 20h, no Teatro de Contêiner Mungunzá.

Primeira tradução do texto alemão para o português e também a primeira montagem no Brasil, As Quatro Direções do Céu tem direção do gaúcho Camilo de Lélis, premiado diretor que mais encenou textos alemães no Brasil. O espetáculo, que foi contemplado com financiamento do Governo do Estado do Rio Grande do Sul –Secretaria de Estado da Cultura – Pró-cultura RS FAC, faz apresentações nas cidades do Rio de Janeiro e São Paulo.

O destino apontado pelas quatro direções do céu define o percurso de quatro personagens, numa fábula em que os acontecimentos se repetem e se complementam sob diferentes perspectivas. Os quatro personagens migram para uma nova cidade. Eles portam, cada um, uma direção do céu. A Mulher do Leste traz neve e gelo; o Homem do Norte, a chuva; a Jovem do Oeste, o vento; e, o homem do Sul, traz a neblina. Essas quatro figuras fantásticas se encontram em um ambiente fantasmagórico.

AS QUATRO DIREÇÕES DO CÉU – De 11 a 14 de abril, quinta e sexta-feira às 21h e sábado e domingo às 20h, no Teatro de Contêiner Mungunzá. Autor – Roland Schimmelpfennig. Diretor – Camilo de Lélis. Tradução – Herta Elbern. Elenco – Diogo Cardoso, Maira Cibele, Renata de Lélis e Tiago Contte. Iluminação – Fernando Ochoa. Trilha Sonora – Antonio Villeroy. Cenografia – Felipe Helfer. Figurino – Renata de Lélis. Produção Audiovisual – Edu Rabin e Renata de Lélis. Edição de Vídeos – Eduardo Essarts. Montagem de luz | RJ – Wallace Furtado e Fernando Ochoa. Operador de som | RJ – Wallace Furtado. Operador de som e montagem de luz | SP – Pedro Augusto. Fotos – Edu Rabin. Apoio Administrativo/Contador – Mari Vieira. Programação Visual – Rafael Franskowiak. Direção de Produção – Das Gurias Produções Culturais. Produção Executiva – Maira Cibele e Renata de Lélis. Produção Técnica| RJ – Natalia Lebeis. Produção Técnica| SP – Rafael Leidens. Realização – Cia Face e Carretos. Duração – 80 minutos. Recomendado para maiores de 12 anos. Ingressos – GRÁTIS (retirada com 1h de antecedência na bilheteria do teatro).

TEATRO DE CONTÊINER MUNGUNZÁ – Rua dos Gusmões, 43 – Luz (próximo à estação Luz do metrô). Telefone – (11) 97632-7852. Acesso para deficientes físicos. Capacidade do Teatro – 99 lugares. Bilheteria – Abre uma hora antes do início das apresentações (aceita dinheiro e cartões débito Visa e MasterCard). Vendas antecipadas pelo site www.ciamungunza.com.br.

 

Kyra Piscitelli

Kyra Piscitelli é jornalista formada pela Universidade Metodista de São Paulo e fez pós-graduação em Globalização e Cultura pela Faculdade de Sociologia e Política de São Paulo (FESPSP). Escreve sobre teatro e arte desde de 2009. Integra os Juris da Associação Paulista de Críticos de Arte (APCA) e do Prêmio Aplauso Brasil. Ávida por conhecimento, se não está em viagem ou estudo, só há um lugar para achá-la: o teatro!