Atores demonstram admirável preparo físico em Maratona de Nova York

Crítica de Nanda Rovere, especial para o Aplauso Brasil (nanda@aplausobrasil.com)

"Maratona de Nova York" - Foto de Desirée do Valle

SÃO PAULO – Em Maratona de Nova York, em cartaz no Teatro Eva Herz, o público acompanha o treinamento de dois homens que pretendem correr a Maratona de Nova York.

Anderson Muller e Raoni Carneiro interpretam os personagens Mário e Steve, que estão batalhando para vencer o desafio de correr com sucesso as 4/5 horas de duração da Maratona.

O que chama atenção especial na montagem é o preparo físico dos atores. Eles correm sem parar e ainda imprimem aos diálogos um grau de emoção que transmite com precisão a ânsia dos personagens pela superação dos seus limites.

Talvez a leitura da sinopse do espetáculo não dê ao espectador a real dimensão da qualidade da peça, ou, por outro lado, desperte muita curiosidade em ver como a direção conseguiu colocar no palco uma história que aparentemente parece banal. Mas assim que a encenação começa é perceptível que o autor conseguiu criar uma obra criativa, que merece a atenção de quem aprecia teatro.

"Maratona de Nova York" - Foto de Desirée do Valle

Em cerca de 75 minutos de espetáculo, os personagens falam de assuntos corriqueiros e existenciais de maneira consistente e com muito bom humor.

Apesar de fraquejarem em alguns momentos, eles se esforçam em não perder o ritmo da corrida.  Num certo ponto, perdem o controle e começam a correr de modo obsessivo.

Colocam em questão o sentido da vida, o sentido de estarem correndo e qual a importância da dedicação para a obtenção dos nossos objetivos, deixando no ar, no entanto, a seguinte questão( entre muitas outras, que cada espectador formulará de acordo com a sua experiência de vida): há limites na busca dos nossos objetivos?

A direção de Bel Kutner e o texto primam pela sutileza. Os gestos são precisos, assim como as entonações e as movimentações, as quais contribuem para que o espetáculo seja dinâmico. Bel, que é excelente atriz, também é uma diretora competente. Os atores ocupam diferentes localidades do palco, dando a impressão ao espectador que estão correndo muitos quilômetros.

Para dar mais ênfase a essa sensação, imagens são projetadas no fundo do palco.A trilha de André Abujamra também ajuda a dar vigor à montagem e a ressaltar a emoção dos personagens, que cada vez mais vai ficando em ponto de ebulição, devido à adrenalina da corrida e aos assuntos discutidos.

No final, há uma revelação surpreendente. Várias vezes, no decorrer da peça, são apresentados indícios que levam o espectador a decifrar qual é essa revelação, mas a certeza do que realmente está acontecendo só ocorre no término da história.

Imperdível! É um ótimo espetáculo. Delícia de encenação! Uma boa oportunidade para quem gosta de montagens leves e ao mesmo tempo criativas.

Ficha técnica:

Autor: EDOARDO ERBA. Tradução: BETH RABETTI. Direção: BEL KUTNER. Iluminação: PAULO CESAR MEDEIROS. Direção de Arte: MAURO VICENTE FEREIRA. Assistente de Arte: ROGERIO CHIEZA. Vídeo 360 graus: CHARLES BOGGISS. Vídeo Grafismo: EDUARDO SALLES E CRISTIANA QUEIROGA. Figurino: ASICS. Preparação Corporal: DENISE STUTZ. Trilha Sonora: ANDRE ABUJAMRA. Fotografia: DESIRÉE DO VALLE. Programação Visual: LEONARDO BRASIL. Assessoria de Imprensa: ARTE PLURAL. Assistente de Direção: CELSO BERNINI. Operação de Som: ALLYSSON LEMES. Operação de Luz: ALEXANDRE BAFÉ. Direção de Vídeo: MICHEL PAULO. Operação de Vídeos: ALEXANDRE GONZALEZ. Direção de Produção: DEA MARTINS E ANDERSON MULLER. Produção Executiva em SP: DEA MARTINS E GERARDO FRANCO. Assistente de Produção RJ; MARCELO GOMES. Assistente de Produção SP: FLÁVIA PRIMO. Direção de Palco: MARCELO GOMES. Realização: Logomarca Kauidea (Dea Martins) e PRÓSPERAS PRODUÇÕES (Anderson Muller e Thereza Falcão).Patrocínio: ASICS.

Serviço:

Maratona de Nova York

Reestreia 15 de setembro no Teatro Eva Herz – Conjunto Nacional, Av. Paulista, 2073, Bela Vista, São Paulo-SP. Temporada: sábados às 21h e domingos às 19h. Até 28 de outubro. Ingressos: R$ 60. Duração: 60 minutos. Classificação etária: 12 anos.

Bilheteria: (11) 3170-4059 begin_of_the_skype_highlighting (11) 3170-4059 end_of_the_skype_highlighting. De terça a sábado, das 14 às 21 horas e aos domingos e feriados, das 12 às 19 horas. Ingressos à venda pela Internet:www.teatroevaherz.com.br ou www.ingresso.com.br. Capacidade do teatro: 168 lugares.

Michel Fernandes

Michel Fernandes, graduado em Jornalismo e pós graduado em Direção Teatral., escreveu de 2000 a 2012 críticas de teatro e reportagens para o iG. Em 2002 criou o Aplauso Brasil - www.aplausobrasil.com.br -, site voltado à noticias, resenhas e críticas teatrais, até hoje no ar. Integrante da APCA desde 2004, Michel Fernandes já esteve nas comissões do Prêmio Miriam Muniz, ProAC, Programa de Fomento ao Teatro de São Paulo, emtre outros Em 2012 criou o Prêmio Aplauso Brasil de Teatro. Em 2014 realiza Residência do Aplauso Brasil na SP Escola de Teatro. Em 2015 é crítico convidado da MITsp (Mostra Internacional de Teatro de São Paulo). Em 2016 é membro de comissão julgadora do Proac. Em 2017 faz parte do Conselho Consultivo do CCSP.

No Comments Yet

Leave a Reply

Seu email não será publicado

*