Britto fez da busca pela alma a principal marca da carreira

O ator Sérgio Britto

Texto de Michel Fernandes (michel@aplausobrasil.com) publicado na edição de 10 de fevereiro de 2011 no jornal Diário de São Paulo

No próximo dia 29 de junho, o ator Sérgio Britto completa 88 anos de idade, 66 deles dedicados ao teatro – do movimento amador à atual posição de um dos mestres das artes cênicas brasileiras. Embora conhecido por ter feito novelas, o palco é mesmo seu forte.
Em 1959, Britto criou, ao lado de Fernanda Montenegro, Fernando Torres, Ítalo Rossi, Gianni Ratto, o grupo Teatro dos Sete, responsável por montagens antológicas de textos como “O Beijo no Asfalto”, “Com a Pulga Atrás da Orelha”, “A Profissão da Senhora Warren”, entre outras.
Sempre à procura de personagens que expressem o que deseja dizer e, ao mesmo tempo, sirvam a seu estudo da alma humana, marca de sua carreira, Britto já viveu papéis de Shakespeare, Eugène O’ Neill, agora vive Alberto, do texto de estreia do dramaturgo brasileiro Hélio Sussekind, cuja produção é sua.

LEIA TAMBÉM Vivendo de Recordações

Recordar é Viver

Até 27/02. Sextas e sábados, às 21h e domingos, às 19h. Duração: 85 min.
Não recomendado para menores de 14 anos
R$ 32,00 (inteira); R$ 16,00 (usuário matriculado no SESC e dependentes, +60 anos, estudantes e professores da rede pública de ensino). R$ 8,00 (trabalhador no comércio e serviços matriculado no SESC e dependentes).
320 lugares.
Teatro Anchieta do SESC Consolação
Rua Dr. Vila Nova, 245
Tel: 11 3234-3000

Michel Fernandes

Michel Fernandes, graduado em Jornalismo e pós graduado em Direção Teatral., escreveu de 2000 a 2012 críticas de teatro e reportagens para o iG. Em 2002 criou o Aplauso Brasil - www.aplausobrasil.com.br -, site voltado à noticias, resenhas e críticas teatrais, até hoje no ar. Integrante da APCA desde 2004, Michel Fernandes já esteve nas comissões do Prêmio Miriam Muniz, ProAC, Programa de Fomento ao Teatro de São Paulo, emtre outros Em 2012 criou o Prêmio Aplauso Brasil de Teatro. Em 2014 realiza Residência do Aplauso Brasil na SP Escola de Teatro. Em 2015 é crítico convidado da MITsp (Mostra Internacional de Teatro de São Paulo). Em 2016 é membro de comissão julgadora do Proac. Em 2017 faz parte do Conselho Consultivo do CCSP.