Cacá Carvalho com Trilogia Pirandelliana abre o Centro de Teatro Ecum

 

Maurício Mellone, para o www.favodomellone.com.br – parceiro do Aplauso Brasil

Cacá Carvalho em "O Homem com a flor na boca"
Cacá Carvalho em “O Homem com a flor na boca”

Centro Internacional de Teatro ECUM (CIT-Ecum) é inaugurado com programação de espetáculos consagrados e novos projetos artístico–pedagógicos. Na estreia, o ator re-encena três peças de Luigi Pirandello

SÃO PAULO – Em plena Rua da Consolação, onde funcionava o antigo Teatro Coletivo, nasce mais um projeto voltado para as artes cênicas. Trata-se do Centro Internacional de Teatro, uma instituição artístico-pedagógica do Encontro Mundial das Artes Cênicas, criado em 1998, em Belo Horizonte, e que passa a funcionar em São Paulo a partir de agora.

Com uma programação que inclui tanto espetáculos teatrais já consagrados assim como novos projetos artístico–pedagógicos, o CIT-Ecum apresenta de fevereiro a junho grupos convidados e a partir de junho acontecerão os lançamentos dos projetos desenvolvidos pelo espaço. O CIT-Ecum tem direção geral de Guilherme Marques, direção artístico-pedagógica de Ruy Cortez e consultoria artístico-pedagógica de Antonio Araujo e Maria Thais.

Cacá Carvalho é o primeiro convidado especial que apresenta até 10 de março a Trilogia Pirandelliana, com obras de Luigi Pirandello. Às sextas-feiras a peça exibida é O Homem Com a Flor na Boca; aos sábados A Poltrona Escura e umnenhumcemil será apresentada sempre aos domingos.

Mesmo estando envolvido com a obra do italiano Luigi Pirandello há 20 anos, o ator paraense Cacá Carvalho pela primeira vez apresenta os três espetáculos numa única temporada.

Emocionado depois da estreia (na sexta-feira retrasada), Cacá confessou estar honrado em inaugurar um novo espaço voltado às artes cênicas justamente quando dá por encerrado um ciclo em sua vida profissional, as apresentações das peças de Pirandello.

“Sinto-me honrado em ser o convidado para inaugurar o CIT-Ecum, um lugar de reflexão e de prática, num momento em que comemoramos 20 anos que evoco os discursos de Pirandello pelo mundo. Esta experiência de repetir os textos de um mesmo autor por 20 anos representa um grande pedaço da minha vida no teatro”, diz Cacá Carvalho.

Cacá Carvalho em "umnenhumcemmil"
Cacá Carvalho em “umnenhumcemmil”

E para quem conhece a interpretação visceral do ator em cena, esta é uma oportunidade rara. Num único final de semana o espectador pode assistir a um retrato do homem contemporâneo, com suas angústias, inseguranças, seus amores e seus conflitos.
Em O Homem com a Flor na Boca, o espectador é conduzido na entrada da sala de espetáculo para se sentar em cadeiras estrategicamente colocadas no espaço cênico. Assim, alguns lugares ficam vazios para que o ator, durante a encenação, sente-se e dialogue com a plateia. Esta cumplicidade é fundamental, pois o personagem está com uma doença grave e divide com o público o drama de conviver com a morte iminente.

Já em A Poltrona Escura — que recebeu os prêmios APCA de melhor espetáculo e Shell de melhor ator, ambos em 2003 — o personagem discute o sentido da própria existência. A peça é a compilação de três novelas de Pirandello e fala desde a descoberta da vida até a vontade de ser fiel à existência, apesar das adversidades.

Em umnenhumcemmil, peça inspirada no romance de Pirandello Um, Nenhum e Cem Mil, o personagem busca sua própria identidade. Depois da observação da esposa que seu nariz estava torto, o homem entra em crise existencial.

Depois das festas de fim de ano e da passagem de Momo, nada melhor do que uma discussão profunda sobre a alma humana e as vicissitudes do homem contemporâneo. Tudo conduzido por Luigi Pirandello e a interpretação luminosa e contagiante de Cacá Carvalho.

Trilogia Pirandelliana só até 10 de março no novo CIT-Ecum. Imperdível!

Fotos: Lenise Pinheiro

Roteiro:
Trilogia Pirandelliana
. Idealização e atuação: Cacá Carvalho. Dramaturgia: Stefano Geraci. Direção: Roberto Bacci. Cenários e figurinos: Márcio Medina. Desenho de luz: Fábio Retti. Coordenação de produção: Núcleo Corpo Rastreado. O homem com a flor na boca (às sextas).Tradução: Cacá Carvalho. Duração: 65 minutos. Classificação: 16 anos. A poltrona escura – (sáb) Tradução: Anna Mantovani. Duração: 90 minutos. Classificação: 16 anos.  Umnenhumcemil – (dom) Tradução: Cacá Carvalho. Apoio tradução: Davide Congionte e Maria Lisomar Silva. Composição musical: Ares Tavolazzi. Realização da Casa Laboratório para as Artes do Teatro e Fondazione Pontedera Teatro.

Serviço:
CIT-Ecum (134 lugares), Rua da Consolação, 1623, tel: 11 3255-5922. Horários: sextas e sábados às 21h e domingos às 20h. Ingresso: R$ 40 e R$ 20. Pagamento: cartões e dinheiro.Televendas:www.ingresso.com 4003-2330. Bilheteria: segunda a sexta, das 14h às 18h. Estacionamento conveniado ao lado do teatro. Ar condicionado. Acesso e banheiro para deficientes. Temporada: até 10 de março de 2013.

 

Michel Fernandes

Michel Fernandes, graduado em Jornalismo e pós graduado em Direção Teatral., escreveu de 2000 a 2012 críticas de teatro e reportagens para o iG. Em 2002 criou o Aplauso Brasil - www.aplausobrasil.com.br -, site voltado à noticias, resenhas e críticas teatrais, até hoje no ar. Integrante da APCA desde 2004, Michel Fernandes já esteve nas comissões do Prêmio Miriam Muniz, ProAC, Programa de Fomento ao Teatro de São Paulo, emtre outros Em 2012 criou o Prêmio Aplauso Brasil de Teatro. Em 2014 realiza Residência do Aplauso Brasil na SP Escola de Teatro. Em 2015 é crítico convidado da MITsp (Mostra Internacional de Teatro de São Paulo). Em 2016 é membro de comissão julgadora do Proac. Em 2017 faz parte do Conselho Consultivo do CCSP.

No Comments Yet

Leave a Reply

Seu email não será publicado

*