CACO CIOCLER E CARMO DALLA VECCHIA ESTRELAM CLÁSSICO POLÍTICO DE SHAKESPEARE NO CENTRO CULTURAL SP

Redação do Aplauso Brasil (redação@aplausobrasil.com)

Carmo, Vladimir e Caco. Foto/divulgação
Carmo Della Vecchia, Vladimir Safatle e Caco Ciocler dividem o palco em “Caesar”. Foto/divulgação

SÃO PAULO – Caesar – como construir um Império estreia no centro cultural de São Paulo, depois de temporada em Santo André. Roberto Alvim traduziu, adaptou e dirige o clássico político de William Shakespeare, que é interpretado pelos atores Caco Ciocler e Carmo Dalla Vecchia. A peça também ganhou trilha sonora original composta e executada ao vivo pelo filósofo Vladimir Safatle.

A conspiração contra o governante romano Júlio César, seu assassinato e as terríveis consequências são o mote de Julius Caesar. Para quem não sabe, César foi apunhalado por um grupo de conspiradores liderados por Brutus, em uma sessão do Senado Romano.

Em cena, os dois atores transitam por todos os quatro personagens centrais da história (César, Brutus, Cássio e Marco Antônio), em um procedimento cênico que traduz a ideia de que os discursos são cambiáveis em política, mudando de acordo com os interesses em jogo.

Caesar – como construir um Império faz referência a poder, dinheiro e morte inclusive no cenário. Ossadas humanas estão penduradas no teto e o chão é coberto por milhares de moedas. Uma  linha de luz neon de cinco metros de altura.

Para Roteiro:

CAESAR – como construir um Império – Estreia dia 18 de setembro, sexta-feira, às 21 horas, na Sala Jardel Filho do Centro Cultural São Paulo. Texto – William Shakespeare. Direção e Adaptação – Roberto Alvim. Elenco – Caco Ciocler e Carmo Dalla Vecchia. Pianista – Vladimir Safatle. Assistente de Direção – Juliana Galdino. Composição Trilha Sonora Original – Vladimir Safatle. Cenografia e Iluminação – Roberto Alvim. Figurinos – João Pimenta. Projeto Gráfico – Felipe Uchôa. Fotos e Vídeos – Laerte Késsimos e Leekyung Kim. Direção Técnica e Operação – Vinícius Tardelli. Cenotecnia – Diego Dac e Saulo Santos. Visagismo – Alex (Salão Pierà). Produção – Gelatina Cultural.Direção de Produção – Ricardo Grasson e Cícero de Andrade. Assistentes de Produção – Vivian Vineyard, Felipe Costa e Ivy Sousa. Realização – Club Noir. Duração – 60 minutos. Espetáculo recomendável para maiores de 16 anos.Temporada – Sextas-feiras e sábados às 21 horas e domingos às 20 horas. Ingressos – R$ 20,00 e R$ 10,00 (meia-entrada). Vendas online pelo site www.ingressorapido.com.brAté 25 de outubro.

 

CENTRO CULTURAL SÃO PAULO – Sala Jardel Filho – Rua Vergueiro, 1000 –Estação de metrô Vergueiro. Telefone – (11) 3397-4002. Bilheteria – Terça a sábado, das 13 às 21h30, domingo, das 13 às 20h30. Capacidade – 321 lugares. Acesso para deficientes físicos. www.centrocultural.sp.gov.br