CENTRO COMPARTILHADO DE CRIAÇÃO (CCC) INAUGURA NOVA SEDE NA BARRA FUNDA

Kyra Piscitelli, do Aplauso Brasil (kyra@aplausobrasil.com.br)

Foto do Bar do centro Compartilhado de Criação. Foto: Plínio Aguiar

SÃO PAULO – A maior sala de ensaios da capital estará de sede nova, a partir de sábado dia 21. O Centro Compartilhado de Criação (CCC) estará mais perto do metrô agora. Um pouco menor do que o galpão que ocupava antes (de 900 para 700 metros quadrados), Ricardo Grasson, curador e criador do espaço ao lado do ator Caco Ciocler, garante que ele é melhor e mais bem distribuído e com espaço para dança, teatro, escritório e bar.

Para comemorar o novo espaço e momento, uma festa irá animar convidados no dia da reinauguração, das 18 horas às 2 horas da manhã. Na programação tem DJs, Food Truck, performance e exposição. O evento é aberto ao público e gratuito.

O novo galpão ainda tem a maior sala de ensaio da cidade, que segundo Grasson, continuará abrigando “os grandes musicais e espetáculos” com uma estrutura ainda melhor: “o espaço é melhor distribuído, com boas salas de depósitos, camarins, banheiros bem equipados com chuveiros e uma cozinha grande”, diz o curador. O espaço já abrigou, por exemplo, os ensaios do musical Mamonas, em homenagem ao irreverente grupo de Guarulhos que morreu de forma trágica em um acidente de avião em 1996.

Foto da Sala de espetáculos do Centro Compartilhado de Criação. Foto: Plínio Aguiar

A ideia número um do espaço é compartilhar e as atrações de sábado querem passar essa imagem. Tem expos­ição de um coletivo de grafiteiros da Zona Leste, chamado Família Febre, dois DJs, que trabalham com o Marcelo D2,e performance do Dzi Croquettes.

Segundo Grasson, há dois motivos para o Centro Compartilhado de Criação mudar de endereço. O primeiro deles é o valor do espaço. O outro estava em um preço inviável e o novo espaço tem um aluguel que é menos da metade do preço. O segundo motivo é a localização. “A localização é muito melhor porque está entre o Metrô Barra Funda ou Marechal Deodoro, tem estacionamento na frente conveniado e dá para chegar de ônibus. As pessoas tinham dificuldade de chegar do outro lado da Barra Funda”, diz Grasson.

Na segunda seguinte a festa, os trabalhos já começarão na nova sede. A ONG Spectaculu, que forma técnicos em artes cênicas, fará uma ocupação no Centro Compartilhado. A Organização não-governamental é dirigida pelo cenógrafo Gringo Cardia, a atriz Marisa Orth e o artista plástico Vik Muniz, no Cais do Porto do Rio de Janeiro. Eles vêm para São Paulo com 25 bailarinos para realizar um projeto com a marca Natura.

Kyra Piscitelli

Kyra Piscitelli é jornalista formada pela Universidade Metodista de São Paulo e fez pós-graduação em Globalização e Cultura pela Faculdade de Sociologia e Política de São Paulo (FESPSP). Escreve sobre teatro e arte desde de 2009. Integra os Juris da Associação Paulista de Críticos de Arte (APCA) e do Prêmio Aplauso Brasil. Ávida por conhecimento, se não está em viagem ou estudo, só há um lugar para achá-la: o teatro!