Clássico de Shakespeare com referências da cultura popular brasileira

Antonio Júnior (junior@aplausobrasil.com)

Estreia SONHO DE UMA NOITE DE VERÃO

O grupo Clã – Estúdio das Artes Cômicas apresenta o clássico de Shakespeare, Sonho de uma Noite de Verão, em uma encenação ímpar, remetendo ao cordel brasileiro. O grupo fica em cartaz a partir desta sexta-feira (12) até o dia 18 de abril, no Teatro Paulo Eiró. A direção é de Cida Almeida e produção de Sofia Papo. A tradução do texto shakespeariano é de Bárbara Heliodora.

A montagem é construída no universo da cultura popular brasileira, guiando-se pelo circo e pelo uso de máscaras cômicas – marca registrada do grupo –, fazendo referências ao cordel brasileiro, tudo com muita música e dança regionalizadas – executadas ao vivo pelos próprios atores. O grupo constroi uma ponte entre o clássico e o popular. Características do texto original, como o andamento ligeiro dos acontecimentos, a trama cerrada e as fulminantes soluções cênicas são potencializadas nessa montagem. A intenção do grupo é trazer a tão famosa peça de Shakespeare para a realidade da cultura brasileira.

A história e o espetáculo

Tendo como eixo central a história de quatro jovens enamorados que, numa noite de verão, encontram-se e desencontram-se em clima de ação e movimentação, brigas, reconciliações e equívocos, a encenação tem, como pontos altos de sua poesia, a ambiguidade e a essência intangível do real e a situação vertiginosa do homem em um mundo governado unicamente pelas paixões humanas.

Personagens como jovens apaixonados cheios de apreensões, contradições e ímpetos; nobres com todo seu poder e tranquilidade existencial; cômicos com suas confusões; e mágicos com suas ambiguidades, trazem à história temas como amor, intriga, traição, ousadia, perigo e clima de diversão.

O espetáculo estabelece poucas e rígidas regras: um espaço simples e ágil a ser reconhecido e ocupado em toda a sua extensão, alguns elementos cênicos a serem deslocados, montados, reinventados em outros jogos cênicos permitindo uma interação máxima com a platéia.

FICHA TÉCNICA

Texto: William Shakespeare

Tradução: Bárbara Heliodora

Direção: Cida Almeida

Elenco: Denise Guilherme, João Henrique Invenção, Juliana Oliveira, Neryssa Sayuri, Nilton Marques, Sidney Matrone Júnior, Suzana Aragão, Valdecyr Nery, Valdir Rivaben

Direção de Arte: Marco Lima

Música Original: Péri (Canção de Ninar) e João Invenção (Ciranda pra Lua)

Direção Musical: Célio Colella

Cenário: Emília Ramos e Helena Ramos

Assistente de Cenário: Gabriel Granado

Figurino: Atílio Beline Vaz

Adereços: Evelin Cristina

Visagismo e Maquiagem: Tony Borba

Preparação Circense: Márcio Costa e Verônica Tapia – Cia. Tápias Voadores

Pintura de Arte: Kika Goldstein

Desenho de Luz: Suzana Aragão

Operação de Luz: Caio Franzolin

Direção de Produção: Sofia Papo

Produção Executiva: Juliana Pires

Assistente de Produção: Marcelo Martim

Design Gráfico: Rafael Victor

Sonho de uma noite de verão, de William Shakespeare

Duração: 105 minutos

Classificação Etária: Livre

Gênero: Comédia

Temporada: de 12 de Março a 18 de Abril (exceto dia 19 de Março)

Sessões: Sextas-feiras, Sábados e Domingos

Horários: Sextas-feiras e Sábados às 21 horas e aos Domingos, 20 horas

Ingresso: R$ 10,00 (meia-entrada para estudantes, aposentados e classe artística)

Bilheteria abre uma hora antes do espetáculo

Forma de pagamento: Dinheiro

Capacidade: 600 pessoas

Teatro Paulo Eiró – Avenida Adolfo Pinheiro 765 – Santo Amaro – (11) 5546-0449 – teatropauloeiro.blogspot.com

Estacionamento: Avenida Adolfo Pinheiro 720 – não mantém convênio

Realização: Departamento de Expansão Cultural da Prefeitura Municipal de São Paulo – Secretaria da Cultura, Clã Estúdio das Artes Cômicas e Cooperativa Paulista de Teatro

Michel Fernandes

Michel Fernandes, graduado em Jornalismo e pós graduado em Direção Teatral., escreveu de 2000 a 2012 críticas de teatro e reportagens para o iG. Em 2002 criou o Aplauso Brasil - www.aplausobrasil.com.br -, site voltado à noticias, resenhas e críticas teatrais, até hoje no ar. Integrante da APCA desde 2004, Michel Fernandes já esteve nas comissões do Prêmio Miriam Muniz, ProAC, Programa de Fomento ao Teatro de São Paulo, emtre outros Em 2012 criou o Prêmio Aplauso Brasil de Teatro. Em 2014 realiza Residência do Aplauso Brasil na SP Escola de Teatro. Em 2015 é crítico convidado da MITsp (Mostra Internacional de Teatro de São Paulo). Em 2016 é membro de comissão julgadora do Proac. Em 2017 faz parte do Conselho Consultivo do CCSP.