Com direção geral de Gabriel Villela, Grupo Maria Cutia faz “Auto da Compadecida” no Sesc Pompeia

SÃO PAULO – Após Engenho de Dentro, ParaChicos e Francisco, safra de trabalhos recentes do grupo, o Maria Cutia estreia seu novo espetáculo Auto da Compadecida de Ariano Suassuna, que celebra a primeira parceria com o diretor Gabriel Villela. Antes de estrear em Belo Horizonte, a companhia mineira se apresentou na Feira Nacional do Livro de Ribeirão Preto e no FIT Rio Preto – Festival Internacional de Teatro de São José do Rio Preto – e chega a São Paulo para temporada, no Sesc Pompeia,  até 1º de setembro. 

Inspirado na abordagem mítica brasileira do herói sem caráter, com suas vicissitudes morais, e no momento político-social atual do país, o Maria Cutia narra as aventuras picarescas de João Grilo e Chicó que começam com o enterro e o testamento do cachorro do Padeiro e de sua Mulher e acabam em uma epopeia milagrosa no sertão envolvendo o clero, o cangaço, Jesus, Maria e o Diabo.

Nessa versão de Auto da Compadecida, o grupo dialoga com a estética barroca de Gabriel Villela e traz para o texto de Suassuna pitadas brechtianas. Com tom irônico, o trabalho pode ser enquadrado no gênero cênico-musical-picaresco. O olhar político (sem didatismo ou partidarismo) do espetáculo, desprendido do enredo criado pelo célebre autor paraibano, traz outra camada para a obra de Ariano, revelando acontecimentos de um Brasil atual, a partir de personagens e situações que ganham acento ainda mais sarcástico do que os encontrados na dramaturgia original.

 ESPETÁCULOS

“Na Roda” – direção coletiva (2006 – até hoje);

“Concerto em Ré” – orientação artística de Zé Regino Oliveira e Rodrigo Robleño (2010-2016);

“Como a Gente Gosta” – direção de Eduardo Moreira (2011 – até hoje);

“Francisco” – direção Lira Ribas (2015 – até hoje);

“Ópera de Sabão”  direção de Eduardo Moreira (2015 – até hoje);

“ParaChicos”- direção Lira Ribas (2017);

“Engenho de Dentro” – direção de Eduardo Moreira e Antônio Rodrigues (2018)

“Auto da Compadecida” – direção de Gabriel Villela (2019)

FICHA TÉCNICA

Texto: Ariano Suassuna 

Concepção e direção geral: Gabriel Villela

Assistente de Direção: Lydia Del Picchia

Elenco:

Leonardo Rocha – João Grilo

Hugo da Silva – Chicó e Severino do Aracaju

Mariana Arruda | Jimena Castiglioni – Mulher do Padeiro e Nossa Senhora Compadecida

Dê Jota Torres – Palhaço, Padeiro e Manuel (Nosso Senhor Jesus Cristo)

Malu Grossi – Sacristã

Marcelo Veronez – Padre João e O Diabo

Polyana Horta – Antônio Morais e O Bispo

Preparação Vocal: Babaya

Direção Musical: Babaya, Fernando Muzzi e Hugo da Silva

Cenário e Figurino: Gabriel Villela

Assistente de Figurino: José Rosa

Coordenação do Ateliê Gabriel Villela: José Rosa

Pintura de Arte: Rai Bento

Iluminação: Richard Zaira e Pedro Paulino (CiaTecno)

Consultoria de sonorização: Vinícius Alves

Fotografia: Tati Motta

Produção: Luisa Monteiro – Grupo Maria Cutia

SINOPSE

As aventuras picarescas de João Grilo e Chicó que começam com o enterro e o testamento do cachorro do Padeiro e de sua Mulher, passando pelo gato que descome dinheiro, e acabam em uma epopeia milagrosa no sertão envolvendo o clero, o cangaço, Jesus, Maria e o Diabo.

SERVIÇO

Auto da Compadecida, de Ariano Suassuna, com Grupo Maria Cutia –concepção e direção geral de Gabriel Villela

Sesc Pompeia – Rua Clélia, 93, Pompeia

Temporada: 8 de agosto a 1º de setembro

De quinta a sábado, às 21h, e aos domingos, às 18h

Ingressos: R$ 40 (inteira), R$20 (meia-entrada) e R$10 (credencial plena)

Classificação: espetáculo adulto, com classificação livre 

Duração: 80 minutos

No Comments Yet

Leave a Reply

Seu email não será publicado

*