Comédia romântica revela o talento da jovem atriz Julia Gomes

Nanda Rovere, especial para o Aplauso Brasil (aplausobrasil@aplausobrasil.com)

"A Garota do Adeus"

SÃO PAULO   – A Garota do Adeus apresenta o dia-a-dia de uma bailarina que é obrigada a dividir o seu apartamento com  Hélio, um desconhecido, depois que é abandonada pelo namorado.

Paula (Gabriela Duarte) vive com a filha Luci (Julia Gomes), de dez anos, e não tem sorte nos seus relacionamentos. Como o título da peça sugere, ela é sempre deixada pelas pessoas que ama.

Num primeiro momento, Hélio e Paula não conseguem se entender devido às diferenças de personalidade, mas aos poucos os dois personagens vão se aproximando e o amor é inevitável. São duas pessoas sozinhas, em busca do sucesso profissional e que apesar das diferenças começam se encantar um pelo outro.

O texto é a primeira adaptação para o teatro do filme Goodbye Girl, do americano Neil Simon, e traz aos palcos do Teatro Reinaissance, em São Paulo, o ator e produtor Edson Fieschi como Hélio.

No elenco, escolhido a dedo por Fieschi também estão os atores: Clara Garcia e Nilton Bicudo, com participações pontuais.

Edson Fiesch e Gabriela Duarte dividem o palco em peça de Niel Simon

A ideia do diretor Elias Andreato é contar a história nos moldes dos filmes da Sessão da Tarde, com romantismo e humor. De maneira simples e com delicadeza, A Garota do Adeus aborda temas como o amor, a cumplicidade, as perdas no decorrer da vida e o fazer artístico.

Gabriela Duarte tem o tipo físico ideal para viver Paula. É esforçada e consegue transmitir um misto de docilidade e bravura que a personagem exige. Edson Fieschi também cumpre bem o seu papel.

Os destaques quanto à interpretação, no entanto, ficam para Julia Gomes, Nilton Bicudo e Clara Garcia. Julia com apenas 10 anos apresenta um talento ímpar. É divertida, esperta e com uma maturidade atípica para a sua idade. Assim como Luci, Julia encanta a todos com a sua inteligência e vivacidade.

Nilton Bicudo faz um diretor que vê em Ricardo III uma homossexualidade enrustida. Ator experiente, dá um show em cena. Clara Garcia, por sua vez, vive vários personagens e se destaca como Lady Anne, da obra de Shakespeare.

O cenário grandioso de José Dias ressalta o caráter realista da montagem e apresenta os cômodos do apartamento, com a divisão dos quartos, sala e cozinha.

A trilha e o desenho de luz contribuem para o clima romântico das cenas, merecendo atenção especial o encontro entre Paula e Hélio na cobertura do prédio em que residem.

A Garota do Adeus é um espetáculo para assistir com a família e para esquecer um pouco o stress do cotidiano.

Ficha técnica:

Texto: Neil Simon.

Adaptação: Edson Fieschi.

Direção: Elias Andreato.

Elenco: Gabriela Duarte, Edson Fieschi, Nilton Bicudo, Clara Garcia e Julia Gomes.

Iluminação: Mário Martini.

Cenário: José Dias.

Figurino: Fábio Namatame.

Produção Geral: Luciano Borges.

Serviço:

A Garota do Adeus

Teatro Renaissance.

Alameda Santos, 2233 – Jardins – São Paulo. Temporada: sextas, às 21h30, sábados, às 21h e domingos, às 18h. Classificação: 10 anos.

Preços: sextas R$ 70, sábados e domingos R$ 80. Capacidade do teatro: 462 lugares. Duração: 90 minutos. Até 5 de agosto. Vendas por telefone e internet: Ingresso Rápido.

Michel Fernandes

Michel Fernandes, graduado em Jornalismo e pós graduado em Direção Teatral., escreveu de 2000 a 2012 críticas de teatro e reportagens para o iG. Em 2002 criou o Aplauso Brasil - www.aplausobrasil.com.br -, site voltado à noticias, resenhas e críticas teatrais, até hoje no ar. Integrante da APCA desde 2004, Michel Fernandes já esteve nas comissões do Prêmio Miriam Muniz, ProAC, Programa de Fomento ao Teatro de São Paulo, emtre outros Em 2012 criou o Prêmio Aplauso Brasil de Teatro. Em 2014 realiza Residência do Aplauso Brasil na SP Escola de Teatro. Em 2015 é crítico convidado da MITsp (Mostra Internacional de Teatro de São Paulo). Em 2016 é membro de comissão julgadora do Proac. Em 2017 faz parte do Conselho Consultivo do CCSP.