FTC: Compromisso com difusão caracteriza Mostra Baiana de Teatro

Michel Fernandes*, especial para o Aplauso Brasil (michel@aplausobrasil.com.br)

festival_de_teatro_de_curitiba_20130208170944CURITIBA – Com a estreia de Pólvora e Poesia, texto de rara beleza poética escrito por Alcides Nogueira, sob direção de Fernando Guerreiro, conhecido no eixo Rio-São Paulo por dirigir comédias de êxitos incontestes como A Bofetada e Os Cafajestes, os sete espetáculos escolhidos para a Mostra Baiana de Teatro – mostra especial dentro do Fringe, no 22º Festival de Curitiba – resulta do projeto Kit de Difusão do Teatro da Bahia caracterizada por ações da Fundação Cultural do Estado da Bahia (Funceb) preocupada em divulgar o teatro contemporâneo da Bahia.

Essa Mostra Baiana de Teatro é faz parte do esforço do Governo do Estado da Bahia  de divulgar a arte e cultura baianas. Acreditamos que a função da Secretaria não seja apenas a de fomentar a produção de espetáculos teatrais, mas de divulgar essas obras, fazê-las circular. Apostamos no teatro da Bahia por sua representatividade no cenário nacional>>, explica o Secretário de Cultura do Estado da Bahia, Albino Rubin

Maria Marighella, Coordenadora de Teatro da Funceb, pontua que o Kit de Difusão do Teatro da Bahia é um projeto piloto para o teatro, mas que <<o pensamento de difusão está presente em todas as linguagens abrangidas pela Funceb. Não há privilégio. Não há opção. Todas as artes presenciais são importantes para a cultura.

*Michel Fernandes, viajou a convite do Festival de Teatro de Curitiba.

Michel Fernandes

Michel Fernandes, graduado em Jornalismo e pós graduado em Direção Teatral., escreveu de 2000 a 2012 críticas de teatro e reportagens para o iG. Em 2002 criou o Aplauso Brasil - www.aplausobrasil.com.br -, site voltado à noticias, resenhas e críticas teatrais, até hoje no ar. Integrante da APCA desde 2004, Michel Fernandes já esteve nas comissões do Prêmio Miriam Muniz, ProAC, Programa de Fomento ao Teatro de São Paulo, emtre outros Em 2012 criou o Prêmio Aplauso Brasil de Teatro. Em 2014 realiza Residência do Aplauso Brasil na SP Escola de Teatro. Em 2015 é crítico convidado da MITsp (Mostra Internacional de Teatro de São Paulo). Em 2016 é membro de comissão julgadora do Proac. Em 2017 faz parte do Conselho Consultivo do CCSP.

1 comentário

Leave a Reply

Seu email não será publicado

*