Confira os finalistas do VIII Prêmio Aplauso Brasil de Teatro

TROFÉUS DO III PRÊMIO APLAUSO BRASIL DE TEATRO – FOTO DE ROBERTO IKEDA

SÃO PAULO – Conforme disposto em nosso regulamento, seguem os três finalistas, pelo primeiro semestre, da oitava edição do Prêmio Aplauso Brasil de Teatro. O candidato mais votado pelo público automaticamente garantiu seu lugar na final do Prêmio, dos cinco indicados que ficaram, o Júri Técnico – formado por: Hélio Souto, Júlio César Dória, Kyra Piscitelli e Teca Spera, sob coordenação de Michel Fernandes – deliberaram para a escolha dos outros dois finalistas.

Vale ressaltar que o período para que houvesse as indicações eram de espetáculos que estreassem até 25 de junho de 2019, os demais espetáculos serão avaliados como pertencentes ao segundo semestre desta edição. Segue abaixo a lista dos três primeiros finalistas:

 

Melhor iluminação:

Cesar Pivetti e Vania Jaconis por “DOLORES”

Tomás Ribas por “Tom na Fazenda”

Wagner Pinto por “CONDOMÍNIO VISNIEC”

 

Melhor figurino:

Fause Haten por “Sunset Boulevard”

Fernando Vilela e Thais Sakuma por “DISTOPIA BRASIL”

Marichilene Artisevskis por “CONDOMÍNIO VISNIEC”

 

Melhor arquitetura cênica:

Daniela Thomas e Felipe Tassara por “FIM”

Matt Kinley por “Sunset Boulevard, o musical”

Michael Carnahan por “BILLY ELLIOT, O MUSICAL”

 

Melhor dramaturgia sonora:

Fernanda Maia e Newton Moreno por “As Cangaceiras, Guerreiras do Sertão”

Juh Vieira por “Transamazônica”

Marcelo Pellegrini por “A Desumanização”

 

Melhor dramaturgia:

Anderson Moreira Sales por “57 minutos – o tempo que dura esta peça”

Luciano Mallmann por “ÍCARO”

Pedro Kosovski  por “Kintsugi, 100 Memórias”

 

Melhor direção:

Cácia Goulart por “De Volta a Reims”

Clara Carvalho por “CONDOMÍNIO VISNIEC”

José Roberto Jardim por “A Desumanização”

 

Melhor elenco:

Ana Clara Fischer, Felipe Souza, Mônica Rosseto, Rafael Levecki, Rogério Percore, Suzana Muniz por “CONDOMÍNIO VISNIEC”

Eduardo Semerjian, João Bourbonnais, Louise Helène e Luciana Ramanzini por “A VIDA ÚTIL DE TODAS AS COISAS”

Luciano Andrey  e Tania Bondezan por “A GOLONDRINA”

 

Melhor ator:

Armando Babaioff por “Tom na Fazenda”

Ivam Cabral por “Mississipi”

Luciano Mallmann por “ÍCARO”

 

Melhor atriz:

Debora Lamm por “A PONTE”

Lara Córdulla por “DOLORES”

Marisa Orth por “Sunset Boulevard, o musical”

 

Melhor ator coadjuvante:

Beto Sargentelli por “BILLY ELLIOT, O MUSICAL”

Fábio Penna por “mississipi”

Gustavo Vaz por “Tom na Fazenda”

 

Melhor atriz coadjuvante:

Kelzy Ecard por “Tom na Fazenda”

Luiza Curvo por “MÃE CORAGEM”

Nicole Cordery por “Nunca Fomos tão Felizes”

 

Melhor musical:

As Cangaceiras, Guerreiras do Sertão (Velloni Produções Artísticas e Sesi-SP)

GOTA D’ÁGUA {PRETA} (Gira pro Sol Produções)

Sunset Boulevard, o musical (IMM Esporte e Entretenimento e Stephanie Mayorkis)

 

Melhor espetáculo independente:

CONDOMÍNIO VISNIEC (SM Arte e Cultura)

ÍCARO (Luciano Mallmann)

TOM NA FAZENDA (ABGV produções Artísticas)

 

Melhor espetáculo de grupo:

(IN)JUSTIÇA – Cia. de Teatro Heliópolis

Kintsugi, 100 Memórias – Lume Teatro

MISSISSIPI – Os Satyros

 

Destaque:

André Grynwask e Pri Argoud – Pelo trabalho de videografismo e videomapping que potencializou a estética do espetáculo A Desumanização

Associação dos amigos da praça – pelo modelo inovador de gestão cultural praticando a inclusão, democracia e união no fazer artístico

Oficina Cultural Oswald de Andrade – pelo fomento da arte em São Paulo reconhecido pela classe artística e público como um equipamento acessível a todos

 

Melhor espetáculo infanto-juvenil:

ESCONDIDA – Direção: Cristiana Ceschi

HISTÓRIA DO BRASIL – Direção: Alexandra Golik

VAMOS COMPRAR UM POETA – Direção: Duda Maia

 

Michel Fernandes

Michel Fernandes, graduado em Jornalismo e pós graduado em Direção Teatral., escreveu de 2000 a 2012 críticas de teatro e reportagens para o iG. Em 2002 criou o Aplauso Brasil - www.aplausobrasil.com.br -, site voltado à noticias, resenhas e críticas teatrais, até hoje no ar. Integrante da APCA desde 2004, Michel Fernandes já esteve nas comissões do Prêmio Miriam Muniz, ProAC, Programa de Fomento ao Teatro de São Paulo, emtre outros Em 2012 criou o Prêmio Aplauso Brasil de Teatro. Em 2014 realiza Residência do Aplauso Brasil na SP Escola de Teatro. Em 2015 é crítico convidado da MITsp (Mostra Internacional de Teatro de São Paulo). Em 2016 é membro de comissão julgadora do Proac. Em 2017 faz parte do Conselho Consultivo do CCSP.

No Comments Yet

Leave a Reply

Seu email não será publicado

*