CRÍTICA: AFINAL, QUEM SOMOS NÓS?

Maria Lúcia Candeias, doutora em teatro pela USP e Livre Docente pela UNICAMP – (redacao@aplausobrasil.com) 

Cartas Libanesas com o ator Eduardo Mossri. Foto Felipe Stucchi.
Cartas Libanesas com o ator Eduardo Mossri. Foto Felipe Stucchi.

SÃO PAULO – Que São Paulo é a segunda cidade em população do Líbano e a segunda do Japão quase todo mundo sabe, mas ninguém fez um estudo que nos apresente nossas influências de gente que saiu de inúmeras guerras e veio colaborar com a nossa herança cultural que, também, inclui Portugal, os negros, os imigrantes italianos e os indígenas, os mais antigos no pedaço. O dramaturgo e professor de teatro José Eduardo Vendramini, cuja família da mãe é de origem libanesa, procurado pelo ator Eduardo Mossri para transformar as cartas da família dele em texto dramático. Essa é a origem de Cartas Libanesas, em cartaz atualmente no SESC Ipiranga.

Mossri cria uma enorme empatia pelo seu personagem e atua com fé e elegância. Formado pela ECA, participou de muitas peças e principalmente durante mais de seis montagens dirigida por Beth Lopes. Passados alguns anos, participou de vários espetáculos da Cultura Inglesa teve várias indicações para prêmios.

O espetáculo foi dirigido por Marcelo Lazzaratto, um ator e diretor bem experiente que mostra grande competência em orientar o trabalho do ator num monólogo e mesmo assim se encarrega da iluminação.

A ideia é mostrar a mentalidade e eficiência dos fundadores da rua 25 de março com suas contribuições, incluindo as para o comércio paulistano até hoje.

Cartas Libanesas com o ator Eduardo Mossri. Foto Felipe Stucchi
Cartas Libanesas com o ator Eduardo Mossri. Foto Felipe Stucchi

A montagem conta também com trilha musical de muito bom gosto e delicadeza, assinada por Gregory Slivar. O cenário simples como pede o texto é de autoria de Renato Boselli. Os figurinos do conhecido Fause Haten são de bom gosto e adequados. Enfim, toda a produção é simples e cheia de acertos. Sai de cartaz no dia 30 de maio.

Além de valer muito assistir é uma excelente ideia para que os demais descendentes de outros povos façam um retrato de seus antepassados para que nós possamos conhecer o que já era nosso jeito e o que adquirimos com a vinda de toda essa população que migrou para cá.

Ficha Técnica

Texto: José Eduardo Vendramini.

Direção e Iluminação: Marcelo Lazzaratto

Ator: Eduardo Mossri. Cenário: Renato Bolleli. Trilha Sonora: Gregory Slivar

Figurinos:Fause Haten.

Assistente de direção: Wallyson Motta.

Preparação vocal: Rodrigo Mercadante.

Visagismo: Nael Kassees.

Fotógrafo: Felipe Stucchi

Produção executiva:Anayan Moretto

Direção de Produção: Henrique Mariano.

Serviço

Cartas Libanesas

Sesc Ipiranga, na sala multiuso, capacidade de 30 lugares.

De 20 de março a 30 de maio.  Sextas às 21h30 e sábados às 19h30

Preço: R$ 20,00; R$ 10,00 (credencial de atividade). R$ 6,00 (credencial plena).

Duração: 60 minutos

Classificação Etária: Livre

Não haverá espetáculo nos dias 03/04 e 01/05

No Comments Yet

Leave a Reply

Seu email não será publicado

*