Crítica: Festa de pessoas amigas pode acabar em discussão pós álcool

Maria Lúcia Candeias, para o Aplauso Brasil (redacao@aplausobrasil.com.br)

"O Casamento do Pequeno Burguês"
“O Casamento do Pequeno Burguês”

SÃO PAULO – É o que acontece em O Casamento do Pequeno Burguês, escrita por Bertolt Brecht quando tinha 21 anos, em 1919, atualmente em cartaz no Teatro GEO. Muitos anos se passaram e as coisas continuam bem parecidas: a noiva (Daíse Amaral) de branco, o noivo (Juan Alba) de fraque, numa comemoração que reúne as famílias de ambos para jantar e brindar com fé. Com o passar do tempo, o pai da noiva (Luiz Amorim), começar a falar muito e não agrada a todos. Aí a festa vai deixando de ser tão chique e as discussões se iniciam.

Há momentos muito divertidos porque o elenco é nota dez. Além dos já citados, contribuem para os acertos, Roger Rodrigues, Daniel Morozetti, Ângela Barros, Lilian Blanc, Amanda Pereira, Kiko Junqueira.

A cenografia é muito bonita e impecável, na medida em que consegue ocupar todo o palco em alguns momentos e se transformar em divisões da sala com outros espaços em outros. Quem assina é Luis Rossi e os excelentes figurinos são de Magda Meire.

Tudo extremamente bem conectado graças à direção de Moises Miastkwosky que acertou no iluminador Rogério Candido.

São qualidades reunidas que fazem do espetáculo uma ótima opção. Ainda mais para quem mora em Pinheiros e adjacências  porque é lá a rua Coropé, esquina do instituto e da sorveteria Ofner 24 horas, indo pela rua Pedroso de Morais à direita chega-se no amplo estacionamento.

O Casamento do Pequeno Burguês
Teatro GEO
Rua Coropés, 88 – Pinheiros
Tel.: (11) 3728-4930
Sexta, às 21h30; sábado, às 21h e domingo, às 20h
Espetáculo não recomendado para menores de 14 anos
Em cartaz até 25/8/2013

 

Michel Fernandes

Michel Fernandes, graduado em Jornalismo e pós graduado em Direção Teatral., escreveu de 2000 a 2012 críticas de teatro e reportagens para o iG. Em 2002 criou o Aplauso Brasil - www.aplausobrasil.com.br -, site voltado à noticias, resenhas e críticas teatrais, até hoje no ar. Integrante da APCA desde 2004, Michel Fernandes já esteve nas comissões do Prêmio Miriam Muniz, ProAC, Programa de Fomento ao Teatro de São Paulo, emtre outros Em 2012 criou o Prêmio Aplauso Brasil de Teatro. Em 2014 realiza Residência do Aplauso Brasil na SP Escola de Teatro. Em 2015 é crítico convidado da MITsp (Mostra Internacional de Teatro de São Paulo). Em 2016 é membro de comissão julgadora do Proac. Em 2017 faz parte do Conselho Consultivo do CCSP.

No Comments Yet

Leave a Reply

Seu email não será publicado

*