Crítica: “O Som e a Sílaba” é Simplesmente primoroso

PORTO ALEGRE – Desde 2003 Miguel Falabella não criava um texto dramático. Com Síndromes –Loucos somos nós escrito no ano supracitado, Miguel encerrou uma fértil parceria com Maria Carmem Barbosa que legou ao teatro brasileiro joias como Louro, Alto, Solteiro Procura…. e Todo Mundo Sabe que Todo Mundo Sabe. Seu retorno à dramaturgia não podia…

Crítica: uma valiosa desmedida

PORTO ALEGRE – Heinz Limaverde é um dos maiores atores do Rio Grande do Sul. Tive o privilégio de acompanhar sua carreira teatral desde o começo. Há anos ele construiu uma parceria artística com a encenadora Patrícia Fagundes e sua Cia Rústica de Teatro. Juntos deram ao teatro gaúcho encenações primorosas como O Fantástico Circo…

CRÍTICA: O “GOD” MIGUEL FALABELLA ESTÁ CHEGANDO

Luís Francisco Wasilewski (Especial para o Aplauso Brasil SÃO PAULO – Em 1996, eu caí da cadeira (Não é exagero, caí mesmo) rindo com Miguel Falabella em Louro, Alto, Solteiro Procura……. Pois vinte anos depois, vivi a mesma sensação assistindo sábado passado God, o novo espetáculo protagonizado por Falabella, cuja estreia será amanhã no Teatro…

CRÍTICA: UMA ENGRAÇADA CRÍTICA SOCIAL

Luís Francisco Wasilewski, especial para o Aplauso Brasil SÃO PAULO – Uma das características que mais me irritam na sociedade contemporânea é a escravidão aos aparelhos tecnológicos e suas redes sociais. Faltava eu ver minha revolta chegar ao teatro. E tive a felicidade de vê-la ser transformada em bom teatro. Estou falando de Selfie, em…

CRÍTICA: O POÉTICO SONHO DE GABRIEL VILELA

Luís Francisco Wasilewski, especial para o Aplauso Brasil (lfw@aplausobrasil.com) RIO DE JANEIRO – Gabriel Vilella já legou ao teatro brasileiro joias como Romeu e Julieta, montagem na qual dirigiu o Grupo Galpão e A Falecida, onde fez uma linda leitura surrealista do clássico de Nelson Rodrigues e que ficou marcada como uma das mais belas…

CRÍTICA: UM ESPETÀCULO HILÁRIO, INTELIGENTE E SOFISTICADO

Luís Francisco Wasilewsk, especial para o Aplauso Brasil (lfw@aplausobrasil.com) SÃO PAULO – Pode uma comédia ser hilariante e ao mesmo tempo erudita? Histeria, de Terry Johnson, sob a direção de Jô Soares, é a prova de que um texto dramático pode ser engraçado e, concomitantemente, inteligente. O grande artifício dramatúrgico de Johnson é mesclar em…

CRÍTICA: UM MUSICAL QUE É UMA EXPLOSÃO DE ALEGRIA

Luís Francisco Wasilewski, do Aplauso Brasil (lfw@aplausobrasil.com) SÃO PAULO – O pulular de musicais biográficos na cena teatral brasileira atual vem recebendo algumas críticas da imprensa e da classe artística. No entanto, em um país como o nosso no qual a memória cultural é tão destratada, este gênero de espetáculo tem o mérito de possibilitar…