DE GRAÇA: “CHICA BOA” REVOLUCIONA FAMÍLIA TRADICIONAL DE SANTA TEREZA

 Redação do Aplauso Brasil (redacao@aplausobrasil.com.br)  

CHICA BOA
CHICA BOA

SÃO PAULO – Como parte do projeto Ocupação Funarte do Riso ao Choro, estreia às 18h30 de amanhã a comédia Chica Boa, texto de Paulo Magalhães – autor que integra o repertório da dramaturgia do Circo-teatro –, sob direção de Fernando Neves.

A história se passa no Rio de Janeiro, mais precisamente no bairro de Santa Teresa.

Dona Engrácia, uma velha rabugenta e autoritária, comanda a rédeas curtas seus familiares, sobretudo seu marido, o fraco e dominado Teodósio.

A situação começa a mudar quando a jovem Chica Boa surge inesperadamente no lar de Dona Engrácia. Os ares renovadores trazidos por Chica, assim como seu misterioso passado, abalarão para sempre os pilares retrógrados sob os quais vivem aquela família de Santa Teresa.

CHICA BOA
CHICA BOA

A trama se concentra em tipos delineados pelo gênero, embora deixem claro que “o mergulho respeitoso no texto e nas convenções estilísticas são libertadores quando a busca é pelo estado que os produziu e não por uma suposta forma fixa de atuação produzida pelo texto e pelas convenções, aquele que faz o público contemporâneo vibrar de corpo e alma com as situações apresentadas. É aquele que produz o riso e o choro genuíno, franco e ingênuo, apoiados em arquétipos teatrais atemporais capazes de abolir a dicotomia entre tradição e contemporaneidade”.

Nascido no berço de uma tradicional família dedicada à propagação do Circo-teatro, Fernando Neves, ator, diretor e pesquisador, assina a direção da peça, trazendo na bagagem a experiência acumulada no projeto Baú de Arethuzza dos Fofos Encenam, seu grupo, em que encenou diversas peças, comédias e melodramas, do repertório do Circo-teatro.

 

Ficha Técnica Chica Boa

Texto: Paulo de Magalhães

Direção: Fernando Neves

Ass. de Direção: Kátia Daher

Elenco:

Eliana Bolanho

Flávio Pires

Guto Togniazzolo

Juliana Gontijo

Luciana Viacava

Nereu Afonso

Vera Abbud

Direção Musical: Fernando Esteves

Figurinos: Carol Badra

Visagismo: Carol Badra

Cenografia:  Fernando Neves, Marcelo Andrade e Zé Valdir

Cenotecnia: Zé Valdir

Iluminação: Eduardo Reyes

Fotografia: Ligiane Braga

Operação de Som: Kátia Daher

Operação de Luz: Rafael Araújo

Produção: Rafaela Penteado

Design Gráfico: Thais Oliveira

Estreia

Espetáculo Chica Boa

Dias: 29 (qui), 30 (sex), 31 (sáb) às 18h30

Ingressos: Grátis

Classificação: 12 anos

Duração: 90 minutos

 

Projeto do Riso ao Choro 

Contemplado com Edital de Ocupação da Sala Carlos Miranda do Complexo Cultural Funarte São Paulo, em 2014

Funarte São Paulo – Sala Carlos Miranda
Al. Nothmann, 1058 – Campos Elíseos, São Paulo
CEP 01.216-001

Sala Carlos Miranda do Complexo Cultural Funarte São Paulo. Alameda Nothmann, 1058, Campos Elíseos, São Paulo, SP

Capacidade: 50 lugares

Michel Fernandes

Michel Fernandes, graduado em Jornalismo e pós graduado em Direção Teatral., escreveu de 2000 a 2012 críticas de teatro e reportagens para o iG. Em 2002 criou o Aplauso Brasil - www.aplausobrasil.com.br -, site voltado à noticias, resenhas e críticas teatrais, até hoje no ar. Integrante da APCA desde 2004, Michel Fernandes já esteve nas comissões do Prêmio Miriam Muniz, ProAC, Programa de Fomento ao Teatro de São Paulo, emtre outros Em 2012 criou o Prêmio Aplauso Brasil de Teatro. Em 2014 realiza Residência do Aplauso Brasil na SP Escola de Teatro. Em 2015 é crítico convidado da MITsp (Mostra Internacional de Teatro de São Paulo). Em 2016 é membro de comissão julgadora do Proac. Em 2017 faz parte do Conselho Consultivo do CCSP.

No Comments Yet

Leave a Reply

Seu email não será publicado

*