DE GRAÇA: TERÇA TEM TEATRO APRESENTA A “BADERNA” ORIGINAL

Redação do Aplauso Brasil (redação@aplausobrasil.com)

BADErNA
BADErNA

SÃO PAULO – Todos sabemos identificar uma baderna. O substantivo que significa confusão tem origem nas manifestações públicas pedindo o retorno da bailarina italiana Marietta Baderna (1828 – 1870) aos palcos. Esse é o ponto de partida de BadeRna, com Luaa Gabanini sob direção de Roberta Estrela D’Alva, ambas do Núcleo Bartolomeu, que o Terça Tem Teatro, do Itaú Cultural, traz, com entrada franca, às 20h de hoje.

O solo-espetáculo, , que tem na mestiçagem brasileira seu fio condutor, é inspirado na bailarina italiana Marietta Baderna, cujo sobrenome virou sinônimo confusão e desordem devido às manifestações de seus admiradores ao pedirem a sua volta aos palcos, após a bailarina ser execrada socialmente por misturar o balé clássico à dança afro-brasileira lundu.

Durante o mês de setembro, quando se comemora o Dia Nacional do Surdo no dia 26, todas as peças do Terça Tem Teatro contarão com interpretação em libras.

BadeRna

Dia 22 de setembro, às 20h

Concepção Geral e atuação: Luaa Gabanini. Direção: Roberta Estrela D’Alva.

Duração: 60 minutos

Classificação Indicativa: 12 anos

Interpretação em Libras

 

Sala Itaú Cultural (249 lugares)

Entrada franca (ingressos distribuídos com 30 minutos de antecedência)

Estacionamento com manobrista: R$ 14 uma hora; R$ 6 a segunda hora;

e mais R$ 4 p/ hora adicional

Estacionamento gratuito para bicicletas

Acesso para deficientes físicos

Ar condicionado

 

Itaú Cultural

Avenida Paulista, 149, Estação Brigadeiro do Metrô

Fones: 11. 2168-1776/1777

atendimento@itaucultural.org.br

www.itaucultural.org.br

Michel Fernandes

Michel Fernandes, graduado em Jornalismo e pós graduado em Direção Teatral., escreveu de 2000 a 2012 críticas de teatro e reportagens para o iG. Em 2002 criou o Aplauso Brasil - www.aplausobrasil.com.br -, site voltado à noticias, resenhas e críticas teatrais, até hoje no ar. Integrante da APCA desde 2004, Michel Fernandes já esteve nas comissões do Prêmio Miriam Muniz, ProAC, Programa de Fomento ao Teatro de São Paulo, emtre outros Em 2012 criou o Prêmio Aplauso Brasil de Teatro. Em 2014 realiza Residência do Aplauso Brasil na SP Escola de Teatro. Em 2015 é crítico convidado da MITsp (Mostra Internacional de Teatro de São Paulo). Em 2016 é membro de comissão julgadora do Proac. Em 2017 faz parte do Conselho Consultivo do CCSP.

No Comments Yet

Leave a Reply

Seu email não será publicado

*