Debate: Autora e atriz falam sobre o solo “1975”

SÃO PAULO – Nas próximas terça (17) e quarta-feira (18), após o espetáculo 1975, escrito e dirigido pela uruguaia Sandra Massera, com a atriz Angela Figueiredo (que assina a codireção), a jornalista e crítica teatral Kyra Piscitelli media um debate com as duas artistas no Instituto Cultural Capobianco, onde o solo está em cartaz.

Tendo pano de fundo o período da Ditadura Militar no Uruguai, 1975 conta a história da sexagenária Teresa, 5cujo irmão desapareceu na década de 1970. Ao desocupar a casa de seus pais, Teresa encontra seu caderno e cartas que escreveu para seu irmão e para sua avó durante muitos anos. Sua avó morava em Buenos Aires e é uma das Abuelas de La Plaza de Mayo. O texto aborda a questão do desaparecimento de pessoas, de perdas de entes queridos e da passagem do tempo que naturalmente a vida nos impõe. É um monólogo docemente amargo em que as cartas, as anotações, os vídeos e as músicas recriam a vida da Teresa.

 

Massera partiu de uma história real que viveu na sua adolescência e nos anos da ditadura, quando cadáveres anônimos eram encontrados na costa uruguaia lançados por aviões no Rio da Prata. Estes voos ficaram conhecidos como voos da morte. O espetáculo é uma obra de ficção inspirada em fatos reais.

 

FICHA TÉCNICA:

 

Texto: Sandra Massera

Direção: Sandra Massera e Angela Figueiredo

Elenco: Angela Figueiredo

Direção de vídeos e fotos: Nanda Cipola

Assistente de direção: Claudinei Brandão

Produção executiva: Cristiani Zonzini

Cenografia e figurinos: Kléber Montanheiro

Iluminação: Amarílis Irani

Trilha sonora: Branco Mello e Sandra Massera

Assistente de direção: Claudinei Brandão

Diretor de palco: Acauã Sol

Design gráfico: Vicka Suarez

Adaptação de artes: Erik Almeida

Assessoria de imprensa: Fabio Camara

Operação de luz: Maria Julia Rezende

Operação de som e vídeo: Nanda Cipola

Realização: Casa 5 e Cia. de Teatro As Moças

 

SERVIÇO:

 

LOCAL: Instituto Cultural Capobianco (Rua Álvaro de Carvalho, 97 – Centro), 40 lugares. Acesso a deficiente.

ATÉ 18/12 (Terças e Quartas 20h)

INGRESSOS: R$ 60,00 e R$ 30,00 (meia-entrada)

VENDAS PELA INTERNET: www.sympla.com.br

INFORMAÇÕES: 11 3237 1187

DURAÇÃO: 60 minutos

CLASSIFICAÇÃO: 12 anos

 

Michel Fernandes

Michel Fernandes, graduado em Jornalismo e pós graduado em Direção Teatral., escreveu de 2000 a 2012 críticas de teatro e reportagens para o iG. Em 2002 criou o Aplauso Brasil - www.aplausobrasil.com.br -, site voltado à noticias, resenhas e críticas teatrais, até hoje no ar. Integrante da APCA desde 2004, Michel Fernandes já esteve nas comissões do Prêmio Miriam Muniz, ProAC, Programa de Fomento ao Teatro de São Paulo, emtre outros Em 2012 criou o Prêmio Aplauso Brasil de Teatro. Em 2014 realiza Residência do Aplauso Brasil na SP Escola de Teatro. Em 2015 é crítico convidado da MITsp (Mostra Internacional de Teatro de São Paulo). Em 2016 é membro de comissão julgadora do Proac. Em 2017 faz parte do Conselho Consultivo do CCSP.