DICA: Parlapatões fazem sessão beneficente de espetáculo

Redação do Aplauso (redacao@aplausobrasil.com)

Espetáculo O Burguês Fídalgo. Foto: Divulgação
Espetáculo O Burguês Fídalgo. Foto: Divulgação

SÃO PAULO – O Burguês Fidalgo em cartaz no Espaço dos Parlapatões, terá sessão beneficente domingo, ( 8), às 20h. Todaa renda com os ingressos vendidos será revertida para as associações CECA, abrigo institucional (antigo orfanato)para crianças em vulnerabilidade familiar no EMBU das artes, e a ACL, uma entidade sem fins lucrativos. A tradução e adaptação de Adonis Comelato, Hugo Possolo e Rafael Fanganiell. Elenco: Hugo Possolo, Raul Barretto,Fabek Capreri, Alexandre Bamba, Lívia Camargo, Fernando Fecchio, João Paulo Bienemann, Fani Feldman e Débora Veneziani.

A comédia atendeu ao desejo dos Parlapatões de encenarem textos que tenham humor, teor crítico e que estejam relacionadas ao momentos histórico do nosso país. A montagem que estreou  dia 3 de agosto é a primeira encenação do grupo teatral baseada na obra de Molière.

O Burguês Fidalgo mostra a trajetória do burguês Jordain, que mesmo casado, tenta conquistar uma nobre para assim conseguir prestígio social. O seu sonho, no entanto, faz com que se sujeite a situações ridículas.

Sem trazer a trama para a atualidade, a montagem dialoga com o presente e coloca em xeque os valores de uma sociedade que valoriza o poder e que para conquistá-lo deixa de lado a ética.

Para dar mais dinamismo e diversão às cenas, o diretor Hugo Possolo deixa espaço para improvisações, sempre presente nos trabalhos do grupo. Além disso, o espetáculo traz música ao vivo e coreografias de Rogério Maia.

Sobre o CECA
O CECA é um abrigo institucional (antigo orfanato) para crianças em vulnerabilidade familiar no EMBU das artes, que existe desde 1996. Hoje, o CECA abriga cerca de  28 crianças de 0 -12 anos,  que são recolhidas pelo conselho tutelar por qualquer tipo de violência física, sexual e psíquica que as impossibilite de conviver com a família ou que tenha sido abandonada por ela. Mais informações: www.ceca-embu.org.br

Sobre a ACL
A ACL é uma entidade sem fins lucrativos que apoia e organiza diversas iniciativas sociais, entre elas o Projeto Escola Vida,  programa de formação da cidadania dirigido aos jovens da rede pública estadual de ensino, que existe desde 1999. Hoje, o Escola Vida atende alunos de três escolas em São Paulo e uma em Embu das Artes. A Fundação ACL também atua por meio de cursos de autoconhecimento e formação Humana para adultos; cursos para a Terceira Idade e conta ainda com  Ambulatório Médico Filantrópico. Mais informações: www.alc.org.br

Ficha Técnica – Resumida
Texto: Molière
Direção: Hugo Possolo
Tradução e Adaptação: Adonis Comelato, Hugo Possolo e Rafael Fanganiello

Elenco:
Hugo Possolo
Raul Barretto
Fabek Capreri,

Alexandre Bamba
Lívia Camargo
Fernando Fecchio
João Paulo Bienemann
Fani Feldman
Débora Veneziani

Cantora: Dani Nega
Músico: Demian Pinto

Figurinos: Cássio Brasil
Trilha Sonora: 
Pedro Vilhena
Coreografia: Rogério Maia

Cenário: Hugo Possolo

Iluminação: Reynaldo Thomaz

Assistência de Figurinos: Ana Rillo e Luan Mello

Produção Executiva: Erika Horn
Assistência de Produção: Janayna Oliveira, Elisa Rosas e Amanda Yamada

Vídeos: Zeca Rodrigues
Programação Gráfica: Werner Schulz

Comunicação e Redes Sociais: Dhaianny Vieira

Coordenação de produção: Raul Barretto e Hugo Possolo

Realização: Parlapatões / Agentemesmo Produções Artísticas

 

Serviço:

O Burguês Fidalgo

Temporada: de 03 de agosto a 27 de outubro
Sextas e Sábados às 21h
Domingos às 20h

Ingressos: R$ 30,00 (Inteira) e R$ 15,00 (Meia)

Espaço Parlapatões
Praça Franklin Roosevelt, 158
Bilheteria: (11) 3258 4449
www.espacoparlapatoes.com.br

Ingresso Rápido: 4003 1212
www.ingressorapido.com.br

Classificação etária: 16 anos.
Duração: 90 minutos.

 

 

 

Michel Fernandes

Michel Fernandes, graduado em Jornalismo e pós graduado em Direção Teatral., escreveu de 2000 a 2012 críticas de teatro e reportagens para o iG. Em 2002 criou o Aplauso Brasil - www.aplausobrasil.com.br -, site voltado à noticias, resenhas e críticas teatrais, até hoje no ar. Integrante da APCA desde 2004, Michel Fernandes já esteve nas comissões do Prêmio Miriam Muniz, ProAC, Programa de Fomento ao Teatro de São Paulo, emtre outros Em 2012 criou o Prêmio Aplauso Brasil de Teatro. Em 2014 realiza Residência do Aplauso Brasil na SP Escola de Teatro. Em 2015 é crítico convidado da MITsp (Mostra Internacional de Teatro de São Paulo). Em 2016 é membro de comissão julgadora do Proac. Em 2017 faz parte do Conselho Consultivo do CCSP.