Diretor do Festival de Curitiba faz balanço final desta edição

Leandro Knopfholz - Foto: Daniel Sorrentino / clix.fot.br

Theo Alves*, especial para o Aplauso Brasil(theo@aplausobrasil.com)

Na reta final do Festival de Curitiba, Leandro Knopfholz, diretor do evento, falou com a imprensa em uma entrevista coletiva. Dentre os tópicos abordados pelos jornalistas presentes, a curadoria da Mostra 2010 foi o de maior destaque.

“A proposta da Mostra 2010 é mostrar o que vem sendo produzido durante os seis meses que antecedem o Festival de Curitiba e fazer um prognóstico do que virá no período seguinte”, disse Knopfholz.

Sobre o balanço desta 19ª edição, o diretor do Festival de Curitiba comemorou o resultado positivo. Para Leandro, o evento mais uma vez mostrou sua relevância para a cena teatral brasileira.

“Conversei com algumas pessoas e fiquei bastante satisfeito com o que ouvi. É claro que existiram falhas, mas nada que prejudicasse o resultado final do Festival de Curitiba”, falou Leandro Knopfholz.

Para a próxima edição, na qual o Festival comemora duas décadas de existência, Knopfholz comentou sobre novos projetos, como uma Mostra da Inclusão, onde grupos integrados por deficientes físicos atuam, e um trabalho com a periferia, levando espetáculos para áreas menos favorecidas da capital paranaense.

“Projetos existem, mas para que possamos colocá-los em prática precisamos de patrocínios. Por exemplo, está quase tudo fechado para que aconteça uma Mostra Universitária, com estudantes de artes-cênicas de diversas instituições de ensino, a exemplo da PUC”, relatou o diretor do Festival de Curitiba.  

*Theo Alves viajou a convite do Festival de Curitiba

Michel Fernandes

Michel Fernandes, graduado em Jornalismo e pós graduado em Direção Teatral., escreveu de 2000 a 2012 críticas de teatro e reportagens para o iG. Em 2002 criou o Aplauso Brasil - www.aplausobrasil.com.br -, site voltado à noticias, resenhas e críticas teatrais, até hoje no ar. Integrante da APCA desde 2004, Michel Fernandes já esteve nas comissões do Prêmio Miriam Muniz, ProAC, Programa de Fomento ao Teatro de São Paulo, emtre outros Em 2012 criou o Prêmio Aplauso Brasil de Teatro. Em 2014 realiza Residência do Aplauso Brasil na SP Escola de Teatro. Em 2015 é crítico convidado da MITsp (Mostra Internacional de Teatro de São Paulo). Em 2016 é membro de comissão julgadora do Proac. Em 2017 faz parte do Conselho Consultivo do CCSP.

2 Comentários
  1. Sempre dizem que irá mudar , e a cada ano é notavel que o festival de curitiba é comercial e não artístico (basta ver o preço abusivo dos ingressos). É necessária uma nova curadoria que ENTENDA de teatro e de inovação. Para que curitiba não produza em 10 dias 80% de lixo e 20% de arte.

Leave a Reply

Seu email não será publicado

*