Divórcio de celebridades faz sucesso no Teatro Raul Cortez

Nanda Rovere, do Aplauso Brasil (nanda@aplausobrasil.com.br)

Primeira comédia de Franz Keppler mescla comédias de costumes com temas da atualidade
Primeira comédia de Franz Keppler mescla comédias de costumes com temas da atualidade

SÃO PAULO – Divórcio! apresenta uma trama bem costurada e inteligente. É a primeira incursão do dramaturgo Franz Keppler  na comédia e merece elogios pela qualidade do texto, direção e elenco.

A história de dois advogados, Cecília e Jurandir, que já foram casados, e foram contratados para cuidar do divórcio de duas celebridades, tem chamado a atenção do público.

Em cartaz desde janeiro, o espetáculo tem conseguido lotar o Teatro Raul Cortez e tirar muitas risadas do espectador.

O jogador de futebol Cacau Bello ( Pedro Henrique Moutinho) e a atriz e modelo Brunna Praddo (Nathália Rodrigues) acabaram de se separar e estão cuidando, através de seus advogados, dos detalhes financeiros.

Uma situação corriqueira e comum, sobretudo no mundo dos famosos, mas que ganha um humor ímpar na medida em que os advogados ainda sentem uma grande atração um pelo outro.

Divórcio! apresenta atores em plena sintonia, com o tempo exato da comédia que coloca em questão a busca desenfreada pela visibilidade na mídia. 

Os personagens são exagerados, estereotipados e muito bem desenhados pelos atores. O autor Franz Keppler usa e abusa de palavrões e de termos

Comédia traz os atores Suzy Rêgo e José Rubens Chachá pela primeira vez juntos
Comédia traz os atores Suzy Rêgo e José Rubens Chachá pela primeira vez juntos

que remetem ao sexo para ressaltar a importância que o amor e o desejo possuem na vida dos personagens.

Suzy Rêgo dá um show como Cecília. Engraçada e vivaz, a atriz protagoniza momentos hilários.

Chachá é mais contido, mesmo porque o seu personagem, apesar de despojado, não tem a mesma energia exagerada de Cecília.

Pedro Henrique Moutinho e Renata Bras ( que estava substituindo Nathália Rodrigues) têm trejeitos caricatos e também exagerados, pertinentes à realidade de Cacau e Brunna: pessoas simples, fúteis  e aparentemente  sem muita perspicácia, que sonham com o topo do sucesso.

Otávio Martins criou cenas dinâmicas, que colocam em evidência o furor dos personagens por relações amorosas estonteantes. Ceci e Jurandir, por exemplo,  protagonizam cenas ¨quentes¨, que mostram o quanto um ainda sente desejo pelo outro.  Eles tentam manter distância e tratar com seriedade os assuntos profissionais, mas não conseguem se desgrudar.

Além disso, o diretor conseguiu reunir atores com talento para o humor  e soube guia-los para a realização de uma interpretação segura. Os diálogos têm o tempo exato para fazer com que o público se divirta com a história encenada.

Cenário, trilha, figurino e desenho de luz são adequados  e contribuem para a qualidade da montagem.

As movimentações são precisas e o cenário ambienta as ações em ambientes distintos: o escritório Ceci, o escritório de Jurandir e os quartos dos casais. Com pequenas mudanças nos móveis, as cenas também acontecem em outros lugares, como cartório, academia e bar.

A luz também serve para delimitar os ambientes e chamar a atenção para os encontros e desencontros dos personagens.

Ficha Técnica:

 

Texto–  Franz Keppler

Direção   Otávio Martins

Elenco– Suzy Rêgo, José Rubens Chachá, Nathália Rodrigues e Pedro Henrique Moutinho

Assistente de direção Carol Bastos

Desenho de Luz– Wagner Freire

Cenografia-Marco Lima

Música Original-Ricardo Severo

Figurino– Marichilene Artisevskis

Fotografia– Otávio Dias

Direção de Produção  -Ed Júlio

Produção Executiva – Gabriel de Souza

Realização– Baobá Produções Artísticas

 

Serviço:

Divórcio:

Teatro Raul Cortez(520 lugares)

Rua Doutor Plínio Barreto, 285 – Bela Vista.

Informações: 3254.1631

Vendas pela Internet: www.ingressorapido.com.br e telefone: 4003-1212

Bilheteria: de terça a quinta, das 14h às 20h. Sexta a Domingo, a partir das 14h.

Aceita todos os cartões de débito, crédito ou dinheiro. Estacionamento no local R$ 19.

Sexta 21h30 e Sábado 21h. Domingo 19h.

Ingressos: Sexta e Domingo R$ 50 | Sábado R$ 60.

Duração: 75 minutos

Recomendação: 14 anos

Temporada: até 30 de junho

Michel Fernandes

Michel Fernandes, graduado em Jornalismo e pós graduado em Direção Teatral., escreveu de 2000 a 2012 críticas de teatro e reportagens para o iG. Em 2002 criou o Aplauso Brasil - www.aplausobrasil.com.br -, site voltado à noticias, resenhas e críticas teatrais, até hoje no ar. Integrante da APCA desde 2004, Michel Fernandes já esteve nas comissões do Prêmio Miriam Muniz, ProAC, Programa de Fomento ao Teatro de São Paulo, emtre outros Em 2012 criou o Prêmio Aplauso Brasil de Teatro. Em 2014 realiza Residência do Aplauso Brasil na SP Escola de Teatro. Em 2015 é crítico convidado da MITsp (Mostra Internacional de Teatro de São Paulo). Em 2016 é membro de comissão julgadora do Proac. Em 2017 faz parte do Conselho Consultivo do CCSP.

1 comentário

Leave a Reply

Seu email não será publicado

*