Doidas e Santas retrata a mulher moderna

Nanda Rovere, do Aplauso Brasil (nanda@aplausobrasil.com.br)

Da esq. para dir.Cissa Guimarães, Giusepe Oristanio e Josie Antello. Foto: Chico Lima
Da esq. para dir.Cissa Guimarães, Giusepe Oristanio e Josie Antello. Foto: Chico Lima

SÃO PAULO – Doidas e Santas estreia sexta (5), às 21h30, no Teatro das Artes do Shopping Eldorado. Texto de Regiana Antonini, inspirado no livro de Martha Medeiros. Elenco: Cissa Guimarães, Giusepe Oristanio e Josie Antello. Direção Ernesto Piccolo. O cenário é de Sérgio Marimba, a iluminação de Jorginho de Carvalho, e a trilha sonora de Rodrigo Penna. Helena Araújo e Djalma Brilhante assinam os figurinos. João e Thomaz Velho, filhos de Cissa Guimarães, assinam a assistência de direção e o design gráfico, respectivamente. A direção de produção é de Maria Siman.

Doidas e Santas fez uma longa temporada no Rio de janeiro. Começou numa pequena sala do Teatro Leblon e logo se transformou num grande sucesso. Foram dois anos e oito meses de apresentações, com casas lotadas e mais de 130 mil espectadores.

Depois do Rio, a peça passou por cidades como Belo Horizonte e Campinas, também com sessões lotadas. A temporada em São Paulo será apenas de três meses e a ideia e voltar para a cidade no ano que vem. A partir de outubro viajará para as cinco regiões do país.

A ideia do projeto partiu da atriz Cissa Guimarães, que há muito tempo acalentava a vontade de produzir e encenar textos de sua preferência pessoal. Ela estava emocionada com o fato de estar chegando aos 5o anos de idade e se sentir no auge da vida. Queria levar esse assunto para os palcos.

Ficou encantada com o talento da colunista Martha Medeiros, do Jornal O Globo, a qual na sua opinião, trata com maestria os sentimentos femininos. 

Rapidamente entrou em contato com a escritora e ao conhecer o conteúdo do livro Doidas e Santas, resolveu levá-lo aos palcos. Convidou Regiana Antonini para adaptar

a obra para o teatro.

Num primeiro momento, as personagens eram somente femininas, mas por sugestão de Cissa Guimarães, um personagem masculino foi adicionado à trama.

Doidas e Santas apresenta as alegrias e as neuroses do casal Beatriz (Cissa Guimarães) e Orlando (Giuseppe Oristanio). São bem sucedidos profissionalmente, mas passam por uma crise conjugal.

Beatriz (Cissa Guimarães) é psicanalista e está infeliz com o casamento. O seu marido, Orlando, é machista e não sabe o que fazer quando a esposa pede a separação. Beatriz não quer mais um relacionamento acomodado e sem frescor..

Para completar o rol de personagens e ajudar a traçar o cotidiano dos protagonistas, o espectador também entra em contato com a irmã, a mãe e a filha de Beatriz, Marina (vividas pela atriz Josie Antello e Tatá Lopes como stand in).

A liberdade com o fim do relacionamento faz com que a protagonista tenha um dia-a-dia divertido e movimentado. Faz o que tem vontade e inicia um romance com um jovem rapaz. Orlando, no entanto, está infeliz com a separação e o reencontro do ex-casal pode transformar as suas vidas.

Doidas e Santas, segundo o diretor Ernesto Piccolo, lida com várias questões referentes ao dia-a -dia da mulher no mundo contemporâneo. Retrata as inquietações da mulher moderna, que precisa se desdobrar para cuidar da família, de si mesma e ainda conseguir sucesso profissional;. ¨

Cissa Guimarães declara que a montagem, apesar de ter vários momentos engraçados, não é uma comédia voltada somente para a diversão. ¨Ela fala do olhar para o outro¨. Neste sentido, o objetivo dos atores é tocar o coração das pessoas.

¨A peça toca as mulheres de maneira especial e traduz os sentimentos das mulheres de uma maneira muito bonita¨, opina Cissa.

Para a atriz, a função do teatro é levar o público a refletir  e para que isso aconteça a peça precisa ser encenada com a mais absoluta verdade. O público acredita no que está

"Doidas e Santas". Fotos de Claudia Ribeiro
“Doidas e Santas”. Fotos de Claudia Ribeiro

vendo porque todos nós temos experiências de vida parecidas com as retratadas no texto.

Cissa conta  que Doidas e Santas salvou a sua vida e que se sente muito feliz no palco: ¨O palco é um altar, um lugar sagrado. Piso com o pé direito, dou três pulinhos e peço licença e benção¨, diz.

Segundo Oristânio, que vive Orlando, Doidas e Santas ¨tem humor e o público se identifica com as histórias porque a peça cria uma atmosfera que faz com que as pessoas se envolvam¨.

O ator salienta que não são somente as mulheres que  apreciam o espetáculo porque o personagem masculino ganhou potência dentro do texto e os homens também se identificam muito com a história.

Sobre o seu trabalho e a importância do personagem masculino na peça , o ator sinaliza que o homem hoje perdeu a noção de como tem que agir com as mulheres. ¨A questão não é o papel da mulher na sociedade, mas a do homem¨, opina.

Sobre Cissa Guimarães:
Iniciou sua carreira no teatro em 1977 na peça Dor de Amor, com direção de Paulo César Peréio, que também a dirigiu em O Analista de Bagé. Estreou na televisão em 1980, na novela Coração Alado na TV Globo. E no cinema em 1975, no filme Gordos e Magros, de Mario Carneiro. Cissa atuou em 12 peças de teatro, dirigida por Miguel Falabella, Gilberto Gawronski, Ruth Escobar, Emiliano Queiroz, entre outros. Durante 17 anos foi apresentadora do Vídeo Show, onde hoje comanda o quadro Gente Como a Gente. Seu ultimo trabalho na TV Globo foi Salve Jorge.

Ficha técnica:

Texto: Regiana Antonini

Direção: Ernesto Piccolo

Assistente de direção: João Velho

Direção de Produção: Maria Siman

Elenco: Cissa Guimarães, Giusepe Oristanio e Josie Antello

Trilha sonora: Rodrigo Penna

Cenário: Sérgio Marimba

Iluminação: Jorginho de Carvalho

Figurino: Helena Araujo e Djalma Brilhante

Design Gráfico: Thomaz Velho

Produção executiva: Bruna Ayres

Gerente de Projetos: Paula Salles

Idealização do Projeto: Cissa Guimarães

Realização: Primeira Página e BG produções

Serviço:

Doidas e Santas

Teatro das Artes (742 lugares)

Avenida Rebouças, 3970 – Shopping Eldorado, 3º piso

Bilheteria: terças e quartas das 14h às 20h; de quinta a domingo, das 14h até o início do espetáculo. Aceita cartão de débito e crédito. Não aceita cheque.

Informações: (11) 3034-0075

Vendas pela internet: www.ingresso.com e por telefone: 4003-2330

Contatos para grupos: PABX – (11) 3885-5056

Sexta e Sábado às 21h30 | Domingo às 18h30

Ingressos: Sexta R$ 40 | Sábado R$ 80 | Domingo R$ 70

Duração: 95 minutos / Recomendação: 12 anos

Estreia dia 05 de julho

Temporada: até 29 de setembro

Para saber mais sobre o espetáculo, ver fotos, crítica e vídeo, acesse:

http://primeirapaginaproducoes.com.br/site/?portfolio=doidas-e-santas

 

Michel Fernandes

Michel Fernandes, graduado em Jornalismo e pós graduado em Direção Teatral., escreveu de 2000 a 2012 críticas de teatro e reportagens para o iG. Em 2002 criou o Aplauso Brasil - www.aplausobrasil.com.br -, site voltado à noticias, resenhas e críticas teatrais, até hoje no ar. Integrante da APCA desde 2004, Michel Fernandes já esteve nas comissões do Prêmio Miriam Muniz, ProAC, Programa de Fomento ao Teatro de São Paulo, emtre outros Em 2012 criou o Prêmio Aplauso Brasil de Teatro. Em 2014 realiza Residência do Aplauso Brasil na SP Escola de Teatro. Em 2015 é crítico convidado da MITsp (Mostra Internacional de Teatro de São Paulo). Em 2016 é membro de comissão julgadora do Proac. Em 2017 faz parte do Conselho Consultivo do CCSP.

No Comments Yet

Leave a Reply

Seu email não será publicado

*