EM CARTAZ : ESPETÁCULO “FUENTE OVEJUNA” DISCUTE JUSTIÇA E VINGANÇA COM PÚBLICO JOVEM NO VIGA ESPAÇO CÊNICO

Cassiano Leonardo especial para o Aplauso Brasil (Cassiano@aplausobrasil.com.br)

SÃO PAULO – Fuente Ovejuna estreia dia 4 de março, sábado, às 17h no Viga Espaço Cênico. A montagem é direcionada ao público jovem e faz uma reflexão sobre o poder feminino. Espetáculo tem texto do dramaturgo espanhol Lope de Vega (1562 –1635), direção de Juliano Barone e tradução e adaptação de Marcos Daud.

O espetáculo é uma continuação do projeto Trilogia da Taverna, que busca transpor clássicos da dramaturgia mundial, para um espaço cênico alternativo, denominado Sala Taverna. A primeira parte da Trilogia foi a adaptação de O Inspetor Geral de Nikolai Gogol.

Em uma pacata vila espanhola, um jovem comandante é enviado para protegê-la de possíveis ameaças. Após desonrar a população de Fuente Ovejuna, enfrenta a ira de todos que clamam por justiça e vingança.

“Trabalhar com a obra Fuente Ovejuna é falar diretamente para os jovens do séc. XXI sobre a questão do machismo, o autoritarismo e quais as faces da justiça. Ressalto a importância de discutir essas questões para repensarmos nossas atitudes diárias, criando um paralelo entre a ficção e a realidade”, conta Juliano Barone.

O espetáculo se conecta diretamente com o mundo atual ao expor situações que estão enraizadas na sociedade, “escancarar as ações cometidas pelo Comandante e seus capachos (personagens de Lope de Vega) é abrir para a discussão os crimes diários que vivemos. É dar voz a todas às crianças, jovens e mulheres que, a cada 11 minutos, são violentadas no Brasil; é valorizar o debate sobre a posição da mulher no séc. XXI; é discutir questões políticas relacionadas às nossas estruturas sócio-econômica-culturais; e, principalmente, questionar nossas atitudes perante as injustiças que vivemos”, enfatiza o diretor Juliano Barone.

Ficha Técnica:

Direção Geral: Juliano Barone.
Texto: Lope de Vega.
Tradução e Adaptação: Marcos Daud.
Direção Musical: Wagner Passos.
Elenco: Alexandre Paes Leme, Dudu Oliveira, Gabriel Ferrara, Juliane Arguello, Marieli Goergen, Marcus Veríssimo, Monique Fraraccio, Pedro Casali, Pedro Monteiro, Pipo Belloni, Priscilla Dieminger, Robson Dasa e Thiago Azevedo.
Musicista: Lisi Andrade.
Técnico de Luz e Som: Rodrigo Holanda.
Treinamento em Máscara Expressiva: Joca Andreazza.
Direção de Movimento: Guryva Portela:
Confecção de Máscaras: Jair Correia.
Cenário / Figurino: Kleber Montanheiro.
Iluminação: Gabriele Souza, Jorge Leal e Kleber Montanheiro.
Adereços: Michele Rolandi e Tide Nascimento.
Cenotécnico: Evas Carretero.
Maquiagem: Gabriela Jovine.
Produção Geral: Tânia Reis.
Assistente de Produção: Daniela Duarte.

Serviço:

Viga Espaço Cênico
Rua Capote Valente, 1232
Sala Taverna
De 4 de março até 24 de junho. Sábados, às 17h.
Preço: 40,00
Duração: 100 min.
Classificação indicativa: 16 anos
Capacidade: 60 pessoas

No Comments Yet

Leave a Reply

Seu email não será publicado

*