EM CARTAZ: A PEÇA “O JOGO DO AMOR E DA MORTE” ESTREIA E É ENCENADA NA ANTESSALA DA “CASA DOS FAGUNDES”

SÃO PAULO – O Jogo do Amor e da Morte busca inspiração em diversas obras literárias para contar a história de um homem (interpretado por Eliseu Paranhos) e de uma mulher (interpretado por Juliana Fagundes), fragilizados e paralisados diante de suas dores. A cada noite um jogo é proposto. Assim, “Os Maias” de Eça de Queiroz, “Giovanni” de James Baldwin e “Olhos Azuis – Cabelos Pretos” de Marguerite Duras emprestam seus personagens para que esses “jogos” se estabeleçam, numa expiação incessante que só acontece à noite – durante os dias os personagens somem, como vampiros.

Os espectadores ficam a poucos metros dos atores de forma que uma experiência naturalista é levada às últimas consequências, ainda que elementos distanciadores desafiem esta lógica – como o notebook ligado o tempo todo ou o som de mar intermitente vindo de alto-falantes.

O Jogo do Amor e da Morte é um pastiche cujos autores são, em última análise, os dois personagens da peça. São eles que citam e usam, como inspiração, as obras e autores que lhes convém.

Em nossa fábula um homem está chorando em uma praia quando é abordado por uma mulher de olhos azuis, que também começa a chorar. Por algum motivo, o homem a contrata para lhe fazer companhia por cinco noites durante as quais ela não deve fazer perguntas a seu respeito.

Noite após noite os dois passam a representar papéis com o propósito aparente de entender e purgar os motivos pelos quais os dois se sentem tão abandonados e com tantas dores.

Destes jogos, às vezes lúdicos, às vezes extremamente dolorosos, nasce uma intensa relação fadada a uma interrupção ríspida devido à natureza do contrato que os une”.

FICHA TÉCNICA

Texto e direção – Eliseu Paranhos
Elenco – Eliseu Paranhos e Juliana Fagundes
Cenário – Casa dos Fagundes
Figurino – Luciano Ferrari
Produção de Figurinos – Elen Zamith
Iluminação – Eliseu Paranhos e Juliana Fagundes
Projeto Gráfico – Paula di Paoli
Ilustração Projeto Gráfico – Luciano Ferrari
Ilustração “Casa dos Fagundes” – Pedro Brecheret Fagundes
Fotografia – VagnerClick
Administração – Lena Roque

SERVIÇO

Casa dos Fagundes:
Avenida Conselheiro Rodrigues Alves, 1239 (em frente ao Instituto Biológico) – próximo à estação Ana Rosa do metrô.
Estreia: dia 27 de maio.
Temporada: sábados às 21h e domingos às 20h.
Duração: 80 minutos
Classificação Indicativa: 14 anos
Capacidade: 20 pessoas
Ingressos: R$ 60,00 / meia-entrada: R$30,00– reservas pelo telefone: 993319366 (Vivo)
Até: 26 de agosto

Redação Aplauso Brasil (redacao@aplausobrasil.com.br)

No Comments Yet

Leave a Reply

Seu email não será publicado

*