Entrevista: bailarina Priscilla Yokoi fala de sonhos e projeto em comunidades brasileiras

Kyra Piscitelli, do Aplauso Brasil (kyra@aplausobrasil.com)

A a bailarina Prsicilla Yokoi (foto) faz trabalho com bailarinas mirins em comunidades. foto/Adriano Dorian
A a bailarina Prsicilla Yokoi (foto) faz trabalho com bailarinas mirins em comunidades. foto/Adriano Dorian

SÃO PAULO – Em julho a bailarina brasileira Priscilla Yokoi, que figura entre as dez melhores do mundo, visitará as comunidades de Paraisópolis, Heliópolis e a região da cracolândia, em São Paulo. O objetivo é oferecer às meninas carentes a oportunidade de aprender os caminhos da dança e seguir para a companhia do Ballet Bolshoi do Brasil. As visitas têm também o objetivo de realizar um intercâmbio cultural entre essas comunidades e personalidades internacionais do ballet.

A Escola do Teatro Bolshoi é uma das mais tradicionais do mundo. Ela foi criada na Rússia, em 1773. O Brasil é o único lugar que possui um Ballet Bolshoi fora do país europeu. A escola abriu as portas no ano 2000, em Joinville, interior do estado de Santa Catarina.

Em entrevista exclusiva, a bailarina Priscilla Yokoi fala melhor sobre quais projetos vai visitar no Brasil, revela a intenção de realizar uma ação ainda maior no país e fala de sonhos, oportunidade e cultura para todos.

Leia a entrevista abaixo:

 AB: Dentro das comunidades de Paraisópolis, Heliópolis e a região da cracolândia, vocês têm os nomes de projetos e ações onde irão buscar as meninas bailarinas?

PY: Sim, primeiramente estamos trabalhando com meninas do projeto Novos Sonhos da Cracolândia e meninas do projeto a Dança conta História no Heliópolis. Já as outras meninas das outras comunidades, de certa forma, já estão inseridas em alguma escola de bairro. Mas meu objeto é alcançar comunidades de todo país.

Aplauso Brasil: Quando serão essas visitas?
Priscilla Yokoi: As visitas serão agendadas. Mas provavelmente todas acontecerão neste mês.

AB: Por que vir ao Brasil com esse projeto?
PY: Porque morei um tempo nos EUA e viajei por diversos lugares do mundo dançando e vi que nosso país quanto à cultura é muito a quem dos demais. Então, meu desejo era fazer esse intercâmbio gratuito para o maior número de crianças que eu conseguisse, com workshops e professores mundialmente reconhecidos, dançando em um palco de primeiro mundo, conhecendo bailarinos internacionais e podendo dar a oportunidade de prestar uma prova para a Escola do Bolshoi no Brasil. Para que meu sonho se tornasse realidade, trouxe esses profissionais renomados para nosso país.  Fica mais barato do que se eu bancasse todas essas crianças para um país qualquer.

AB: Buscam meninas em outros países também?
PY: Meninas carentes de outros países não, porque queremos ajudar as nossas crianças. Mas tenho trazido profissionais internacionais justamente para que haja esse intercâmbio.


Sobre Priscilla Yokoi
Priscilla Yokoi iniciou sua vida como dançarina aos 2 anos de idade quando começou a estudar Ballet Clássico. Formada pelo Ballet Aracy de Almeida, hoje é uma das grandes revelações do Ballet brasileiro. Coreógrafa e bailarina Priscilla já se apresentou em 15 países.

Dançou como convidada especial o papel principal no Ballet do Theatro Municipal de Santiago Chile, integrou-se como primeira bailarina no Columbia Classical Ballet USA, em 2008 voltou ao Brasil compondo a São Paulo Companhia de Dança como Solista.

Priscilla tem se dedicado ao ensino para novos bailarinos, dando palestras e workshops pelo Brasil. Produzido a inédita Gala Clássica Internacional de Paulinia, com o apoio da Prefeitura da região. Como também o Projeto Paulinia ao Vivo, Sogefi Filtration, Porto Seguro e Capézio, onde reuniu estrelas do Ballet Clássico Mundial proporcionando um intercâmbio com adolescentes e bailarinos deficientes visuais. Este evento lhe proporcionou o Voto De Jubilo e Congratulações da Câmara Municipal de São Paulo, entregue pela Vereadora Edir Sales. Juntas elas encabeçaram a criação do Dia do Ballet Clássico na cidade de São Paulo, aprovado pela Câmara de Vereadores de SP.

Alguns de seus prêmios nacionais e internacionais
Medalhas de Ouro e Prêmio de Melhora bailarina no Festival de Dança de Joinville.
Festival de Danza del Mercosur Buenos Aires
Consurso Internaxionale de Danza di Cittá di Rieti – Itália.
Medalha de Prata no IBC Japão
Laureada em Lausanne-Suíça
Grand Prix Sansha no IBC New York
Prêmio Jovem Brasil como Melhora Bailarina da Atualidade, entre outros.

O projeto A Gala Clássica idealizada pela Bailarina e Produtora Artística Priscilla Yokoi
Em sua quarta edição, esta ação cultural tem como objetivo, realizar workshops gratuitos com professores internacionais, audições para a Escola do Bolshoi do Brasil, produzir espetáculos de dança clássica de qualidade, proporcionando intercâmbio entre bailarinos renomados mundialmente e estudantes brasileiros menos favorecidos. A Gala tem a preocupação com a inclusão social, integrando ações culturais.

Trabalha desde a sua primeira edição, com a participação especial de bailarinos estudantis brasileiros e bailarinos deficientes visuais, mostrando que a arte da dança é para todos.

 

 

Kyra Piscitelli

Kyra Piscitelli é jornalista formada pela Universidade Metodista de São Paulo e fez pós-graduação em Globalização e Cultura pela Faculdade de Sociologia e Política de São Paulo (FESPSP). Escreve sobre teatro e arte desde de 2009. Integra os Juris da Associação Paulista de Críticos de Arte (APCA) e do Prêmio Aplauso Brasil. Ávida por conhecimento, se não está em viagem ou estudo, só há um lugar para achá-la: o teatro!

No Comments Yet

Leave a Reply

Seu email não será publicado