ESPECTADOR PROFISSIONAL: ODAIR JOSÉ É HOMENAGEADO EM MUSICAL NO CCBB

Nanda Rovere, do Aplauso Brasil (Nanda@aplausobrasil.com.br)

"As canções de Odair José". Foto Eros Lima De Nardi
“As canções de Odair José”. Foto Eros Lima De Nardi

SÃO PAULO –Eu Vou Tirar Você Deste Lugar – As Canções de Odair José é inspirado no universo de um dos nomes mais importantes do estilo musical denominado de romântico-brega. A dramaturgia e direção são de Sérgio Maggio e a supervisão musical é do próprio homenageado. O espetáculo tem como destaque a estreia da vedete negra Watusi como atriz, que já que brilhou no mítico palco do Moulin Rouge. O elenco, formado por atores brasilienses, goianos e cariocas, traz Jones de Abreu, Camila Guerra, Gabriela Correa, Luiz Felipe Ferreira, e Rodrigo Mármore, Renato Milan e Tainá Baldez. A direção de produção é de Fernanda Signorini, e a direção musical é do músico Alex Souza. A temporada, no Centro Cultural Banco do Brasil- CCBB, vai até 22 de dezembro, de quinta a segunda, retornando em janeiro de 2015 a partir de quinta, 8.

Conhecido por sucessos como Cadê Você Pare de Tomar a Pílula, o músico ganhou um merecido registro teatral de sua trajetória. Eu Vou Tirar Você Deste Lugar é o nome do seu primeiro disco e a canção homônima fala de um homem apaixonado por uma prostituta.

No repertório do musical estão 20 sucessos que marcaram a carreira de Odair José, que já vendeu 10 milhões de discos. Mesmo quem pensa que não conhece o repertório, certamente já ouviu algumas composições nas vozes de artistas como Zeca Baleiro e Caetano Veloso.

"As canções de Odair José". Foto Eros Lima De Nardi
“As canções de Odair José”. Foto Eros Lima De Nardi

Odair José tem o mérito de contar histórias de caráter popular através de suas letras.  Para valorizar o teor popular das criações do artista, a narrativa é inspirada em gêneros como o teatro de revista, a estética das antigas companhias de teatro no Brasil, a chanchada e os folhetins.

O autor e diretor Sérgio Maggio criou uma trama que serve para costurar a trilha sonora e que foge dos musicais que fazem homenagem aos ídolos da nossa música porque não é documental e sim uma ficção.

O assassinato da cortesã Nenê Romano, morta em 1923, serve como ponto de partida para o musical, que coloca em evidência personagens da alta sociedade, prostitutas e empregadas domésticas.

O espectador acompanha a trajetória de pessoas que sonham com o sucesso, especialmente a história do jovem Matias, que deixa a faculdade de Direito e enfrenta a força patriarcal para realizar o sonho de ser um cantor de rock´n´roll.

O ano é 1973, no auge das tensões políticas em virtude da ditadura militar, e viver da música não é fácil devido à forte censura. .

Eu Vou Tirar Você Deste Lugar – As Canções de Odair José apresenta uma estrutura simples O clima é chique e kitsch, de cabaré, na luz, no cenário e nos figurinos.

A encenação chama a atenção pela qualidade dos artistas que estão no palco, especialmente Watusi, que encanta pela sua voz pulsante e pelo carisma. Além disso, o diretor Sérgio Maggio conseguiu transmitir o universo romântico do artista e, através da ficção, retratar a dificuldade do artista para conseguir emplacar as suas composições devido à perseguição que sofreu dos militares.

Uma oportunidade para conhecer o trabalho desse artista rotulado como brega, mas que conquistou muitos fãs, inclusive grandes nomes da nossa MPB.

Sobre Watusi

Descoberta pelo produtor Abrahão Medina, da TV Globo, em 1969, a cantora e bailarina Watusi foi a primeira vedete negra que pisou no palco centenário francês Moulin Rouge. De 1978 a 1982, a brasileira tinha o nome destacado em neon na fachada como a primeira estrela, interpretando em até cinco idiomas. Era o auge da carreira da menina de Niterói (RJ).

Em Paris, tornou-se a vedete mais bem paga da Europa. Aclamada até por astros do porte de Silvester Stallone, Rachel Welch e Yves Montand. Ganhou também o prestígio da crítica especializada. Nessa temporada francesa, o jornal O Diário de Barcelona estampou em suas páginas o comentário: “Se Watusi não existisse, teríamos de inventá-la”, enquanto a revista francesa Paris Match cravou: “É o mais jovem talento negro surgido nos últimos tempos em solo francês”.

Watusi tem três discos gravados. Em 2007, integrou, como cantora, a ópera O alabê de Jerusalém, de Altay Veloso. Até hoje, viaja pelo Brasil e exterior com o show Abraço musical, no qual canta em cinco idiomas.

Ficha Técnica

Patrocínio: Banco do Brasil

Realização: Centro Cultural Banco do Brasil

Dramaturgia e direçãoSérgio Maggio

Supervisor musicalOdair José

Elenco: Watusi, Jones de Abreu, Camila Guerra, Gabriela Correa, Luiz Felipe Ferreira, Rodrigo Mármore, Renato Milan e Tainá Baldez.

MúsicosAlex Souza, Renato Glória, William Gláucio e Vavá Afiouni

Diretor MusicalAlex Souza

Diretora de MovimentoMárcia Duarte

Diretor AssistenteJones de Abreu

Provocadora CênicaAninha Franco

CenógrafaMaria Carmen Souza

FigurinistaRoustang Carrilho

Iluminação: Vinicius Ferreira

Programador VisualDenise Simone Bacellar

Fotógrafo: Alexandre Magno

Operador de Som: Randal Juliano

Operador de LuzAlex

CamareiroJô Nascimento

Diretor de Palco:  José da Hora

Assessoria de Imprensa: Bemelmans Comunicações

Admistrador Financeiro: Cleo Chaves

Produtora ExecutivaAna Paula Martins

Direção de ProduçãoFernanda Signorini

Produção: Criaturas Alaranjadas e Signorinimkt Produções

 

Serviço:

Musical Eu Vou Tirar Você Deste Lugar – As Canções de Odair José

Temporada de 20 de novembro a 22 de dezembro

E em 2015, de 8 a 19 de janeiro.

De quinta a segunda: quinta a sábado às 20h; domingo às 19h e segunda às 20h.

Ingressos: R$ 10 (inteira) e R$ 5 (meia-entrada)

Local: Centro Cultural Banco do Brasil – São Paulo

Rua Álvares Penteado, 112 – Centro

CEP: 01012-000 | São Paulo (SP)

Fone: (11) 3113-3651/3652

Funcionamento: quarta a segunda, 9h às 21h

www.bb.com.br/cultura

www.twitter.com/ccbb_sp

www.facebook.com/ccbbsp

Classificação indicativa: 14 anos

Duração: 90 minutos

Acesso e facilidades para deficientes físicos // Ar-condicionado // Cafeteria Cafezal //

Estacionamento conveniado: Estapar Estacionamentos – Rua da Consolação, 228 (Edifício Zarvos) R$ 15,00 pelo período de 5 horas. Necessário validar o ticket na bilheteria do CCBB. Transporte gratuito até as proximidades do CCBB – embarque e desembarque na Rua da Consolação, 228 (Edifício Zarvos) e na XV de novembro, esquina com a Rua da Quitanda, a vinte metros da entrada do CCBB.

1 comentário

Leave a Reply

Seu email não será publicado

*