ESPECTADOR PROFISSIONAL: PEÇA FALA DA TRANSIÇÃO DA ERA DO RÁDIO PARA A SUPREMACIA DA TV

Nanda Rovere, do Aplauso Brasil (Nanda@aplausobrasil.com.br)

CAROS OUVINTES
“CAROS OUVINTES”. Foto/Crédito divulgação

SÃO PAULO – O excelente espetáculo Caros Ouvintes traz personagens que brilham na radionovela, mas estão enfrentando a chegada da televisão. Em cena estão os talentosos atores Petrônio Gontijo/Marcos Damigo, Natállia Rodrigues, Alexandre Slaviero, Rodrigo Lopez, Eduardo Semerjian, Amanda Acosta, Agnes Zuliani e Alex Gruli. Otávio Martins assina o texto e a direção. A temporada vai até o dia 14 de dezembro, com duas sessões às sextas, às 18h00 e 21h00; sábados, às 21h00 e domingos às 19h30. Como o teatro está sempre lotado, a dica é adquirir os ingressos com antecedência.

Toda a ação acontece no estúdio de uma emissora de rádio, nos anos 60, no período da ditadura, quando o elenco de uma radionovela se reúne para a apresentação ao vivo do último capítulo da última produção da empresa.

Vicente (Petrônio Gontijo/ Marcos Damigo) é o produtor da radionovela, que mantém um relacionamento amoroso com a bela atriz Conceição (Natallia Rodrigues).  O casal entra em crise quando Conceição aceita um papel na TV.

Além de Conceição e Vicente, a equipe conta com o sonoplasta Eurico (Alex Gruli), o locutor Wilson (Rodrigo Lopez). O ex galã canastrão Péricles Gonçalves (Eduardo Semerjian), Ermelinda Penteado (Agnes Zuliani) e a cantora de jingles decadente Leonor Praxades (Amanda Acosta).

'CAROS OUVINTES'. Foto/Crédito divulgação
‘CAROS OUVINTES’. Foto/Crédito divulgação

A gravação era para ser um momento solene e emocionante, mas os atritos devido às diferenças de opiniões são inevitáveis. Além disso, um dos atores desaparece e provavelmente foi vítima da ditadura.

Para piorar a situação, o publicitário Vespúcio (Alexandre Slaviero) convida o casal romântico da rádio para participar de uma telenovela, o que desperta o ódio de Péricles Gonçalves.

Logo em seguida, vem à tona a notícia de que o patrocinador passará a produzir telenovelas. A rádio corre o risco de ser fechada e o último capítulo da radionovela pode não entrar no ar.

Para a criação da trama, o autor Otávio Martins realizou uma minuciosa pesquisa histórica. A história do Brasil não é um pano de fundo, mas praticamente um personagem.

Martins não respeita os anos em que os fatos apresentados ocorreram porque o objetivo é trazer ao palco o espírito de uma época.

No período da ditadura (1964-1985) a radionovela já não existia mais, mas é importante frisar: nada do que citam ou fazem em cena foi realizado sem pesquisa. Uma licença poética que deixa o texto mais interessante e aumenta a tensão das cenas, que tem doses de humor, mas também apresenta momentos dramáticos.

Tudo nesse trabalho foi cuidado nos mínimos detalhes, seja no texto, na interpretação dos atores ou nos elementos cênicos.  Em todos os diálogos, por exemplo, o autor Otávio Martins usa somente expressões e palavras que eram usadas na época.

O maior destaque da encenação é a produção de uma radionovela ao vivo. O público acompanha a gravação como se estivesse na era de ouro do rádio. Os atores interpretam com perfeição tanto os personagens da radionovela, quanto os que formam a equipe da rádio. Durante a radionovela, conseguem dar uma entonação perfeita para um roteiro cheio de emoção e aventura.

Outro destaque é a cenografia. No palco, o público vê um estúdio de rádio construído nos mínimos detalhes, com 2 cabines de som recheadas de aparelhos e objetos para os efeitos sonoros.

A sonoplastia da rádio também é uma atração que merece atenção especial. É o ator Alex Gruli quem opera o som e os efeitos sonoros. Além de interpretar o sonoplasta da rádio, o ator manipula instrumentos e objetos com grande precisão.

Caros Ouvintes homenageia os grandes nomes do rádio, os quais são citados no excelente texto do Otávio e estão retratados em fotos que estão colocadas estrategicamente no cenário.

O programa do espetáculo demonstra a maestria no apuro com o qual a equipe trabalhou.  É uma revista que nos faz viajar pelos anos de ouro do rádio, na diagramação, nas fotos, na linguagem e no conteúdo.

Como historiadora e jornalista apaixonada por rádio e pela trajetória dos artistas que fizeram história nas emissoras, entre elas, a Rádio Nacional, saúdo a produção de Caros Ouvintes por proporcionar ao público, num mundo informatizado como o de hoje, contato com um momento de nossa história em que as pessoas deixavam a imaginação aflorar diante de um aparelho de rádio.

Quem viveu a era de ouro do rádio tem uma ótima oportunidade para reviver esse  período; os espectadores mais novos, por sua vez, conhecerão detalhes interessantes da produção de uma radionovela e do funcionamento de uma rádio.

Além disso, o autor e diretor Otávio Martins teve a sensibilidade de abordar a chegada da TV para o Brasil e a difícil transição dos atores e profissionais do rádio para essa nova mídia, já que nem todos os artistas estavam animados com a mudança, ou mesmo não conseguiam se adequar às necessidades e interesses da televisão.

Ficha Técnica:

Texto e Direção: Otávio Martins

Elenco:

Petrônio Gontijo

Natállia Rodrigues

Alexandre Slaviero

Rodrigo Lopes

Eduardo Semerjian

Amanda Acosta

Agnes Zuliani

Alex Gruli

Diretora Assistente: Maria Silvia Siqueira Campos

Assistente de Direção: Marcos Damigo

Desenho de Luz: Wagner Freire

Cenografia: Marco Lima

Música Original: Ricardo Severo

Figurino: Fábio Namatame

Fotografia: Priscila Prade

Direção de Produção: Ed Júlio

Produção Executiva: Gabriel de Souza

Relacionamento Empresarial: Laís Campos

Assessoria de Imagem: Beatriz Cervone

Assessoria de Imprensa: Morente Forte Comunicações

Realização: Baobá Produções Artísticas

Serviço:

Caros Ouvintes

Grande Auditório  do MASP (374 lugares)

Avenida Paulista, 1.578

Informações: 3251-5644

Vendas: 4003.1212 – www.ingressorapido.com.br

Sextas às 18h e 21h | Sábados às 21h | Domingo às 19h30

Ingressos: Sextas R$ 30 (18h) e R$ 40 (21h)

Sábados R$ 50

Domingos R$ 40

Duração: 90 minutos

Recomendação: 12 anos

Gênero: comédia

Temporada: até 14 de dezembro

No Comments Yet

Leave a Reply

Seu email não será publicado

*