ESPECULAÇÃO IMOBILIÁRIA É TEMA DE ESPETÁCULO QUE ACONTECE NO METRÔ DE SÃO PAULO

"Entre Vãos" é peça itinerante que acontece entre estações de metrô. Foto/Crédito Alécio Cezar
“Entre Vãos” é peça itinerante que acontece entre estações de metrô. Foto/Crédito Alécio Cezar

Redação do Aplauso Brasil (redação@apalusobrasil.com)

"Entre Vãos" é peça itinerante que acontece entre estações de metrô. Foto/Crédito Alécio Cezar
“Entre Vãos” é peça itinerante que acontece entre estações de metrô. Foto/Crédito Alécio Cezar

SÃO PAULO – O coletivo teatral A Digna fez uma parceria com o grupo Um Cafofo para trazer a região central da capital paulista um espetáculo que acontece simultaneamente, em endereços diferentes ao longo da linha vermelha do metrô e quem escolhe como e da onde assiste é o público. O espetáculo Entre Vãos estreia dia 23 de abril, sábado, às 15 horas. As sessões acontecem sempre aos sábados e segundas-feiras.

Durante o processo, A Digna mergulhou na realidade do Edifício São Vito, um prédio de arquitetura modernista, popularmente conhecido por Treme-Treme, que foi concebido como opção de moradia popular na baixada do Glicério e acabou demolido em 2011.

Para o projeto vingar, o grupo convidou o diretor Luiz Fernando Marques, do Grupo XIX de Teatro, que já montou espetáculo itinerantes como o Orgia ou de Como os Corpos Podem Substituir as Ideias, do Teatro Kunyn.

Marques conta que montar o espetáculo foi um grande desafio. “A proposta dialoga com a linguagem que eu costumo trabalhar, por ser num espaço não convencional, pelo envolvimento do público e a ideia do seu deslocamento. Durante o processo fiz provocações no sentido de trabalhar a relação com a plateia, transformando esse texto pronto numa conversa e deixando que o espaço também conte a história”.

O diretor diz que se identifica com o projeto: “a demolição do Edifício São Vito serve de ponto de partida para a reflexão sobre o despejo físico e simbólico de inúmeras pessoas. A cidade se transforma e obriga os cidadãos a refazerem suas histórias, ao mesmo tempo em que essas novas histórias colaboram para a contínua transformação da cidade.

Em Entre Vãos, o público escolhe o local e a personagem que deseja acompanhar: uma balconista que trabalha numa loja de paletas mexicanas na Santa Cecília; um livreiro de um sebo no Anhangabaú; ou uma mulher, conhecida como Anjo de Corredor (pessoa que guiava os moradores nas dependências do edifício, normalmente sem luz elétrica, até seus apartamentos), que mora próxima ao metrô Marechal Deodoro. A quarta personagem é Walkyria Ferraz, uma espécie de empreendedora comercial que passa pelas outras histórias e se desloca de um ponto ao outro enquanto a peça se desenrola.

No site do espetáculo (www.adigna.com/entrevaos), as personagens fazem um convite ao espectador por meio de vídeos. As cenas, imagens e textos funcionam como prólogo da peça e dão pistas sobre as histórias. Após finalizar a compra do ingresso, o espectador recebe um e-mail com orientações e o endereço para o ponto de encontro próximo a cada história.

Cada grupo conta com 15 pessoas. O trajeto guiado por um áudio composto de músicas e textos que sugerem colagens entre sons, a história contada e as paisagens do caminho. Ao fim do percurso, as quatro personagens e os três grupos de espectadores se encontram para a cena final.

Um Cafofo – Núcleo de criação artística – oferece suporte tecnológico para Entre Vão.

 

Ficha técnica:

Direção: Luiz Fernando Marques Diretor assistente: Paulo Arcuri Dramaturgia: Victor Nóvoa Elenco: Ana Vitória Bella, Helena Cardoso, Laís Marques e Plinio Soares Videografismo e Tecnologias: Um Cafofo (André Grynwask e Priscila Argoud) Cenografia e iluminação: Marisa Bentivegna Assistente de cenografia e iluminação: Amanda Vieira Trilha sonora: Carlos Zimbher Figurinos: Eliseu Weide Cinegrafista e Edição de vídeo: Bruno Araújo Atriz convidada (vídeo Anjo de Corredor): Therezinha Nogueira Equipe de Apoio: Arce Correia, Catarina Milani e Rodrigo Bertucci Transporte: Ocimar Costa Fotos: Alécio Cezar Programação visual: Vertente Design Produção: Ariane Cuminale Concepção: A Digna e Um Cafofo

 

Serviço:

ENTRE VÃOS – Estreia dia 23 de abril, sábado, às 15 horas.

Temporada: Sábados e segundas-feiras, às 15h, até 20 de junho.

Ingressos: R$10,00.

Duração: 110 minutos (incluindo os deslocamentos).

Classificação indicativa: 16 anos.

Capacidade: 15 lugares.

Endereço de cada ponto de encontro – A peça acontece nas imediações das estações Marechal Deodoro, Santa Cecília e Anhangabaú. As reservas, assim como as informações de logística de encontros só serão passadas via site da obra – www.adigna.com/entrevaos

Telefone para informações: 11 98846-6080