ESPETÁCULO ATRASA 50 MINUTOS POR PROBLEMA DE SOM E AINDA ASSIM CONQUISTA PLATEIA CURITIBANA

Kyra Piscitelli*, do Aplauso Brasil (kyra@aplausobrasil.com)

"Samba Futebol Clube" faz sucesso em Curitiba, mesmo com grande atraso. Foto/crédito divulgação
“Samba Futebol Clube” faz sucesso em Curitiba, mesmo com grande atraso. Foto/crédito divulgação

 

CURITIBA – O musical Samba Futebol Clube teve problemas no transporte do som e estreou com atrasou de 50 minutos, ontem (31), no Teatro Guaíra. O atraso não impediu que os oito meninos em cena fossem ovacionados e aplaudidos pela plateia em diversas ocasiões.

Ao dar 21 horas, o público (que não era pequeno) se amontoava na porta do teatro. Depois de muito tempo de espera, palmas e alguns chamados de “começa”, “começa” mostrava a impaciência de todos.

Quando finalmente o teatro abriu e até que todos se sentassem, o relógio marcava quase dez horas. O público sentava e olhava para o marcador de tempo. E só um ótimo espetáculo poderia recuperar uma plateia quase perdida.

Então, o diretor do musical Samba Futebol Clube, Gustavo Gasparani, subiu ao palco, explicou que tiveram um problema no transporte do som (que havia chegado naquele mesmo dia à tarde, em vez de chegar no dia anterior) e confiou no seu trabalho: “peço desculpas pelo atraso, mas o espetáculo é bom e vai compensar tudo isso”.

Assim que o espetáculo começou o público aplaudiu, ainda impaciente. Mas, depois, muitos outros aplausos surgiram. Risos. Intervenções e participações da plateia, que não foi embora no intervalo do primeiro ato e ficou em peso para cantar com os atores depois do espetáculo.

O musical Samba Futebol Clube que conta com o ator curitibano Gabriel Manita no elenco, reverteu o inesperado e conquistou a plateia.

Na saída, os comentários positivos acompanhados de frases como “quem nunca teve problemas e não se atrasou?” ou “isso acontece no teatro” era prova disso. Hoje, Samba Futebol Clube faz a última apresentação no Festival de Curitiba e prometem que quem gostou pode voltar e se preparar: “o espetáculo começará pontualmente às 21 horas”.

Ficha técnica: Roteiro, direção e realização: Gustavo Gasparani / Elenco: Alan Rocha, Cristiano Gualda, Daniel Carneiro, Gabriel Manita, Jonas Hammar, Luiz Nicolau, Pedro Lima e Rodrigo Lima / Direção musical: Nando Duarte / Direção de movimento e coreografias: Renato Vieira / Cenografia: Marcelo Lipiani / Figurino: Marcelo Olinto / Iluminação: Paulo Cesar Medeiros / Projeto de som: Branco Ferreira / Cenografia digital: Thiago Stauffer – Studio Prime / Pesquisa de textos: João Pimentel / Pesquisa musical: Alfredo Del-Penho / Conteúdo audiovisual: Studio Prime / Assistente de direção: Erika Riba / Preparação vocal: Maurício Detoni / Projeto gráfico: Mary Paz Guillén / Visagismo: Beto Carramanhos / Direção de produção: Alice Cavalcante / Produção: Coisas Nossas Produções Artísticas e Sábios Projetos / 120 min / (RJ)

SERVIÇO:
Samba Futebol Clube
Dias 31 de março e 01 de abril
Teatro Guaíra.

Confira a programação do Festival de Curitiba no link: www.festivaldecuritiba.com.br 

*Kyra Piscitelli, editora assistente do Aplauso Brasil, viajou para Curitiba a convite do Festival.

Kyra Piscitelli

Kyra Piscitelli é jornalista formada pela Universidade Metodista de São Paulo e fez pós-graduação em Globalização e Cultura pela Faculdade de Sociologia e Política de São Paulo (FESPSP). Escreve sobre teatro e arte desde de 2009. Integra os Juris da Associação Paulista de Críticos de Arte (APCA) e do Prêmio Aplauso Brasil. Ávida por conhecimento, se não está em viagem ou estudo, só há um lugar para achá-la: o teatro!