Espetáculo e “dancing” maravilhosos no Estúdio EMME

Maria Lúcia Candeias, especial para o Aplauso Brasil (aplausobrasil@aplausobrasil.com)

Elenco de "Emoções Baratas"

O antigo Avenida Club mudou o nome para Estúdio EMME, mas é no mesmo lugar, com tudo como sempre. Ás 21h há espetáculos em vários dias da semana e às 11 da noite vira balada e “dancing”: Estúdio EMME é tão dance como o Avenida e também tão teatro quanto. Vale a pena ir pra dançar e, mais ainda (eu não sei dançar direito), para assistir Emoções Baratas.

Inclusive quem assistiu esse mesmo espetáculo há cerca de vinte anos na inauguração do Avenida vai amar. É o máximo e imperdível. O roteiro, e a encenação também, são de José Possi Neto, a direção musical é de Guga Stroeter. Espetáculo e música são um arraso; especialmente devido à coreografia do Possi que se baseia em dança de salão. Difícil não gingar mesmo sentado na cadeira.

Interessante acompanhar os encontros e desencontros dos casais quase sem palavras.

Além desses aspectos, cabe ressaltar o cenário funcional e discreto de Jean Pierre Tortil e os maravilhosos figurinos de Fábio Namatame valorizados ao máximo pela iluminação como sempre impecável de Wagner Freire.

E o mais importante mesmo é que os nove dançarinos merecem nota dez. Impressionam pela competência com que movimentam seus corpos e, também, por exprimir tão claramente as situações dramáticas.

Além deles, em matéria de música, o maior destaque cabe às cantoras Bibba Ghuqui e Karin Hils. Isso sem falar nos nove membros do irretocável conjunto musical.

Não deixe de ver, quinta e sábado às 21h, sextas às 21h30. Domingos às 19h. Av. Pedroso de Moraes. 1036 (tem estacionamento com vallet).

Michel Fernandes

Michel Fernandes, graduado em Jornalismo e pós graduado em Direção Teatral., escreveu de 2000 a 2012 críticas de teatro e reportagens para o iG. Em 2002 criou o Aplauso Brasil - www.aplausobrasil.com.br -, site voltado à noticias, resenhas e críticas teatrais, até hoje no ar. Integrante da APCA desde 2004, Michel Fernandes já esteve nas comissões do Prêmio Miriam Muniz, ProAC, Programa de Fomento ao Teatro de São Paulo, emtre outros Em 2012 criou o Prêmio Aplauso Brasil de Teatro. Em 2014 realiza Residência do Aplauso Brasil na SP Escola de Teatro. Em 2015 é crítico convidado da MITsp (Mostra Internacional de Teatro de São Paulo). Em 2016 é membro de comissão julgadora do Proac. Em 2017 faz parte do Conselho Consultivo do CCSP.

No Comments Yet

Leave a Reply

Seu email não será publicado

*