Espetáculo investiga as tensões entre o corpo feminino, o tempo e a mídia  

SÃO PAULO – Com solo de Mônica Bernardes, obra teatro-coreográfica ¡D-eia estará em cartaz de 18 a 27 de outubro no Galpão do Folias. Sextas e sábados, às 21h; domingos, às 20h, De 18 a 27 de outubro

O espetáculo investiga as tensões entre o corpo feminino, o tempo e a mídia; entre a experiência interior desse corpo e sua representação social; entre as múltiplas identidades assumidas, marcadas pela presente sensação de fragmentação e deslocamento.

O disparador do espetáculo é o sentimento de urgência em encontrar respostas frente às crises de sensibilidade e identidade, na vida megaurbana da era digital.  A encenação intenta resistência face às dinâmicas contemporâneas de colonização do corpo e de sua vitalidade, traz fragmentos de “Textos para Nada”, de Samuel Beckett, além de elementos biográficos da performer e projeções que exploram os meandros e tensões da autorrepresentação nos dias atuais.

¡D-eia integra o projeto [des]colonizações da Taanteatro Companhia. Contemplado pela 25a edição do Fomento à Dança para a Cidade de São Paulo, [des]colonizações investiga a aplicação de estudos pós-coloniais na criação teatro-coreográfica.

Ficha Técnica
Criação e dança: Mônica Cristina Bernardes
Direção Coreográfica: Maura Baiocchi
Orientação Dramatúrgica: Wolfgang Pannek
Figurino: Wolfgang Pannek, Mônica Cristina Bernardes
Edição de vídeo e voz-off: Mônica Cristina Bernardes
Captação de vídeo e Trilha sonora : Wolfgang Pannek
Música: Arvo Pärt
Cenografia: Wolfgang Pannek
Iluminação: Juliana Morimoto e Flávio M. Silva

Serviço:
Espetáculo ¡D-eia – Taanteatro Companhia
De 18 a 27 de outubro, sextas e sábados, às 21h; domingos, às 20h.
30 lugares
Ingressos a R$ 20,00 e R$ 10,00 (meia entrada).
Duração: 50 minutos
Classificação: 12 anos
Local: Galpão do Folias, R. Ana Cintra, 213 – Santa Cecília, São Paulo – SP

Informações: Tel: (11) 3361-2223

 

 

 

 

 

Kyra Piscitelli

Kyra Piscitelli é jornalista formada pela Universidade Metodista de São Paulo e fez pós-graduação em Globalização e Cultura pela Faculdade de Sociologia e Política de São Paulo (FESPSP). Escreve sobre teatro e arte desde de 2009. Integra os Juris da Associação Paulista de Críticos de Arte (APCA) e do Prêmio Aplauso Brasil. Ávida por conhecimento, se não está em viagem ou estudo, só há um lugar para achá-la: o teatro!

No Comments Yet

Leave a Reply

Seu email não será publicado

*