Espetáculo no Teatro Jaraguá trata da descoberta do prazer feminino

Redação do Aplauso Brasil (redacao@aplausobrasil.com)

"No Quarto Ao Lado – o Espetáculo do Vibrador". Foto: Divulgação
“No Quarto Ao Lado – o Espetáculo do Vibrador”. Foto: Divulgação

SÃO PAULO –  No Quarto Ao Lado – o Espetáculo do Vibrador trata com humor da emancipação feminina com a descoberta do orgasmo e do prazer, tendo como pano de fundo o surgimento da eletricidade. O texto, indicado a três prêmios Tony, é inspirado na comédia de Sara Ruhl, In The Next Room – ou The Vibrator Play. A direção é de Yara de Novaes e a estreia é sexta (dia 22), às 21h30.

Na trama, que se passa no século XIX, Dr. Givings é um jovem médico progressista, encantado com a tecnologia, que aplica o recém-descoberto aparelho vibrador na região íntima feminina para tentar a cura da depressão e dos distúrbios hormonais e de humor.

O tratamento é um sucesso. Possibilita que as mulheres estabeleçam uma nova relação com seu corpo, descubram o orgasmo e se libertem dos preconceitos de uma sociedade opressora. A única mulher que não consegue resolver os seus problemas é Catherine, a esposa do Dr. Givings.

Daniel Alvim, intérprete do Dr. Givings , destaca que o seu personagem é insensível às necessidades de sua esposa e assinala: ¨A história da invenção do vibrador coincide com a história da mulher. Hoje em dia, todo mundo sabe o que é orgasmo, mas naquela época as pessoas pensavam ‘o que é isso? Soltar alguns líquidos e ainda sair sorrindo? Se até hoje uma grande porcentagem das mulheres ainda não consegue gozar, imagina naquela época?”, diz o ator.

Para a encenação, o elenco e a diretora Yara de Novais usaram como referência o documentário Passion & Power: The Technology of Orgasm (direção de Emiko Omori, de 2007). “Foi nesse documentário que a gente descobriu que a invenção do vibrador foi muito bem-vinda como método terapêutico, porque muitos médicos faziam esse procedimento com as mãos, e ficavam incomodados com isso. Alguns desenvolviam até LER (lesão por esforço repetitivo), porque havia filas e filas de mulheres histéricas querendo fazer o tratamento”, conta a diretora.

É a primeira vez que Yara dirige uma montagem que tem como tema o sexo. Segundo Yara, o que mais a encanta na obra é o cuidado da autora para não  cair na vulgaridade. O objetivo da diretora é mostrar ao público uma história sobre a liberdade. “A peça tem uma temática feminina, da consciência que a mulher vai tomando de si mesma. Até hoje ainda é complicado lidar com essas questões. Principalmente o gozo, existe todo um tratado sobre o gozo feminino, mas é tudo muito escondido, diz a diretora”.

Figurino, cenário e trilha sonora misturam referências de época e contemporâneas. Destaque para a trilha, que traz criações originais, como Good Vibrations, um blues com letra em inglês e arranjo vocal, interpretado pelo elenco na cena final.

Ficha Técnica
Texto: Sara Ruhl
Tradução: Clara Carvalho
Direção: Yara de Novaes
Assistente de Direção: Leonardo Bertholini
Elenco: Daniel Alvim, Julia Ianina, Marisol Ribeiro, Luciano Gatti, Rafael Primot, Maria Bia, Fafá Rennó
Figurino: Fabio Namatame
Cenografia: André Cortez
Cenografa Assistente: Carol Bucek
Trilha sonora: Dr. Morris
Iluminação: Kleber Montanheiro
Produção: LG Tubaldini Jr.
Realização: Filmland Internacional / Ricca Produções
Construção Cenário: Ono-Zone Estúdio Ltda – Fernando Brettas e Waldir Rosseti
Visagismo: Eliseu Cabral
Fotos Estúdio e Cena: João Caldas
Assistente Fotografia: Andreia Machado
Programação Visual: Estação Design
Assessoria De Imprensa: Arteplural
Operador De Som: Thiago Rocha

Serviço:

No Quarto Ao Lado – O Espetáculo do Vibrador

Teatro Jaraguá (dentro do Novotel Jaraguá) – Rua Martins Fontes, 71, Bela Vista. (11) 3255-4380.

*Estacionamento e ponto de táxi no local (preço especial do estacionamento para púbico do teatro: R$ 18,00).

Compra online: Ingresso Rápido

Vendas por telefone: (11) 4003-1212

Horários: Sextas-feiras, às 21h30, sábados, às 21h e domingos às 19h.

Ingressos: Sextas e domingos R$ 50,00 (R$ 25,00 meia-entrada) e Sábados R$ 60,00 (R$ 30,00 meia-entrada).

Bilheteria: Ingressos no local.

Duração: 100 minutos.

Classificação indicativa: 14 anos.

Capacidade: 266 lugares.

Classificação etária: 14 anos.

Temporada De 22 de novembro a 22 de dezembro (volta em 10 janeiro até 23 de fevereiro de 2014).

Michel Fernandes

Michel Fernandes, graduado em Jornalismo e pós graduado em Direção Teatral., escreveu de 2000 a 2012 críticas de teatro e reportagens para o iG. Em 2002 criou o Aplauso Brasil - www.aplausobrasil.com.br -, site voltado à noticias, resenhas e críticas teatrais, até hoje no ar. Integrante da APCA desde 2004, Michel Fernandes já esteve nas comissões do Prêmio Miriam Muniz, ProAC, Programa de Fomento ao Teatro de São Paulo, emtre outros Em 2012 criou o Prêmio Aplauso Brasil de Teatro. Em 2014 realiza Residência do Aplauso Brasil na SP Escola de Teatro. Em 2015 é crítico convidado da MITsp (Mostra Internacional de Teatro de São Paulo). Em 2016 é membro de comissão julgadora do Proac. Em 2017 faz parte do Conselho Consultivo do CCSP.

No Comments Yet

Leave a Reply

Seu email não será publicado