Estúdio da Cena surpreende com sua Odisseia

Michel Fernandes, para o Aplauso Brasil (Michel@aplausobrasil.com

Estúdio da Cena

SÃO PAULO – Quando Homero se debruçou sobre os papiros da Grécia antiga e registrou a epopeia de Odisseu, ou Ulisses, em sua Odisseia, é certo que deu à obra o foco dialógico entre a condição socioeconômica dos gregos, contemporâneos a si, e os do período em que ocorreu a sangrenta Guerra de Troia. A Odisseia, de Samir Yazbek em parceria com o Estúdio da Cena, é uma surpreendente releitura da fábula de Odisseu, em que os cantos homéricos dialogam com a nossa sociedade.

Marco Antonio Rodrigues assina a direção do espetáculo que nasceu de um coletivo de pesquisas de linguagens cênicas, o Estúdio da Cena, formado por atores que cursaram a Escola Superior de Artes Célia Helena e Teatro Escola Célia Helena,  sendo dois deles alunos em curso (Gabriel Muglia e Renata Asato), e cuja característica determinante que dá unidade à cena deste trabalho inaugural é a verdade que conferem em suas interpretações.

A naturalidade na interpretação e o tratamento épico da cena, com direito a inteligente e sarcástico humor, além de correlações com doenças sociais contemporâneas, caso do Canto das Sereias ser o vício do crack, comprovam que Brecht e Stanislávski podem se cruzar no mesmo espetáculo, mesmo não sendo ele realista, caso de Odisseia, que revela uma teatralidade inspirada e inspiradora forjada na inventividade de processo em que direção, dramaturgia, elenco, cenografia (Ulisses Cohn e Fernanda Aloi), figurinos (Atílio Beline Vaz) e iluminação (Aline Santini) dançam, em uníssono, a coreografia que dá prazer à fruição do espectador.

“Odisseia”

Citar um só nome do elenco, quando o todo merece atenção, seria injusto, por isso prefiro listar por completo atores e seus respectivos personagens de Odisseia louvando, assim, a boa safra que coletivos de teatro apresentam neste 2012.

Aline Aguiar – Garçonete (Governanta).
Sarah Campos – Cantora / Pretendente esgrimista (coro).
Natália Kronig – Calipso / pretendente golfista (coro).
Camila Caparroz – Penélope. (coro).
Renata Asato – Pretendente nipônica (coro).
Pedro Carrasco – Pretendente jogador de baseball (coro).
Miguel Mendez – Telêmaco (coro).
Gabriel Muglia – Odisseu Jovem / Pretendente tenista (coro).
Rafael Faustino – Odisseu Narrador.
Pedro Lopes – Aquiles / Odisseu velho / Corifeu Pretendente (jogador
de Hokey no Gelo) (coro).

Odisseia

Galpão do Folias
Rua Ana Cintra, 213 – Santa Cecília
Tel.: (11) 3333-2837
Sexta e sábado, às 21h; domingo às 19h
Espetáculo não recomendado para menores de 16 anos
Em cartaz até 02/12/2012

Michel Fernandes

Michel Fernandes, graduado em Jornalismo e pós graduado em Direção Teatral., escreveu de 2000 a 2012 críticas de teatro e reportagens para o iG. Em 2002 criou o Aplauso Brasil - www.aplausobrasil.com.br -, site voltado à noticias, resenhas e críticas teatrais, até hoje no ar. Integrante da APCA desde 2004, Michel Fernandes já esteve nas comissões do Prêmio Miriam Muniz, ProAC, Programa de Fomento ao Teatro de São Paulo, emtre outros Em 2012 criou o Prêmio Aplauso Brasil de Teatro. Em 2014 realiza Residência do Aplauso Brasil na SP Escola de Teatro. Em 2015 é crítico convidado da MITsp (Mostra Internacional de Teatro de São Paulo). Em 2016 é membro de comissão julgadora do Proac. Em 2017 faz parte do Conselho Consultivo do CCSP.

No Comments Yet

Leave a Reply

Seu email não será publicado