Eva Wilma: Uma dama do teatro relata sua trajetória e deixa dicas valiosas

SÃO PAULO – Realizada na última segunda-feira de abril deste ano, a entrevista que inaugura oficialmente o programa Damas & Homens do Teatro, da Aplauso Brasil TV – cujo objetivo principal é apresentar a trajetória de atrizes, atores, diretores, dramaturgos, enfim, artistas relevantes em suas trajetórias teatrais – traz, em cinco blocos, a atriz e bailarina Eva Wilma relatando experiências marcantes em sua carreira de mais de 70 anos – ela começou, ainda menina, como bailarina –, os grandes mestres que marcaram sua trajetória e dando conselhos aos iniciantes.

Gravamos o programa dias antes do falecimento de Antunes Filho, o diretor morreu na quinta-feira (02 de maio) da mesma semana, e é notável a admiração por aquele que, segundo ela, é um dos pilares de sua formação.

 

Na primeira parte da entrevista, a diva fala de memória história e formação.

 

Na segunda parte, a atriz e bailarina conta sobre a importância de nomes consagrados do teatro como Zé Renato e Antunes filho na sua carreira e declara seu amor ao teatro.

 

Na terceira parte, a atriz fala como funcionava o teatro e a arte antes das Leis de Incentivo. E lembra que antes o teatro acontecia de terça a domingo e hoje “se paga para trabalhar”. E sentencia: “nós temos que ir onde o público está, o país é muito grande e é importante ir além de Rio e São Paulo”.

 

Na quarta parte, a dama do teatro fala sobre a Ditadura Militar, a responsabilidade do artista na consciência da liberdade de expressão no período.

 

Na última parte dessa entrevista, Eva releva se existe receita para se tornar uma diva do teatro. O que será que ela responde?

Michel Fernandes

Michel Fernandes, graduado em Jornalismo e pós graduado em Direção Teatral., escreveu de 2000 a 2012 críticas de teatro e reportagens para o iG. Em 2002 criou o Aplauso Brasil - www.aplausobrasil.com.br -, site voltado à noticias, resenhas e críticas teatrais, até hoje no ar. Integrante da APCA desde 2004, Michel Fernandes já esteve nas comissões do Prêmio Miriam Muniz, ProAC, Programa de Fomento ao Teatro de São Paulo, emtre outros Em 2012 criou o Prêmio Aplauso Brasil de Teatro. Em 2014 realiza Residência do Aplauso Brasil na SP Escola de Teatro. Em 2015 é crítico convidado da MITsp (Mostra Internacional de Teatro de São Paulo). Em 2016 é membro de comissão julgadora do Proac. Em 2017 faz parte do Conselho Consultivo do CCSP.