Felipe Hirsch faz de Cinema essência da delicadeza

Michel Fernandes, especial para o Último Segundo (Michel@aplausobrasil.com)

CINEMA

Antes de iniciar a sessão bastante intimista de Cinema, novo espetáculo da Sutil Cia. de Teatro, o diretor Felipe Hirsch esclarece que “assistiremos a um ensaio-aberto do espetáculo que estreia na próxima quarta-feira (26) no Teatro Popular do Sesi”, apesar de, segundo disse, estar “bem próximo do que será visto pelo público paulistano”. Ótima notícia vez que o acabamento do espetáculo não vai apagar a essência delicada desse novo trabalho da companhia. 

E, assim, coloca em cena, frente a frente ao espectador, toda a sorte de personagens que freqüentam aquela sala, onde são exibidos filmes europeus, americanos, brasileiros, dos gêneros e tipos mais variados possíveis, dados deduzidos pela trilha sonora que, além das delicadas canções que apresenta, pontuam sonoramente o que se passa na tela.

Os personagens vão dos tipos que poderiam freqüentar quaisquer salas de cinema que conhecemos, como o casal que, provavelmente, marcou encontro pela Internet para se conhecer no cinema, masque não se identifica pessoalmente, aos mais bizarros e surreais como as irmãs siamesas que vão ao cinema com um pretendente.

O desenho do espetáculo alcança uma estética muito além da realista, embora nada perca em verossimilhança, como se fosse uma orquestra surreal, regida por um maestro de larga competência (Felipe Hirsch) e executada por afinados músicos (os jovens integrantes da Sutil).

Mais que pertinente, Cinema mostra-se urgente na apreensão de sua forma de nos convidar a olhar aquilo que vemos, mas nem vemos, olhar com olhos de enxergar, apreendendo amorosamente o que se vê. Sessão delicada e sensorial.

CINEMA

Um espetáculo da Sutil Companhia de Teatro

Direção Geral: Felipe Hirsch

Co-direção: Murilo Hauser

Elenco: Beatriz Bertú, Daniel Tavares, Diego Moschkovich, Fábio Lucindo, Isabel Wilker, João Victor D’Alves, Julia Ianina, Kauê Telloli, Luísa Bonin, Paula Arruda, Pedro Inoue, Raphael Rocha, Renata Gaspar, Sol Faganello, Thais Medeiros.

Equipe de Criação: Felipe Hirsch, Murilo Hauser, Erica Migon, Marília Halla, Beatriz Bertú, Daniel Tavares, Diego Moschkovich, Fábio Lucindo, Isabel Wilker, João Victor D’Alves, Julia Ianina, Kauê Telloli, Luísa Bonin, Paula Arruda, Pedro Inoue, Raphael Rocha, Renata Gaspar, Sol Faganello, Thais Medeiros.

Cenografia: Daniela Thomas

Figurinos: Veronica Julian

Iluminação: Beto Bruel

Trilha Sonora: Felipe Hirsch, Murilo Hauser, Marília Halla

Diretor Artístico: Felipe Hirsch

Sócio Diretor: Guilherme Weber

Criação: Sutil Companhia de Teatro

 

*Michel Fernandes viajou a convite do Festival de Curitiba

SERVIÇO SP:

Estreia dia 26 de março

Temporada de 26 de março a 4 de julho

Teatro do Sesi

De quinta a sábado, às 20h; domingo, às 19h.

Entrada franca às quintas e sextas.

Sábados e domingos, R$ 10 e R$ 5 (meia-entrada).

14 anos

Michel Fernandes

Michel Fernandes, graduado em Jornalismo e pós graduado em Direção Teatral., escreveu de 2000 a 2012 críticas de teatro e reportagens para o iG. Em 2002 criou o Aplauso Brasil - www.aplausobrasil.com.br -, site voltado à noticias, resenhas e críticas teatrais, até hoje no ar. Integrante da APCA desde 2004, Michel Fernandes já esteve nas comissões do Prêmio Miriam Muniz, ProAC, Programa de Fomento ao Teatro de São Paulo, emtre outros Em 2012 criou o Prêmio Aplauso Brasil de Teatro. Em 2014 realiza Residência do Aplauso Brasil na SP Escola de Teatro. Em 2015 é crítico convidado da MITsp (Mostra Internacional de Teatro de São Paulo). Em 2016 é membro de comissão julgadora do Proac. Em 2017 faz parte do Conselho Consultivo do CCSP.

2 Comentários

Leave a Reply

Seu email não será publicado

*