FIT – BH: Performance Sagazan foca trabalho em transformação

Nanda Rovere, do www.mondobhz.com.br/fit-bh-2012, parceiro do Aplauso Brasil na cobertura do FIT- BH

Performance Sagazan, TRANSFIGURATION 1 e TRANSFIGURATION 2, apresenta uma intrigante transmutação facial

BELO HORIZONTE – Em Perfomance Sagazan, o artista do Congo, Olivier de Sagazan, radicado na França, chama a atenção por um trabalho de transfiguração. A todo momento, o artista joga o barro em sua face, que se modifica incessantemente. O corpo também recebe o barro, porém com menor intensidade.

Em 30 minutos de apresentação, inúmeras fisionomias são apresentadas ao público, as quais adquirem aspectos monstruosos. A performance pode gerar interpretações diversas, de acordo com a experiência de vida do espectador. De qualquer maneira, o artista faz alusão a um mundo em que os seres humanos perdem a sua identidade diante de uma sociedade que valoriza o bem material em detrimento do respeito ao ser humano e à sua individualidade.

Há um nítido descontentamento com a realidade. Em alguns momentos, Sagazan tem um comportamento agressivo e desesperado. O texto dramático tradicional dá lugar a uma linguagem em que a expressão corporal é o foco das atenções. As mensagens, portanto, estão nos gestos e cabe ao publico decifrar o significado da apresentação. Frases são ditas pelo artista, mas o que prevalece é a original modelagem do seu rosto.

Sagazan também participa do FIT – BH com Hybridation, Transept e Matéria Prima.

DETALHES

“Transfiguration1”, “Transfiguration2” e “Hybridation” são criações de Olivier de Sagazan. “Transept” é uma colaboração entre Olivier de Sagazan e Richard Nadal “Matéria Prima” é resultado de oficina ministrada pelo artista durante o Festival FIT-BH

Michel Fernandes

Michel Fernandes, graduado em Jornalismo e pós graduado em Direção Teatral., escreveu de 2000 a 2012 críticas de teatro e reportagens para o iG. Em 2002 criou o Aplauso Brasil - www.aplausobrasil.com.br -, site voltado à noticias, resenhas e críticas teatrais, até hoje no ar. Integrante da APCA desde 2004, Michel Fernandes já esteve nas comissões do Prêmio Miriam Muniz, ProAC, Programa de Fomento ao Teatro de São Paulo, emtre outros Em 2012 criou o Prêmio Aplauso Brasil de Teatro. Em 2014 realiza Residência do Aplauso Brasil na SP Escola de Teatro. Em 2015 é crítico convidado da MITsp (Mostra Internacional de Teatro de São Paulo). Em 2016 é membro de comissão julgadora do Proac. Em 2017 faz parte do Conselho Consultivo do CCSP.

No Comments Yet

Leave a Reply

Seu email não será publicado

*